Brasil segue sem vencer em tour pelos EUA



Na madrugada deste sábado, a Seleção Brasileira feminina perdeu o terceiro jogo amistoso em seu giro pelos Estados Unidos.

Em Honolulu, no Havaí, derrota no tie-break para as donas da casa, parciais de 25-19, 22-25, 27-27, 25-27 e 15-11.

Kelsey Robinson e Kelly Murphy fizeram 21 pontos cada para as americanas. Mesma pontuação teve a central Thaisa, com 13 de 18 ataques no chão, além de cinco bloqueios.  Fernanda Garay anotou 18, Fabiana fez 14, além de 12 acertos de Sheilla e 10 de Natália.

Às 5h da manhã deste domingo, as duas seleções farão o último amistoso da série. Será que o Brasil consegue evitar a varrida?

 



  • Leiga

    Assisti a todos os jogos.

    Seleção americana está excelente na defesa. Glass, e algumas vezes até a Thompson, está deixando tudo no simples.

    Ainda que amistoso, senti certo constrangimento com tanta superioridade tática dos EUA.

    ZR está lá para ver o que elas evoluíram, para arrumar uma solução tática. Mesmo assim, a gente esperava ao menos uma vitória.

    Tandara fez falta, era a oportunidade ideal, já que Sheila estava horrível e Monique não é de muita confiança. Porém, assim como Jaque (esta que causou mais estranheza), ficou no Brasil.

    Dani Lins não conseguia nem levantar bola direito para a Sheila. Aquele tempo, depois das curtas férias, em que a seleção supostamente estaria treinando, era mentira, né? Só isto para explicar. Não tem lógica. Era muita falta de entrosamento. A coisa piorou tanto que chegou momento em que nem para a Fabiana a Dani conseguiu levantar.

    Gabi, como sempre, a corajosa, só foi lá para se sentir oprimida e limitada, levando mais toco do que na era Jaquetoco. O saldo positivo é que ela segurou mais a recepção do que Natália.

    ZR sabe que é a verdadeira posição da Natália, mas mesmo assim não tem coragem de colocá-la como oposto, até quando Monique e Sheila não resolvem. Todos criticam o Talmo por aí, mas, se fosse ele, até Thaísa seria testada como oposto KKKKKKKK.

    • Edu

      Gabi funciona bem na velocidade e explosão.Com seu um e setenta e nove fica frágil num bloque alto e bem montado como o americano.E nas partidas que assisti nenhuma das levantadoras jogou bem.Como a Dani ficou oitenta por cento em quadra ficou mais exposta à critica e não deu nenhuma velocidade nos levantamentos nas pontas ou com as centrais que também deixaram a desejar.Tanto a Thaisa(vivendo uma fase difícil) e a Fabizona(que não resgatou nessa excursão a fase final da superliga).

      • Leiga

        Realmente, as centrais não estavam bem. As nossas pontas tentavam bloquear, mas as centrais não acertavam uma. Sempre eram enganadas pelas levantadoras. Dava desespero ver jogada de meio fundo sem qualquer bloqueio, ainda que atrasado!

  • klaus

    Não é motivo para pânico.São somente amistosos e sabemos bem que americanos adoram ganhar amistosos, mas na hora decisiva ,vemos quem vence.As americanas amarelam nas decisões.Isso é fato.Só leva alguma coisa quando é ponto corrido.

  • Raffael

    Os EUA estão voando nesses amistosos. Parte física e tática estão de parabéns. Alisha imprimindo muita velocidade. Akin voltando muito bem depois de um longo tempo parada. Extremas muito eficientes. As derrotas não seriam preocupantes se não demonstrassem uma seleção Brasileira vulnerável, principalmente no passe e a relação defesa/bloqueio. A Brait é uma gigante em Osasco, mas me parece acanhada na seleção. Como a transmissão americana é na parte de traz da quadra, é visível como a Brait não consegue assumir a responsabilidade que a Fabi tinha que era cobrir meia quadra. Gabi, Nati e Garay não são ponteiras de volume e acabam ficando muito vulneráveis na recepção sem o auxílio da gigante Fabizinha. Que perda pra seleção…

  • Edu

    Caro Daniel ,a seleção sofreu as quatro derrotas consecutivas,Liderava o quarto set da quarta partida com uma vantagem de 15 a 9 e vencendo dois sets mas não conseguiu fechar o jogo.Fico intrigado porque o ZRG rodou pouco o time enquanto o Kirally o fez repetidamente na sua equipe.Se o objetivo final de evitar as quatro derrotas não foi obtida.

  • Luiz

    Coloca logo a Mari neste time.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo