Brasil se recupera no Mundial e embola grupo



A Seleção Brasileira se recuperou no Mundial juvenil masculino, nesta terça-feira. Depois da derrota para o Japão na estreia, o time verde-amarelo bateu os Estados Unidos por 3 a 1 (25-19, 21-25, 25-23 e 25-19).

Agora, o Grupo A tem brasileiros e japoneses na liderança com quatro pontos, seguidos pelos americanos, com três, e os búlgaros, com um.

Na rodada final, nesta quarta, o Brasil vai encarar a Bulgária às 18h30, após o duelo Japão x EUA, marcado para as 16h. Os quatro ainda têm chance de classificação.
 
O ponta Lucarelli liderou o Brasil ao anotar19 pontos. O técnico Leonardo Carvalho precisou improvisar Hugo como líbero, já que o titular Kachel se lesionou diante do Japão.

Para o jogo decisivo da primeira fase, a Seleção terá uma torcida especial no Maracanãzinho de 50 crianças do VivaVôlei, projeto social da Confederação Brasileira de Voleibol. A garotada que irá à partida será do núcleo de Copacabana, patrocinado pelo Oi Futuro.



  • Afonso (RJ)

    Vi parte do jogo pois tive que vazer sala para visita e depois fui intimado pela chefa a comparecer na cozinha para o jantar 🙂

    A primeira coisa que chamou a atenção foi a radical mudança na tática do saque. Até houve saques forçados e mesmo erros, mas tudo dentro do aceitável. No total o Brasil cedeu 18 pontos em erros, enquanto que os americanos erraram 24 vezes. É uma melhora considerável em relação ao jogo anterior.
    Só vim a saber da improvisação do líbero após o final do jogo. Acho que isso significa que ele até que deve ter se saído relativamente bem.
    Também notei uma equipe mais vibrante. Os reservas às vezes quase entraram em quadra para comemorar o ponto, o que valeu uma admoestação da arbitragem (pelo menos tive essa impressão).
    De resto não deu para maiores observações, a não ser o bom desempenho do numero 8 (Lucarelli, eu acho), inclusive no saque.
    Torço para que a evolução continue. Vamos ver amanhã contra a Bulgária na mesma bat-hora e no mesmo bat-canal.

    • Fernando

      Time menos nervoso e mais vibrante, apesar de ainda cometer alguns erros bobos. Sobre o citado Lucarelli, ouvia muitas pessoas falando sobre ele, por já entrar muito no Minas, nesses primeiros jogos tive oportunidade de ver pela primeira vez o garoto e realmente tem futuro se continuar no caminho certo. Ele passa simplesmente todas as bolas na mão e ataca muito bem. Olho no menino.

    • Diogo Márcio

      Porque você não foi assistir o jogo no Maracanãzinho?

      • Afonso (RJ)

        Já não tenho mais idade para isso 🙂

  • Valdir

    Decepção é com o público nesse torneio… 500, 600 pessoas nos jogos do BRASIL com ingresso na faixa?

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo