Brasil perde título da Copa Pan-Americana para a Argentina



A Seleção Brasileira masculina ficou com o vice-campeonato da Copa Pan-Americana, em Veracruz, no México.

Na noite deste domingo, o Brasil perdeu a final para a Argentina por 3 sets a 2, parciais de 25-27, 25-17, 25-22, 25-27 e 15-10.

O prêmio de consolação foi a vaga garantida nos Jogos Pan-Americanos de 2019, em Lima, no Peru.

Na derrota para os argentinos, o oposto Alan, do Sesi, foi o maior pontuador do Brasil, com 19 acertos (16 de ataque, dois de bloqueio e um de saque). O ponta Honorato, do Fiat/Minas, marcou 18 vezes, todos de ataque.

Alan terminou a Copa Pan-Americana como maior pontuador, além de ter sido escolhido o melhor oposto. O central Flávio, outro representante do Minas, foi eleito o melhor central.

Argentina superou o Brasil na final (Divulgação)

– O campeonato foi muito disputado jogo por jogo isso é muito bom, principalmente para o time que está aqui. Estramos em um grupo mais novo, que veio para classificar o Brasil e para aprender, ganhar rodagem. Tenho certeza que todos nós aprendemos bastante e na próxima competição vamos estar ainda mais bem preparados – analisou Alan.

Ezequiel Palacios foi o maior anotador da final: 21 pontos e ganhou o prêmio de MVP do torneio. Matías Sánchez ganhou como melhor levantador.

– Foi uma disputa bonita, mas com alguns erros que não poderiam acontecer, obviamente nos sets em que perdemos. Contra um time como a Argentina, que erra pouco, acabamos pagando um preço muito alto por isso. Mas, essa oportunidade foi muito importante. Uma pena não ter alcançado o lugar mais alto do pódio, mas vamos todos aprendendo. Fica a alegria de ter tido essa chance, e agradeço a oportunidade por essa missão – disse Giovane.

Argentina: Matías Sánchez (-), Luciano Palonsky (19), Joaquín Gallego (10), Gastón Fernández (9), Nicolás Bruno (17), Ezequiel Palacios (21). Líberos: Santiago Danani e Franco Massimino. Entraram: Alejandro Toro (1), Gaspar Bitar, Jan Martínez (4). Técnico: Alejandro Grossi.

Brasil: Thiaguinho (1), Alan (19), Aracaju (4), Flavio (11), Honorato (18), Leozinho (4). Líberos: Rogerio Carvalho e Douglas Pureza. Entraram: Davy (5), Víctor Birigui (3), Gabriel (8), Carísio (-), Matheus Bispo (7). Técnico: Giovane Gávio.



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo