Brasil num pódio olímpico. Legende a foto



Essa é para quem tem um pouco mais de idade. Vou passar a publicar fotos antigas do arquivo do LANCE! para vocês matarem a saudade de ídolos do passado.

Na primeira delas, a Seleção Brasileira feminina, comandada por Bernardinho, medalha de bronze na Olimpíada de Sydney, em 2000.

Eu estagiava pelo segundo ano na redação do LANCE! de SP, naquela época. O que vocês faziam da vida?

Vocês reconhecem as 12 jogadoras? Uma está bem escondida.

 

 

 



  • Raffael

    Acima:Kelão, Janina, Raquel, Wal, Karin, Erika, Leila, Katia, Fofão
    Abaixo:Virna, Ricarda e Elisangela.

    • Daniel Bortoletto

      Raffael matou de primeira, logo depois da publicação da foto. Minutos depois, Igor também cravou

  • Igor Siqueira

    No chute:

    Kelly, Janina (tá morando em Campos), Raquel, Walewska, Karin, Érika, Leila, Kátia e Fofão. Virna, Ricarda e Elisângela.

  • @alcidesxavier

    Essa seleção era muito forte…lembro que depois a Karin fez um ensaio pra VIP daqueles..uhahua

  • volleyball

    Lembrança boa!!!
    Kelly, Janina, Raquel, Wal, Karin, Erika, Leila, Katia, Fofão
    Abaixo:Virna, Ricarda e Elisangela.

  • mari diva

    Kelãoooooooo!!! Pensar que Kelão foi pra olimpiadas é de dar mta risada. Lembro que Bernardinho optou por ela em detrimento da Angela Moraes ( na epoca as duas arrazavam no Minas), e o Brasil tomou uma virada de Cuba no 5o set (12×6 se nao me engano) numa rede de dois, em que a china da Superangela poderia ter sido bastante util.

    Katia na olimpiadas tbm eh mto engraçado.

    • Paulinho

      No 5 set o Brasil tomou um surrão, foi no segundo set que o Brasil tava ganhando de 16 x 09 e conseguir perder o set de 25×19…Eu achei que a Fofão jogou super bem essa Olimpíada, tanto é que foi a melhor levantadora…
      Agora realmente ver Kelão ao inves da Angela…é patético…Angela jogava muuuuuito mais.

  • Anabel

    Janina sempre farsante; Wal estava crua; Fofão teve a chance de ser titular e não fez NADA demais; Lili jogava MUITO, mas Leila era “musa”; Virna sempre só close; Érika jogava MUITO, NESSA época; Bernardo diz que é fodão mas nunca conseguiu bater a geração cubana, que NÃO era imbatível.

    • Fernando Adilio

      Lili jogava muuiiito mesmo.
      Aliás, ela está levando o time do SESI nas costas nesse paulista.

  • Diogo Márcio

    Virna, Waleskinha, Elisangela, Leila e Fofão – só sei essas, porque não acompanhava.
    Por que a Venturini não foi para 2000?

    • Diogo Márcio

      Tem a Érica sendo encoberta pelas flores

    • Adriano

      Fernanda abandonou a seleção depois do Mundial de 98 porque encheu o saco. Na real, depois das Olimpíadas de 96, ela só jogou a Copa dos Campeões 97 e o Mundial 98 com a seleção, naquela década. E disse que não achava graça no Mundial, só ia porque tinha chance de ser campeã.

      O Brasil, jogando com um time misto, foi campeão do GP em 98. Muita gente achava que aquele time deveria ter sido titular no Mundial (Fofão no lugar da Fernanda, Raquel no da Ana Moser, Karin no da Ana Flávia). Mas, na verdade, aquele ciclo foi difícil pro Brasil. De 97 a 2000, o time não tinha muita chance de competir com Cuba e Rússia. Acho que foram tão longe quanto possível, inclusive nessa Olimpíada. Isso que de 96 pra 2000, além da Fernanda, o Brasil foi perdendo pelo caminho Márcia Fu, Ana Paula, Ana Flávia e Ana Moser. Então o bronze tava de bom tamanho.

      • Diogo Márcio

        Muito obrigado Adriano!!

  • Jairo (RJ)

    ACHO QUE SÂO ESSAS:

    Acima:A loura (hehehehe, não lembro), Janina, Raquel, Wal, Karin, Erika, Leila, Valeskinha, Fofão
    Abaixo:Virna, Ricarda e Elisangela

  • Simone Gomes

    Não são da minha época, eu era muito novinha em 2000. rsrsrs

    • Raffael

      Eu nem era nascido na decada de 40 mas conheço tudo da 2ª Gerra Mundial…rsrsr

      • Paulinho

        MORRI…KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  • Álvaro Médio

    Cara, lembre do dia desse jogo contra os EUA!
    Eu fazia o último ano do ensino médio e estava chegando na casa dos meus pais. Acho que era uma sexta… E chovia aqui no Ceará.
    Tenho muito orgulho desse bronze. Como também do de Atlanta. Ambos com derrotas doídas nas semifinais (não preciso nem dizer pra quem).
    Foram bronzes forjados a sangue. Uma geração de meninas valentes, lutadoras e de muita garra.
    Eu adoraria um dia encontrar pessoalmente uma Virna, Leila, Ana Moser, etc. Eu faria uma grande reverência e agradeceria do fundo do coração pelos serviços prestados.

  • Rodrigo

    Nossa lembro como se fosse hoje desse bronze muito valorizado por sinal. A Erika Coimbra jogava muito, matava a pau, com seu saque e ataques potentes. Muito boa jogadora até hoje. Grande Erika.

MaisRecentes

A velocidade do Sesc, com Thiaguinho, impressiona



Continue Lendo

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo