Brasil erra demais e perde para a China



A Seleção Brasileira feminina facilitou demais a tarefa da China na estreia na fase final do Grand Prix, em Nanjing. Com erros em excesso, a equipe verde-amarela foi derrotada pelas donas da casa em sets diretos, parciais de 25-22, 25-17 e 29-27.

O Brasil deu para as adversárias 20 pontos de graça. Foram vários em contra-ataques muito forçados nos dois primeiros sets para evitar confrontar o block adversário, além de passes ruins e os até aceitáveis saques forçados. Como comparação, a Seleção recebeu apenas oito pontos em erros das chinesas. Neste nível, uma diferença abissal.

Em alguns momentos os erros foram sequências, fazendo com que a China abrisse vantagem confortável de três, quatro pontos. E isso foi crucial, por exemplo, no primeiro set e no início do segundo. Um time mais experiente e entrosado, jogando em casa, quase sempre na frente do marcador. Emocionalmente faz muita diferença.

O melhor Brasil foi visto no fim da terceira parcial. Reação, virada e sensação de que o jogo iria ser mais longo. O time verde-amarelo chegou a ter 24 a 22. Mas a virada de bola parou de funcionar e as atuais campeãs olímpicas fecharam em 3 a 0.

O resultado obriga a Seleção Brasileira a vencer a Holanda, amanhã, novamente às 8h30, para ter chance de avançar para as semifinais. Derrota significa eliminação.

Tandara terminou como maior pontuadora da partida: 17 pontos. A estrela Ting Zhu veio logo atrás, com 16.



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo