Brasil eliminado na Liga. Mas não vale reclamar



O único resultado possível para eliminar o Brasil da Liga Mundial aconteceu. Os Estados Unidos venceram a França por 3 sets a 1, fazendo com que o Grupo I tivesse um tríplice empate. Todos os times com uma vitória, três pontos, quatro sets vencidos, quatro perdidos… E assim a decisão dos semifinalistas foi para o ponto average (divisão dos pontos feitos pelos cedidos). E nesse critério os americanos passaram em primeiro (fizeram 197, levaram 191, resultado: 1,031), com os franceses em segundo (197 feitos, 197 levados: 1,000) e os brasileiros em terceiro (200 marcados, 206 cedidos: média 0,970).

Certamente a fase final sem o dono da casa perderá um pouco da graça no sábado e no domingo. Muitos torcedores que moram fora do Rio de Janeiro compraram ingressos apenas para estes dias. E já estão lamentando redes sociais afora.

Agora, curto e grosso, para encerrar qualquer “mimimi”. Repito aqui o que escrevi no Twitter: Depois do Mundial de 2010, o Brasil não pode reclamar de marmelada até a próxima encarnação.

Sei que minha opinião não vai agradar muita gente. E sei que ela já não agrada desde aquele fatídico dia em Ancona. Ninguém precisou relatar o que aconteceu. Vi com meus próprios olhos.  A versão oficial é de que não aconteceu nada. Como será a versão oficial de EUA e França hoje. Respeito, mas mantenho minha posição.

Assim, se nada aconteceu em 2010 e em 2015, reforço: nós, brasileiros, não podemos achar certo quando somos beneficiados  em situações assim e depois reclamar do que foi feito contra nós.

 

 



MaisRecentes

Corinthians anunciará novidades nesta semana



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Renata oficializa renovação de Dileo



Continue Lendo

Vaivém: A aposta ousada do Camponesa/Minas em Gabi e Natália



Continue Lendo