Brasil com dois pés na fase final da Liga



Não foram dois jogos de encher os olhos, em Brasília. Mas as duas vitórias da Seleção por 3 a 1 sobre a Bulgária deixaram muito bem encaminhada a classificação para a fase final da Liga, na Argentina.

O Brasil soma 19 pontos (sete vitórias e uma derrota) e vê os próprios búlgaros, com 14, como rivais mais próximos. A situação só mudará caso os Estados Unidos batam a Polônia, amanhã, por 3 a 0 ou 3 a 1, fora de casa. Com esses cenários, os americanos subiriam para 15 pontos, chegando ainda vivos para os dois duelos com o Brasil no Maracanãzinho, na semana que vem.

Ou seja, a classificação da Seleção pode até acontecer com duas derrotas no tie-break, por exemplo, na rodada final desta fase. Difícil, quase impossível, eu diria.

Nos jogos em Brasília, Bernardinho testou Alan como líbero e Maurício Souza como central, nos lugares de Mario Júnior e Eder. E foi o bloqueio o fundamento que teve melhor desempenho. Neste sábado, Maurício, ex-Vivo/Minas e agora no RJX, fez cinco dos 13 pontos do time no fundamento. Dos titulares, apenas Dante passou em branco no bloqueio. Na sexta, haviam sido 11 pontos no block, cinco deles de Leandro Vissotto, maior pontuador do fim de semana.

Acertar o passe e dar uma constância maior na virada de bola são os dois principais desafios que vejo para o Brasil, na preparação para as finais.

 



MaisRecentes

São Bernardo desiste do Paulista. Alerta ligado na Superliga



Continue Lendo

Brasil leva virada dos Estados Unidos em terceiro amistoso



Continue Lendo

Vaivém: Fronckowiak anunciado por clube polonês



Continue Lendo