Brasil 3 x 2 Turquia. Comentem!



Venceu, mas não convenceu.

Esse é resumo da vitória brasileira na estreia em Londres diante da Turquia, parciais de 25-18, 23-25, 25-19, 25-27 e 15-12.

Sim, já era esperado um jogo equilibrado com as turcas. Mas o Brasil, em alguns momentos, teve apagões preocupantes, que ajudaram o time de Marco Aurélio Motta a levar a decisão para o tie-break e sonhar com uma zebra ainda maior. No quarto set, principalmente, a virada demonstrou uma fragilidade emocional que pode ser fatal contra rivais mais experientes.

Parece pouco, mas vencer no 5º set faz com que a Seleção some apenas dois pontos, terminando a rodada atrás de China e Estados Unidos. Para as turcas, o pontinho obtido é lucro. E o grupo com Sérvia e Coreia não será moleza para ninguém.

Pelas estatísticas oficiais dos Jogos, Sheilla foi a maior pontuadora do duelo, com 19 acertos, um a mais do que Darnel. Coletivamente, gostei do bloqueio em alguns momentos da partida. Foram 14 pontos do Brasil no total.  Já o ataque me preocupou. Tivemos problemas para virar as bolas e algumas redes pareciam esroscadas. Em alguns momentos, achei Fernandinha sem sintonia com as centrais, o que sobrecarregava as pontas.

Na segunda rodada, a reprise da final de Pequim diante das americanas. Uma vitória pode marcar a arrancada deste time brasileiro, que ainda parece preso.

Algumas frases pós-jogo:

Zé Roberto

“Tivemos por ponto positivo o bloqueio e a defesa. Mas poderiam ser melhores.  Cometemos erros que não podem ocorrer, principalmente, no quarto set, indecisões, erros de saque e acabou que a Turquia entrou no jogo de novo”

Sheilla

“Acho que relaxamos quando achamos que iríamos ganhar um set fácil (o quarto), mas isso aqui é Olimpíada. Foi um jogo de alerta. Não acho que a gente errou o jogo inteiro. Foi em um momento do jogo”

Fabiana

“Começamos a cometer erros. Sabemos que isso não pode ocorrer. Viemos aqui para buscar a medalha de ouro e só isso interessa”

Marco Aurélio Motta

“No primeiro set demos 12 pontos para o Brasil. Isso prejudicou. Mas perdemos um jogo e isso faz parte da nossa formação, faz parte de um time que está ganhando experiência. O Brasil tem um grande time e em três sets jogamos de igual para igual. Agora é jogar contra a China e ganhar o jogo”

 

 

 



  • Luiz

    Palavras do Zé sobre Dani Lins:
    “Ela vai para Londres porque mesmo na reserva, estava sempre sorrindo, de bom astral”
    Palavras do Zé sobre Natália:
    “Ela faz bem ao grupo com sua alegria. Isto ajuda muito.”

    Eu prefiro todo mundo de cara fechada, mas jogando bem e trazendo a medalha. Vamos sofrer para ganhar este bronze.

    • Ana

      vamos chamar um grupo de palhaças e pronto. só sorrisos.

      • Luiz

        Concordo.

      • Jonas

        Impressionante, mas a Dani Lins errou todos os levantamentos que fez. Ela enterrou o time no quarto set. A virada ridícula começou com sua entrada. Fabíola e a seleção não mereciam isso. E essa Fernandinha não é isso tudo. Impinou várias bolas e deixou nosso time em dificuldade. Outro problema é a titularidade absoluta de Jaque e Fabiana. Elas estão mal e não saem. Ele troca o time todo e elas continuam. Jaque não tem nenhum poder de decisão. Pode acertar várias bolas, mas na hora H sempre erra… Ganhar dos EUA… Impossível!

        • rogerio

          hahaha esse jonas acho q não assistiu o jogo falar que a fabiana está ruim isso mostra o qto vc não entende de volei perceiro ela ao lado da thaisa foram as unicas que chamaram a responsabilidade do jogo isso pq a fernandinha quase não aciono as jogadas de meio com elas.. da uma analisada no jogo depois comenta blz…

          • Rafael

            Não sou do tipo que costuma falar mal da SFV, mas achei a Fabiana deprimente! Apenas com alguns bons momentos! Ela não foi efetiva no ataque e fez alguns bons bloqueios!
            Nos momentos decisivos do jogo, a rede era de dois, com Fabiana e Jaqueline na rede. A Fernandinha não quis arriscar com a Fabiana, q não virava quase nada, e insistiu com a Jaqueline! Todos vimos o que Jaqueline fez quando exigida no ataque.

            Só o que justifica a manutenção da Jaqueline no time foi o fundo de quadra, mas está mais do que provado que não é fundo de quadra que ganha jogo. Na virada no 4set, os passes foram bons e o Brasil não conseguiu virar. Paula, quando saiu, era a melhor atacante do Brasil.

            Sheilla foi outra bastante apagada. Se em alguns momentos ela nos tirou do sufoco, em outros nos colocou nele também. Uma oposta não pode dar uma largada alta atacando pelo meio-fundo com o outro time com a bola do set.

            Fabi passou muito bem, pra minha surpresa, mas errou nos momentos decisivos. Errou o passe no 24×23 no 2o.set, que fez com que empinassem a bola pra Tandara na saída. Na sequência a mesma Fabi deixou o fundo de quadra descoberto e não conseguiu fazer a cobertura. Dois erros na mesma jogada e que valeram um set pra Turquia. Na virada no 4set, Fabi tomou ace, errou passes de contra-ataque e durante o jogo deixou bolas fáceis pra uma líbero cair.

            As melhores em quadra foram Thaísa, Paula, Garay e Fernandinha.

            Esta formação titular, na minha humilde opinião, ainda não é a ideal. Não consigo ver a Jaqueline como ponteira titular.

            Fiquei preocupado. Não consigo acreditar neste time, mas seguirei torcendo!

    • Naty

      Luiz, nos mande o link onde o Zé Roberto diz isso…..por que eu não li nenhum comentário dele justificando a convocação da Dani Lins. E pelo que li, ele esperou por Natália não por sua alegria, mas sim porque ele a considera uma exepcional jogadora….
      Parem de fofocas….
      Se ele disse isso não foi como justificativa e sim como um comentário a mais sobre as jogadoras…dai vocês pegam isso e mudam o foco….tá parecendo jornalista de baixo nivel….

      • Naty

        excepcional…..

      • Luiz

        Você me viu falar que foi justificativa? Você está cega? Eu escrevi: “Palavras de Zé Roberto”. Não disse nada sobre estas serem as justificativas. Só achei estranho que a todo momento ele fica falando da alegria do brupo. Quer rir? Quer palhaçada? Então vai num Stand-up comedy. Acho que quem vai ir é a gente.

        • Naty

          Luiz, mantenha um mínimo de educação em seus comentários….se é que você tem e costuma usá-la.
          Pelo seu comentário, dá muito bem pra entender o viés que você quis dar ao comentário do ZRG.
          Como você não quis apontar isso como uma justificativa? Então aprenda a escrever. Veja bem: “Ela vai para Londres porque…….” Quando se utiliza “porque” é para justificar, explicar….
          Quem deve ser cego é você, ou melhor, desconhecedor da gramática….pra não dizer outra coisa, pois sou muito educada….

  • bea

    Mari fez falta.

    • Luiz

      Ela estava em plena recuperação física. Entrou muito bem nas inversões no Grand Prix. Pior de tudo é ver a Tandara entrar nas inversões e fazer apenas 1 ponto.

  • Darci

    O quarto set foi mesmo doído. Faltou capacidade ofensiva na sua parte final.

    Espero que a Natália não tenha ido a Londres só para sacar.

    Parabéns às nossas centrais. Para mim, Thaisa e Fabiana foram as melhores em quadra da equipe brasileira.

    • Luciano

      Fabiana no bloqueio só né, pois no ataque ela colocu uma bola no chão, e a Fernandinha empacava na rede porque não tinha confiança na virada de bola com a Fabiana. Assim sobrecarregava as ponteiras que não são de potência. principalmente a Jaqueline.

      • Darci

        Acho que ofensivamente nenhuma das duas centrais foram bem trabalhadas na partida. As duas receberam poucas bolas e faltou sintonia entre a levantadora e a Fabiana, sim, mas eu não estou segura em dizer que a culpa foi só da meio ou principalmente dela.

        Como você mesmo destacou, a Fabiana fez uma boa partida no bloqueio e isso, em se tratando de uma central, conta. A vitória do Brasil muito se deu em razão do bom desempenho da Thaisa e da Fabiana neste fundamento.

        • Darci

          “nenhuma das duas foi bem trabalhada”

      • Rafael

        Revi o 1o.set e a meio da rede de dois era a Thaísa, que está impondo respeito e sendo efetiva no ataque.
        No 4set, era a Fabiana.
        Tomara que o ZRG mantenha a Thaísa na rede de dois pra ter a opção de abrir a rede com uma china, entrada e deixar a Sheilla pelo meio-fundo!

  • LEANDRO

    O time inteiro foi mal, Fabi, Fabiana e Jaqueline afundaram o time. Fabiana não virou uma bola, Fabi não passou e não defendeu nada e Jaqueline não vira bola, afundou a seleção, principalmente no quarto set.
    Como a Natália ganhou rítimo? Ele só entrou para sacar.
    Fernandinha foi mal na distribuição de bolas, errou todas para a Sheila.
    Zé Roberto teimoso,tinha que ter sacado Fabiana e Jaqueline.
    Foi mal o time.
    A seleção só ganhou porque a Turquia estava nervosa com a estréia.

  • João Lucas

    Dizer que Fernandinha parecia veterana e estava tranquila é rir da nossa cara. Fernandinha atuou muito abaixo do esperado, aliás, o esperado por vocês não por mim, a levantadora da seleção não me engana e ao meu ver é do mesmo nível de Fabíola. A atual armadora que foi tratada por muitos como a “salvadora da pátria” falhou muito na distribuição das jogadas, quase não utilizou as jogadas de meio. As centrais Thaísa e Fabiana passaram em branco no ataque e quando Fernandinha as acionavam, as bolas estavam praticamente todas fora do tempo. Não adianta colocar a culpa no passe que desta vez funcionou, esse fundamento só pecou no 2º set. Sem contar que a oposta Sheilla praticamente não recebeu bolas. A virada turca de 18/10 pra cima do Brasil tem um nome e esse é Fernandinha, todos sabem que Jaqueline é jogadora de composição e não está ali para atacar e o que faz a levantadora? Acionou várias vezes a mulher de Murilo que ficou no bloqueio em todas.
    Dani Lins entrou e fez o que se esperava dela, absolutamente NADA. Tandara não pode ser culpada.
    Fabiana e Thaísa brilharam no bloqueio, aliás Thaísa segue sendo a melhor jogadora brasileira que além de bloquear sacou muito bem. A central só não pode errar saques em momentos cruciais da partida como fez no 4º set.
    Sheilla quando acionada colocou bolas no chão. A oposta não parece a mesma a muito tempo, em alguns momentos parece desligada e apática em quadra e seu saque hoje não entrou, pelo contrário, errou alguns e foi pega com o pé na linha, infração que tenho a impressão que ela comete em praticamente todos os saques.
    Jaqueline não pode ser culpada virou algumas bolas, porém como é de praxe errou muitos ataques, ora ficando no bloqueio ora mandando pra fora, só que como comentei essa não é a sua função em quadra. Entretanto, no passe e na defesa Jaque brilhou.
    Fabi segue irregular no passe, na bola mais importante do 2º set, a líbero erra um passe teoricamente fácil e estraga tudo o que acabou dando a vitória para a equipe turca. Paula também é outra que erra passes demais, porém atacou bem. Fernanda Garay estava lúcida e deu mais estabilidade ao time.
    José Roberto deve chamar a atenção da equipe que tocou na rede diversas vezes e acabou dando pontos de graça para a equipe de Marco Aurélio Motta.

    PS.: Ninguém pode colocar a culpa na Fabíola e na Mari, pois, elas não estão em Londres.

    • Ana

      Eu acho que vão dar um jeito de culpar a Mari sim. hahaha
      Último comentário, tb acho que a Sheilla vem pisando nas linhas há mt tempo. Tanto para atacar qto para sacar.

      • Luiz

        Há séculos que a Sheilla vem pisando na linha. Como ela é muito rápida acaba iludindo os árbitros.

    • Rafael Pais

      O Brasil passou bem? Quando? Em muitas redes, a Fernandinha não acionava a Thaísa porque não tinha passe. Não a achei ruim não. Ela encheu a Sheilla de bola no quarto set, e a oposta tomou toco na cara, mandou pra fora. Fabiana tb não virou. Aí ela teve que insistir na ponta. Jaqueline fez o que ela sabe de melhor: tomar toco. As turcas tiveram méritos: defenderam muito. Fabi, sem comentários. E Natalia entrar pra sacar é o fim. E isso é pq ela tava com ritmo!

      • Rafael

        Gostei da Fernandinha! Em seu jogo, ela me parece insistir na jogadora que ela enxerga em melhor momento. No 1set foram Thaísa e Paula. No fim do jogo, quando todas estavam péssimas, insistiu com a Sheilla, que tem a maior responsabilidade no ataque.

        Fernandinha, se insistiu com a pontas, deixou várias vezes as atacantes no simples. Garay e Jaqueline foram bloqueadas pelo simples em dois momentos, mas a sua parte, a Fernandinha fez bem. Sacou bem e jogou simples, mas com inteligência.

  • Daniel

    falta poder de ataque a essa seleção, infelizmente não temos jogadora para substituir a Jacque. Muito fraca no ataque, a Gabi deveria estar nessa seleção.

  • Julie

    Pra mim… a medalha de ouro será definida segunda-feira no jogo Brasil x Eua!!! O resultado determinará o rumo do vôlei feminino em Londres 2012!

    Temos muuuuuuuuuuuito o que melhorar… mas o espírito de guerra… de entrar pra briga… ainda não apareceu!

    Acredito muito nas meninas e na capacidade de superação… mas a hora é agora… ou melhor dizendo… na segunda!

    • Annie

      Não é bem assim. Teve um torneio aí que o Brasil ganhou dos EUA numa fase classificatória, e a Thaisa até falou q se o Brasil continuasse assim, ninguém nos pararia. Quando foi na final USA nos venceram. Não esqueci mais disso.

    • Fabio

      Acorda! Kkkk

  • Paula

    Espero que esse jogo tenha servido de aviso para a seleção. Não existe adversário fácil e set ganho é aquele que já terminou com nosso ponto. Talvez seja bom passar por esse susto logo no primeiro jogo. Quem sabe assim o time acorda. Vai Brasil, ainda acredito.

    • Dyllan

      Vejo aqui no blog todos falando da Turquia como se fosse um timinho, mas não é. Lembre-se que a Turquia já ganhou da Russia, Itália, Sérvia e Polônia, alem de ser a terceira colocada no Gran Prix. O Brasil jogou mau, isso é fato, mas foi um jogo de estréia (que já é nervoso) e contra um bom time. O bicho papão USA perdeu um set para Coréia.
      O Problema é que os Brasileiros tem mania de grandeza, a exemplo do blogueiro (Só o Ouro interessa) quanta soberba!!! Aprenda com as potências do esporte que pensam: Só o pódio nos interessa. independente da cor da medalha. A maioria das pessoas que comentam aqui nunca ganharam nem medalha de latão e menosprezam uma medalha de bronze olímpica, sigam o exemplo do nosso judoca Kitadai que se ajoelhou chorando emocionado ao conseguir uma medalha de Bronze olímpica, porque só ele sabe o que passou para chegar até aquela medalha (Com certeza não estava falando mau de atletas em um blog).

      • Afonso RJ

        Só a título de contribuição: “mal” e não “mau”. Nas duas vezes.

      • Adriano

        Quanto a isso, você se engana. A Turquia seria teoricamente a quinta força dessa competição. O resultado, em si, não seria ruim. Não há demérito em perder 2 sets para uma equipe tão forte. O problema é o que essa equipe, de fato, apresentou. A Turquia sentiu muito mais a estréia que o Brasil, e o Brasil não conseguiu usar isso a seu favor. Foi algo próximo de 40 pontos em erros entregue ao Brasil. 14 no primeiro set; 9 no tie-break. Ainda jogaram o 5º set sem suas duas principais atacantes na partida, por decisão do técnico. Não se precisa nem entrar no 18 x 10. E sendo que das 7 titulares, 6 são atuais campeãs olímpicas, então, é desigual comparar o quanto um time sofreu a pressão da estréia em relação a outro. A questão não é o resultado, em si, mas aquilo que o Brasil produziu em quadra diante de um adversário tão fragilizado.

      • Paula

        Dyllan, respeito e muito nossa seleção e nosso técnico. Ficarei feliz com qualquer medalha e não só por mim como torcedora e amante de vôlei, mas como também por elas que estão batalhando por isso. Se você pudesse perguntar para qualquer uma delas o que elas buscam, elas responderiam que é o ouro. Por isso, depois de uma atuação ruim no primeiro jogo, as críticas são bem vindas. O Zé com certeza deve ter dado um “puxão de orelha” geral. Nós temos toda a capacidade de vencer. Precisamos apenas de concentração e equilíbrio emocional.

  • Luiz

    Palavras do Marcos Freitas:

    “Esta rede de 2 com a Jaqueline está dando prejuizo desde o Grand Prix”

    Lembrete:
    A Ponteira da rede de dois da seleção em 2008 era a Mari, que virava praticamente todas quando o passe não saía e o time edversário sabendo que a bola ia para ela.
    Jaqueline está a altura de substituir a Mari de 2008? (Risos!)

    • Carlos

      A Jaqueline não consegue virar uma bola sequer! Jogadora marrentinha, mas fraca!

    • Daniel_Sam

      Realmente, se a Mari de 2008 ainda existisse, ela com certeza estaria na seleção e seria titular incontestável, mas estamos em 2012 e infelizmente o nível técnico de quase todas as titulares de Pequim só decaiu nesses últimos 4 anos, veja a Paula Pequeno jogando por exemplo…

      • Luiz

        Você entendeu errado. Eu não estou dizendo que era para a Mari estar lá. Estou querendo saber se a Jaqueline que ocupa o lugar da Mari de 2008 está à altura. Só isto.

  • Adriano

    Foi péssimo. Eu não espero medalhas. Se vier um bronze, tá no lucro.
    De bom, eu tiro um crescimento da Fabiana no bloqueio, mas, no ataque, a coisa não tá funcionando. Ou ela perdeu quase toda a força que tinha, ou o entrosamento que está ruim, mesmo.
    A Sheila, pra variar, maior pontuadora, passou grande parte do jogo em brancas nuvens.
    Paula era maior pontuadora do time quando saiu; não merecia, mesmo errando um que outro passe.
    E Jaqueline, pra mim, é aquilo. Melhor passadora, grande ponteira da última Superliga, em tese a ponteira da seleção em melhores condições técnicas: de nada adianta, porque é um desastre, mentalmente. Não tem condições de ser titular.

    A virada da Turquia no 4º set lembrou o 24 x 19. Mas foi pior ainda, porque tomamos o 24 x 19 contra uma equipe fortíssima. A Turquia tremeu de mais no jogo de hoje, e o Marco Aurélio ainda ajudou o Brasil, deixando Neslihan e Gözde Sonsirma no banco no tie-break.
    Galera, os últimos 8 pontos da Turquia no 4º set foram: 3 bloqueios e 5 erros do Brasil (2 ataques, 2 saques e 1 mão na rede). A Turquia não botou uma bola no chão via ataque no final do 4º set e, ainda assim, o Brasil não conseguiu fechar. Acho desastroso.

    • Guga

      Verdade,

      Eu acho que as Titulares deveriam ser Paula e Garay, se Jaque entrar como titular amanha, pode ter certeza q levaremos uma surra

  • Luiz

    Repararam que o Zé está nervoso além do normal? E que ele evita gritar com as atacantes? Pois bem, ele cometeu o mesmo erro que o Bernardinho cometeu em 2008. Ao fazer um corte polêmico, o treinador se vê com a obrigação de vencer para esfregar na cara da mídia que es suas escolhas foram corretas. Nós sabemos como a coisa terminou para o Bernardinho.

    • Dyllan

      Bernardinho trouxe uma prata!!! As grandes seleções do mundo como Rússia, Sérvia, Polônia e Itália fariam qualquer coisa para estar no lugar do Brasil naquela ocasião, afinal ganhar uma prata quer dizer que vc chegou a final, e isso já é um grande feito!!!

      • Luiz

        Uma prata é um frande feito, mas naquela ocasião não serviu para justificar o corte do Ricardinho. A prata só serviu para almentar ainda mais as críticas contra o corte do Ricardinho.

  • Afonso RJ

    Perdemos um ponto. Ou melhor: praticamente entregamos um ponto. Tudo por causa de achar que o jogo já estava ganho no quarto set, quando abriu 8 pontos de vantagem. Relaxou e desconcentrou. Uma equipe que almeja um a posição no pódio não pode deixar um set escapar depois de abrir 18 a 10!!! Indesculpável. Não gosto de falar de futebol, mas é óbvio o paralelo com a seleção masculina que deixou um jogo ganho contra o Egito ficar dramático no final. Será que essa turma não aprende?

  • Eliza

    O Brasil foi bem no bloqueio e no passe, q mts criticaram antes das olimpiadas começarem. Agora nao dá para depender da Jaqueline no ataque, realmente faltou poder de fogo no ataque e estabilidade emocional para ganhar com tranquilidade o jogo de hoje. Como os EUA tomaram sufoco no 3o set e em alguns momentos do 4o set hj, acho q dá para acreditar em vitória segunda sim,todas as seleções estão um pouco instaveis, ganhará quem for estável por mais tempo!

    • daniel

      Eliza, não dá pra depender da Jaqueline em nada.

      • lucas

        concordo. Que prejuízo levar Jaque no lugar da Sassá

  • César Castro

    Fiquei negativamente impressionado com a distribuição da Fernandinha. Ela demorou demais a colocar a bola pra saída de rede; na rede com a Jaque e a Fabiana, a levantadora não puxava pipe nem bola antes da linha dos três com a Sheilla.
    Deu bolas de decisão pra Jaqueline e ainda errou feio em bolas com as centrais.
    A Turquia fez um jogo muito instável, mais instável (impressionante) do que o time do ZRG.
    Segunda-feira a onça vai beber água.
    Torço muito pelo Brasil, mas não consigo parar de pensar que vamos perder.
    Queira Deus que eu esteja errado!

  • Guto

    MARI VOCÊ NÃO DÁ RISADAS, MAS SEMPRE COLOCA A BOLA NO CHÃO DAS ADVERSÁRIAS, ESTÁ FAZENDO MUITA FALTA PARA A SELEÇÃO.

    • Adriano

      Heehehe… Essa das risadas tá boa. Vai ser a piada da Olimpíada. 😉 Temos um time que joga com alegria, mas cujo vôlei não é lá essas coisas.

  • raimundo

    Manchete correto seria Turquia 2 x 3

  • daniel

    Jaqueline no final do 4o set fez exatamente o que se esperava dela.

    • Luiz

      Só a mídia mesmo pra comprar uma jogadora como ela. A gente que não é jornalista, mas que acompanha o vôlei há anos sabe muito bem quem é a atleta Jaqueline.

  • Annie

    A Turquia cometeu 34 erros, e mesmo assim foi melhor q o Brasil em alguns fundamentos, como o ataque (Site oficial da olimpiada). Se não fosse esses erros, teria sido 3 x 2 pra Turquia.

  • Tadeu

    Já esperava que o time entrasse com rotação baixa assim como no GP,mas nem tanta.Uma seleção campeã olímpica que quer defender o título não pode se dar ao luxo de perder um set como o quarto do jeito que perdeu,desastrosamente.Se o Brasil fechasse em 3 x 1 contra a Turquia valeria mais para intimidar os EUA (que também passou sufoco contra a Coreia)na segunda do que propriamente adquirir os três pontos;o jogo psicológico também é extremamente importante.Parece que o Zé Roberto insiste muito nessa escalação ou está mesmo sem opções.
    Jaqueline é jogadora titular para melhorar passe e defesa,mas isso só vale se as outras duas pontas estiverem definindo regularmente(pois é prejuízo ficar sem uma força de ataque a menos),o que não foi o caso de hoje.Sheila foi instável,virou bolas importantes mas não chamou a responsabilidade para si do jeito que chamava antigamente;Paula definiu regularmente mas assim que começou a ser caçada na recepção pôs a rotação do time pra baixo.Fernanda Garay recuperou o time em alguns momentos,apesar dos tocos,e manteve uma recepção estável.
    No mais,essa estratégia da Jaqueline ser titular como “fundo de quadra” não está funcionando como antes.Parece que muitas seleções já tomaram conhecimento das habilidades dela e de sua função no time,e estão começando a direcionar o saque entre a fabi e a outra ponteira,colocando-a como opção de ataque(vulnerável,por sinal).
    Fabiana é outra insistência do ZRG que eu não entendo.Foi bem no bloqueio mas botou poucas bolas no chão.Adenízia é uma excelente jogadora,esteve mais entrosada com a fernandinha no GP e merecia ter estreado hoje.Fabi está na mesma condição que a Sheila;fez bom passes,pecou nos momentos decisivos(esta longe de ser aquela “fabi”).Dani Lins foi uma das contribuições para a virada da Turquia no quarto set quando entrou na inversão.Errou na qualidade dos levantamentos e na distribuição.Fernadinha pecou na distribuição;deveria ter trabalhado mais com a Thaísa quando teve oportunidade,mas em alguns momentos fez belas passadas.Deu poucas bolas pra Sheila no começo,mas em muitos casos a oposta também não se apresentou na rede,como no meio fundo no momento em que Jaque e Fabiana estavam a frente do ataque.Thaísa foi a única que rendeu o esperado.
    Apesar das críticas,ainda acredito nesta seleção.Foi estreia,o nervosismo pesou,mas agora que passou é preciso mudança.Acredito milagrosamente que a convocação de Natália não tenha sido só para sacar e quero ver Adenízia jogando,pegando ritmo que ela precisa para estar apta a defender a seleção caso seja preciso,pois é uma jogadora explosiva,tem velocidade e até agora Fabiana não convenceu que merece ser titular.

  • Naty

    Quanta besteira!!! Esqueçam a Mari….ela não iria salvar a seleção….vmaos torcer e comentar por quem está lá…..
    Acho que não foi tão horrível assim a estréia….a seleção turca é muito boa, mas tem um grande problema que o Brasil não soube explorar: a recepção. O Brasil não tem saque…..
    Acho que a Fernandinha distribuiu bem sim, poderia ter usado mais a Sheila, ou melhor, ter dado as bolas de decisão pra ela. Ela jogou muito com a Jaque, porque no começo do jogo a Jaque tava virando bem as bolas, inclusive com aproveitamento superior às outras atacantes….mas Sheila é a jogadora de decisão, Jaque não…..simples assim…..
    As bolas de meio também poderiam ter funcionado melhor, mas nem sempre a bola chegou redonda na mão da Fernandinha….
    O Brasil vai sofrer contra os EUA, principalmente por que o time americano saca muito mais e está defendendo muito melhor também…..

    • Luiz

      Mari seria reserva em Londres, e poderia ajudar sim nas inversões. Ela Estava muito bem no Grand Prix, quando o Zé a deixava jogar. Lembra no primeiro set contra a Itália aqui em São B. que a Mari virou praticamente sozinha? Lembra do jogo conra a Polônia em que a Tandara não virava nada, mas quando a Mari entrou teve 90% de eficiencia no ataque?

      O que a Tandara fez de bom quando entrou?

      • Naty

        Luiz, não estou disutindo sobre a qualidade da Mari, mas ficar apontando-a como possível salvadora da pátria, se ela estivesse lá, também não é verdade….ela foi bem em algumas partidas, mas em outras também foi mal…..também não gostei do corte da Mari, porque a seleção ficou sem poder ofensivo, visto que a Natália ainda não está 100%, pois se estivesse estaria jogando…..

    • lucas

      Mari tem um entrosamento maravilhoso com a Dani Lins, ela poderia resolver sim.

  • lucas

    Tandara nos dois primeiros sets… dois ataques: o primeiro, quase arrancou a antena. o segundo, o toco mais bonito do jogo!!
    Nunca senti tanta saudade da Mari…

    • Luiz

      Este é o pecado. A Mari pelo menos era uma reserva melhor. Estava melhor nas inversões. Mas, fazer o que? Agora é esquecer a Mari e ver no que vai dar tudo isto.

  • O defeito é velho: Técnico comprometido com conveniências comerciais e jogadores próximos a ambos, ao técnico e às conveniências.

    Esse peso carregamos conosco desde a olimpíada de 1984, quando, no masculino, enfiamos 3×0 nos USA e perdemos a final para eles pela mesma contagem, mas a culpa não foi dos jogadores, e sim do Bebeto de Freitas, então técnico da seleção.

    Tava na cara que o primeiro jogo tinha sido atípico, mas o técnico subiu no salto, manteve escalação e estratégia, e aprendemos como transformar ouro em prata rapidamente, o que poderia ser evitado se o Bebeto optasse por usar esquema e time da Atlântica Boavista, com o Bernardinho como levantador, ou o da Pirelli, do auxiliar Brunoro, que tinha o titular Wiliam na função. A surpresa do entendimento caseiro, no jogo final, fatalmente jogaria do nosso lado.

    Os tempos são outros, o Bernardinho acabou virando o nosso melhor técnico, em qualquer das modalidades esportivas, mas os organizadores continuam com a mesma “cegueira” conveniente.

    Zé Roberto teve a sorte de pegar dois times quase imbatíveis nas duas olimpíadas que ganhou. Não custa lembrar que ganhamos a final de 92 por um retumbante 3×0 na Holanda, com o masculino. No feminino foi um pouco mais difícil, porque insistiu com a Mary, que amarelava por inteiro nas finais desde a olimpíada anterior.

    Jogador amarelar nas finais não é defeito do próprio jogador, e sim do técnico que o mantém no time, mesmo sabendo das características.

    Quando era dirigido pelo Zé, o Osasco nunca conseguiu ganhar um campeonato das meninas do Rio, dirigidas pelo Bernardinho. Bastou ele largar o comando para o ex-auxiliar, o Luizomar, encarar o nosso melhor técnico e ganhar dele várias vezes.

    Se só o Luizomar conseguiu esse feito no feminino, fica a pergunta: O que é que mantém o atual perdedor Zé Roberto no comando da seleção feminina?

    Quando dispensou a Fabiana e levou aquele traste da Dany Lins, perdeu toda a chance de poder usar o esquema vencedor do Osasco na seleção.

    Torço para que ocorra algum milagre e consigamos ganhar a olimpíada, mas, caso prevaleça a lógica e não o milagre, torço para que os responsáveis superiores da CBV sejam menos irresponsáveis para conosco, coloquem um busto do Zé Roberto em algum museu, e dêem o comando da seleção para treinadores mais competentes e atuais: Luizomar é o cara!

    • Alicia

      Dá pra notar que você sabe muito de vôlei. SÓ QUE NÃO. kkkkkkkkkkkk

    • Lisa

      Caro Dalton, acho que você deve saber o que aconteceu lá atrás com o masculino mas falar que a Mari amarelou em 2008 é muito pra mim. Reveja alguns jogos, no youtube tem, desculpe mas vc………. ah e em 2004 ela fez 37 pontos e quem amarelou foi ZRG que não teve competência pra arrumar o time.

      • Lisa: O amarelão ocorreu em 2004, justamente contra a Rússia, terra dos ancestrais da Mari. Dizer que é má jogadora eu não disse. Apenas citei a visão turva do Zé, que nunca soube orientá-la tão bem quanto o Bernardinho. E digo mais: Nas mãos do Luizomar ela produziria tanto quanto o faz nas mãos do Bernardo.

        Quando o Zé exprerimentou devolvê-la à posição de origem ela voltou a render, mas depois que voltou a jogar bem ele colocou-a no banco. É disso que falo.

        Faz tempo que o Zé merece um busto em algum museu da CBV, não um lugar no banco como técnico.

  • Errata. Acho que o nome da levantadora do Osasco é Fabíola e não Fabiana.

  • Marcio

    Bom, mesmo “cortando o problema” pela raiz o time continua jogando a mesma bolinha…Não chega nem na semifinal.

  • Leo

    Não houve uma situação que me deixou com mais raiva nesse jogo do que a insistência da Fernandinha com a Jaqueline no final do quarto set. Pq q essa mulher nao botou bolas pra Sheilla, Garay???? Todo mundo sabe que Jaqueline não é jogadora de definição, o que ficou mais claro ainda nesse jogo. Jaque só foi bem no passe e defesa. Defendi a presença de Natalia em Londres, mas entrar só pra sacar??? Fala sério, Natália, mesmo em suas condiçoes, é infinitamente mais definidora de bolas do que Jaqueline, até Tandara vira mais bola! Espero que melhore, pq se continaur assim, segunda vai ser um passeio norte americano. Tomara que eu esteja enganado.

    • daniel

      E vc quer que a Nathalia faça o que? Ela está há 1 ano sem jogar, não dá pra ela entrar e resolver a partida.

  • Ana

    1 dúvida para vcs que entendem mais de volei: a paula errou duas seguidas e foi substituida certo? a jaqueline precisa errar quantas pra ser substituida?

    • Luiz

      Porque ela tem a justificativa de estar em quadra apenas para defender e passar. Só acho estranho porque se ela está na rede não tem resposabilidade de virar bolas? ESTRANHO! Se é para fazer fundo de quadra vai ser líbero!

  • Luiz

    O Zé Roberto pode dizer mil coisas, que foi a estréia e ba ba ba ba, mas 18×10 e ainda perder o set é vergonhoso.

    • Raphael

      Concordo em genero, numero e grau cara!
      A virada do quarto set foi algo inexplicavel!
      Perdi todas as esperanças que eu tinha na seleção!

  • lucas

    Vamos encarar a realidade… ZR é um treinador Bi-campeão olímpico e merece nosso respeito, mas ele errou em levar Tandara,Fabi, Sassá e Fabiana no lugar de Mari,Camila Brait, Jaqueline e Juciely. Camila e Juciely estão bem mais inteiras, e Sassá é infinitamente superior a Jaqueline, tanto no passe quanto no ataque e saque. Mari veio de uma temporada irregular mas jogou muito bem como oposta no grand prix e resolveu jogos complicadíssimos… Tandara recebeu 7 bolas e só conseguiu colocar 2 no chão, aproveitamento de 28%. E quanto a Natália, eu nem comento, um desperdício de vaga para uma atleta jovem e que ainda tem mais olímpidas pela frente (acredito que ela jogar as próximas duas).

    Com esse timinho e esse joguinho feijão-com-arroz não ganharemos nada.

  • Rogério Reis

    Queria saber qual o “poder” que a Fabi tem sobre o JRG. Só mesmo algo muito forte para justificar e entender o motivo que fez o treinador preferir ela, ao invés de usar Camila Brait como titular.

  • OSA

    Rapaz q jogo terrivel foi o de ontem

    Destaque apenas para Thaisa Menezes e Fabiana Claudino

    Paula Renata Pequeno,Jaquline Carvalho, Sheilla Castro, Fernanda Garay e Fernanda Ferreira, foram razoaveis, jogaram o minimo e esse minimo é muito pouco

    Danielle Lins e Fabia ALvim são uns desatres , estão atrapalhando o time, principalmente a libero q não defende, não dá passes e não faz cobertura

    Natalia Zilio coitada, está pesada, fora de forma, lenta, parece o Adriano Imperador quando voltou a jogar bola no Corinthians, só entra pra sacar e mau, se era pra ter ela assim levasse a Camila Brait q saca muito bem e faz o fundo de quadra brilhantemente

    So sei que essa Olimpiadas vai ser um Sufoco
    E vai ser muito dificil torcer para a PANELA do ZRG

  • daniel

    José Roberto Guimarães quer mesmo entrar para a história do vôlei mundial. Para essa Olimpíada inventou uma nova posição no vôlei: jogadora de composição.

  • Diego MG

    será ue Zé não vê que a Jacque só deve entrar de vez em quando? Não tem poder de ataque pelo amor de Deus.
    Avisem a Fernandinha que ela não decide e pare de enviar bola para ela nos momentos cruciais, se não vamos enfartar!!

  • Luiz

    kkkkkkkkkkkkk
    Agora que reparei que o narrador Luiz Carlos Junior não vai fazer o vôlei nesta olimpiada (ele cobriu 2004 e 2008). Se lembram que ele á fã confesso da Mari? kkkkk Ficou de mal.

  • Annie

    Alguém q entende de volei poderia responder essa pergunta? Se Jaque é boa no fundo de quadra e fraca no ataque, pq ZRG não levou a Mari pra entrar no lugar dela quando ela chegasse na rede, e depois voltar quando a Mari chegasse no fundo de quadra? Pois assim ele teria a Mari sempre no ataque e a Jaque sempre no passe.

    • lucas

      Acho que a Jaque ja era presença certa na seleção… A Mari em teoria disputava vaga com a Tandara. E cada técnico só pode fazer 6 substituições por set, seria inviável a troca quando a Jaque fosse pra rede e a Mari pro fundo.

  • dan

    A Turquia não foi melhor do que o Brasil nem aqui e nem na China!
    O Brasil entregou dois sets de bobeira com o passe horroroso da Fabi e o toco da Tandara (o que é que ela está fazendo nas olimpídas?!)!
    O 18×10 fez me lembrar os 24×19, isso só acontece com time feminino de volei do Brasil, ninguém merece!
    Agora esse time da Turquia é um time bom, não espetacular como muitos dizem. Eu acho que a Turquia não vai passar pela próxima fase, pois vai parar na China, na Coréia e talvez passe pela desfalcada Servia, porque pelos EUA VAI LEVAR UMA COÇA, COM ELAS NÃO VAI TER MOLEZAS!

  • eusio

    onde eu posso ver o jogo????alguem????
    nao tem no youtube ;(

  • eusio

    onde eu posso ver o jogo????alguem????
    nao tem no youtube ;(
    perdi

  • GIBA

    O Daniel Bortoletto

    Gostaria de saber em qual site eu vejo as Estastisticas do Voleibol de Quadra ?????

    Agradeço

  • tiago

    A única que está se salvando nessa seleção é Thaísa. O resto e o técnico podem pedir para sair.
    É impressionante a sintonia do Murilo e da Jaqueline. Esses dois em suas respectivas seleções erram a maior parte dos passes, não defendem e o pior não conseguem passar pelo bloqueio, quando passam não colocam a bola no chão.
    O Zé Roberto não tira a Jaqueline do time nem fudendo assim como o Bernardinho não tira o Murilo. Não dá para entender.
    A Paula que tb não está jogando nada, errou alguns passes e foi sacada, enquanto a Jaqueline erra passes, toma toco o tempo inteiro e não é sacada. PQP. Ela e a Fabi afundaram a seleção no quarto set e o Zé Roberto nem chama atenção delas.

  • tiago

    Ontem a Fernandinha foi um desastre na distribuição de bolas. No quarto set ela insistiu com a Jaqueline, que todo mundo está careca de saber que não vira bola e o resultado, perdemos o quarto set. Foi péssima ontem. Nota: 0
    Jaqueline é um desastre, não consegue colocar bolas no chão, erra a maioria dos passes e não defente nada. Nota: 0
    Fabi, ex líbero, está uma merda, não passa bem e não defende nada. Está totalmente sem reflexo. Nota: 0
    Fabiana bloqueou bem mas não vira bola, assim como Jaqueline. Nota: 3
    A única que está se salvando nessa seleção é a Thais. Nota: 7

  • meyre

    É necessário ter nervos de aço para assistir essas meninas viu.
    Para dizer a verdade, eu preparo uma jarra de suco de maracujá, antes do jogo…
    Eu torço para as meninas, como boa brasileira que sou. Se elas conseguirem faturar um bronze , está de bom tamanho para esse time ai viu.

  • LUIS

    CREIO QUE SE A TURQUIA FOSSE UM POUCO MELHOR TERIA VENCIDO A PARTIDA…AS SELEÇÕES DE VOLLEY FEMININA E MASCULINA NÃO CONSEGUEM VENCER QUANDO OS ADVERSARIOS SÃO PELO MENOS DO MESMO NIVEL…SE OS EUA FOREM CAMPEÕES NO FEMININO, O TECNICO HUGH McCUTCHEON TBM SE TORNARA CAMPEÃO OLIMPICO NO MASCULINO E NO FEMININO; ASSIM, A SOBERBA QUE ALGUNS BRASILEIRO TEM AO DIZER: “ZE ROBERTO EH O UNICO TECNICO CAMPEÃO OLIMPICO NO MASCULINO E FEMININO…”.QUANDO SE TRATA DE VOLLEY, PARTE DA IMPRENSA EH SOBERBA DEMAIS; SE DIZENDO O MELHOR DO MUNDO, IMBATIVEL, ETC…O BRASIL GANHOU A FINAL CONTRA OS EUA EM 2008 PORQUE O TIME DOS EUA ERA MUITO RUIM.EM 2012, O BRASIL NÃO PASSA DAS QUARTAS DE FINAL…

    LUIS ANTONIO

  • LEANDRO

    CARA ESSE TROCA TROCA DE JOGADORAS E NÃO MUDA NADA,SABE QUAL A GRANDE VERDADE QUEM VIVE DE PASSADO E MUSEU,TÁ NA HORA DE TROCAR A COMISSÃO TÉCNICA ,LIZOMAR DE MOURA ESSE É O NOME

  • Não adianta chorar pelo leite derramado, mas verdade seja dita, Mari e Fabíola teria sido melhor que Tandara e Fernandinha (não tinha tempo para se entrosar com a equipe, fundamental para uma levantadora).

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo