Brasil 3 x 2 Cuba. Comentem!



Mais uma vitória no tie-break, mais instabilidade, mais um ponto perdido no Grand Prix.

A terceira semana de disputas começa como terminaram as anteriores. O Brasil não consegue fazer uma partida sem altos e baixos. A virada que levou no primeiro set é a principal prova da falta de regularidade, preocupante a 35 dias do início da Olimpíada.

Por sorte, o rival desta sexta-feira foi Cuba. Com tradição, mas sem a técnica dos times que tanto rivalizaram com a Seleção nas últimas décadas. Um time forte fisicamente, mas que erra em demasia em quase todos os fundamentos. Na partida de hoje, foram 41 pontos de graça para o Brasil. Um set e meio em qualquer confronto deste nível é inaceitável.

Zé Roberto continua fazendo testes. Camila Brait foi titular, enquanto Fabi ficou fora da lista de relacionadas. Garay começou no lugar de Paula Pequeno, mas jogou apenas o primeiro set. Mas está difícil achar o time ideal.

Agora tenho algumas reuniões. Mais tarde voltarei ao blog.

 



  • mauricio

    sempre um clássico!

  • QUE FALTA FAZ A FABI!!!

    Concordo que a Camila Brait seja uma excelente e promissora jogadora, mas a Fabi tem algo que a Brait so’ vai adquirir com a experiencia dos anos de voleibol que a Fabi ja’ tem. Camila ainda e’ muito nova e ainda nao tem a lideranca e o comando no fundo de quadra que a Fabi tem. Fabi fez muita falta nesse jogo contra Cuba, principalmente nos quesitos lideranca, garra e vibracao. Camila e’ excelente tecnicamente, mas e’ muito discreta dentro de quadra e contra Cuba faltou essa lideranca da Fabi que faz incendiar e da’ motivacao ao time. Nao acho que uma ou outra deva ser cortada, ao contrario acho que as caracteristicas de uma complementa as da outra. Por isso sou a favor de se jogar com 2 liberos, assim como o Ze’ fez na etapa do Grand Prix aqui no Brasil. Acho que a Fabiola fez alguns milagres com o passe ruim que o Brasil apresentou contra o saque forcado das cubanas, mas o Brasil poderia ter sofrido menos e conseguido os 3 pontos se fosse adotada a tatica das 2 liberos.

    • Leandro Machado

      Vc é parente da Fabi?

    • Paula

      Não concordo. Camila foi muito bem no fundo de quadra, tanto na recepção quanto na defesa. Sempre fui fã da Fabi, mas tenho que reconhecer que os reflexos dela já não são mais os mesmos. Além disso, acho o posicionamento de quadra da Camila excelente. Por isso, não gosto muito do revezamento de líberos da maneira feita no jogo contra os EUA. Prefiro uma titular e a outra reserva, caso a titular não esteja bem no jogo. Camila titular. Sobre incendiar o time, acho nossa seleção já bastante incendiada. Falta apenas regularidade,

      • Fabio

        Camila não sabe o que é saque viagem. Pq não existe isso na superliga. Fabi pelo menos sabe.

    • Carlos

      Não concordo. A Camilla fez muito bem o trabalho dela, mas gostava de ver a Fernandinha no lugar da Fabíola por mais tempo.

  • Leonardo

    Que “MAO PESADA” tem essa excepcional LEVANTADORA-OPOSTA cubana Yanelis Santos, ela destruiu o passe e a defesa brasileira com seus coices no saque e no ataque. A Santos tem forca para jogar no voleibol masculino: IMPRESSIONANTE!!!

  • Elaine

    realmente impressionante o potencial de saque, bloqueio e ataque das cubanas, elas continuam sendo as melhores do mundo nesses 3 fundamentos, mas infelizmente elas sao as piores do mundo nos fundamentos “PASSE” e “DEFESA”. Ja’ a selecao da TAILANDIA e’ o contrario, e’ um time de excelente tecnica, muito voleume de jogo, 2 excelentes liberos que se revezem entre si, uma levantadora habilidosissima que joga com muita veolocidade, porem falta p/as atacantes da TAILANDIA a forca fisica e o alcance de ataque das cubanas. E’ incrivel que um time com tamanha forca fisica e uma impulsao excepcional cometa tantos erros bobos no passe e na defesa, tais erros lhe custaram a classificacao olimpica. Se fizessem uma mescla dos pontos fortes do time da TAILANDIA com os de CUBA daria a melhor selecao do mundo!

  • Welmer

    Não foi uma atuação de gala, mas, mesmo assim, gostei da atuação da seleção, em especial da Jaqueline, que muitos criticaram depois do jogo contra os EUA. Pra mim, se não fosse a instabilidade brasileira o saque da Santos, o Brasil poderia ter liquidado este jogo em 3×1

  • Aline

    E’ minha filha, nao adianta ser excelente em alguns fundamentos e ser pessimo em outros, tem que haver um equilibrio entre todos os fundamentos. E atualmente, a selecao que demonstra mais equilibrio entre os fundamentos e’ a Turquia do Marco Aurelio Motta. O que adianta as cubanas serem as mais potentes no ataque, saque e bloqueio e as Tailandesas as melhores na tecnica de fundo de quadra se ambas nao conseguiram se classificar p/ as olimpiadas, enquanto isso, a Turquia, uma selecao realmente equlibrada em todos os fundamentos, conseguiu sua classificacao olimpica ultrapassando Russia, Servia, Holanda, Polonia e Alemanha no pre-olimpico Europeu.

    • Caco

      Aline, a seleção que mostra mais equilíbrio atualmente é a seleção dos EUA. A Turquia está crescendo, vem jogando bem, mas só pegou moleza até agora. Não jogou contra EUA, Brasil nem China. Além do mais a Koreia, por exemplo, entrou completamente desfalcada. O Japão, amanhã, jogará também todo desfalcado contra a Turquia. Não é de se estranhar que Turquia e Tailândia estejam na frente. Jogam com o time completo e contra equipes mais fracas e desfalcadas. Estranho seria se vencessem os EUA ou o Brasil na segunda fase.

  • Welmer

    Não foi uma atuação de gala, mas, mesmo assim, gostei da atuação da seleção, em especial da Jaqueline, que muitos criticaram depois do jogo contra os EUA. Pra mim, se não fosse a instabilidade brasileira o saque da Santos, o Brasil poderia ter liquidado este jogo em 3×1 ou até mesmo 3×0. Também gostei da Camila Brait jogando como titular e da atuação da Fabiana que foi muito bem no bloqueio.

  • debygoiania

    É, Daniel, a luz vermelha está acesa. Brasil em tie break prá cuba( e sem Carcases!)
    O time não dá liga, não adianta. Londres já foi pro buraco. Pensemos em 2013.

  • Aline

    Fabi eh uma lider nata e sua experiencia fez falta, se Cuba e principalmente a Palacios nao errasse tantos passe o Brasil poderia ter perdido o jogo. O Brasil tbem deu sorte de Cuba ter errado muitos saques, pq se mais saques como aqueles torpedos da Santos entrassem a coisa ia ficar preta. Acho que ficou bem claro nesse jogo a importancia de se jogar com 2 liberos, principalmente contra times com grande potencial de saque e ataque como eh o caso de Cuba, Russia e Servia.

    • Filipe

      minha cara problemas delas q erraram o Brasil tbém está péssimo na recepção e outra coisa o S ñ joga e quanto a saques é risco que corre sacar viagem são 50% de chances de acertar ou errar.

  • Rodrigo Brum

    Tie break contra Cuba é preocupante!

    • Ismael

      Preocupante ao extremo eu diria !

  • Darci

    O que foi aquele primeiro set? Vencendo de 20 a 13, a seleção ainda deu conta de perder! Esta falta de equilíbrio é assustadora.
    Notei novamente, hoje, o que já havia acontecido na última etapa do Grand Prix: a Fabíola perde o equilíbrio nos momentos mais complicados, em que o Brasil fica atrás no placar.

    O saque de Cuba arrasando o nosso passe, a Camila, após entregar a primeira bola de cheque, conseguiu mandar duas seguidas nas mãos da Fabíola, que errou os dois levantamentos. Distribuiu mal a primeira e, na segunda, levantou uma bola muito ruim para ponta. Na volta do tempo técnico, a Camila mandou o saque da Santos para o alto, próximo à linha de três metros, a Fabíola chegou inteira na bola e mandou uma “jaca” na ponta, que teve que ser passada sem ataque. Resultado: foi substituída.

    Se o passe tem que melhorar e muito, nossa levantadora também tem que ser mais precisa e segura nos momentos de sufoco.

    • Darci

      Complementando: o momento a que me referi no segundo parágrafo ocorreu no quarto set, na passagem da Santos pelo saque.

    • Aline

      DARCI concordo contigo que o passe tem que melhorar, mas vc so’ citou os erros da Fabiola e os milagres que ela faz com bolas horriveis? Nao da’ p/ concertar pedradas a todo tempo, nam Venturini conseguiu isso no UNILEVER! Pelos tijolos que recebeu achei ate’ que Fabiola errou pouco… Acho que esse jogo serviu para provar a importancia de se jogar com 2 liberos, a Camila Brait ainda eh muito nova p/ aguentar a pressao sozinha e revezando com a experiente Fabi ela divide essa pressao e se sente mais segura.

      • Darci

        Não me entenda mal. Apenas destaquei um dos pontos que achei mais relevantes após a etapa brasileira e este jogo. Há tantos sobre os quais comentar, que seria necessário um “post” inteiro para se falar de tudo.

        Deixei bem claro que o passe foi muito ruim e isso, para mim, deixa bem claro que não atribuí à Fabíola a responsabilidade pelo desequilíbrio brasileiro. Também não há nada no meu texto que a situe como uma levantadora incompetente. Apenas menciono que a armadora da seleção, ainda que não cause o desequilíbrio da equipe, não pode se deixar levar por ele com tanta frequência, senão nada mais funciona.

        Continuo achando que uma líbero basta. Se dizer que a Fabi não teria feito melhor do que a Camila neste jogo, é exercício barato de adivinhação, afirmar que ela faria também não passa de especulação.

        • Leandro Machado

          Brincadeiras a parte, queria dizer que minha preferencia pela Brait não significa que a Fabi seja ruim. Eu tenho uma opinião e essa é: Camila Brait está melhor hoje.

          • Darci

            Concordo. Ficar falando que a Fabi teria feito a diferença neste jogo é chute, apesar de também admirar a atleta.

          • Fabio

            É, Darci, mas negar que ela e as outras passadoras vacilaram demais na recepção é fanatismo.
            Por melhor que seja a sacadora, quebrar o passe 8 vezes seguidas como no 4o set parece jogo de colégio de freira.

            ZRG deveria ter definido o time ha anos e parar de dar trela pra mídia e para os torcedores fanáticos do Osasco.

        • Darci

          Fábio, em momento algum neguei que elas vacilaram no passe, inclusive a Camila.
          Escrevi com todas as letras, não só uma mas duas vezes, que o passe foi muito ruim. E as principais responsáveis pelo passe são, justamente, a líbero e as ponteiras.
          Não sei onde está o fanatismo.

  • CUBA cedeu 41 PONTOS EM ERROS!!!

    SINAL VERMELHO! CUBA cedeu quase 2 sets em erros ao Brasil! Foram 41 pontos dados de graca, principalmente em erros de passe e defesa que seriam considerados relativamente faceis. A PALACIOS foi a jogadora mais procurada pelo saque brasileiro e o saque nem era muito forcado, bastava sacar tatico em cima da PALACIOS que parece que ela fazia questao de errar o passe, na defesa nem se fala, PALACIOS e’ muito lenta na defesa, chega sempre atrasada, caindo, se jogando no chao. E a libero? Essa EMILY BORREL e’ a libero mais fraca de todas as selecoes que eu vi jogar nesse GRAND PRIX, ela ta’ ali so’ mesmo p/ completar o time, nao ajuda em nada! Cuba errou muito, mas mesmo assim fez jogo duro, em virtude do saque, ataque e bloqueio. A levantadora-oposta Santos foi a melhor em quadra, a jogadora mais completa, equlibrada e decisiva, mas o sistema defensivo cubano parou no tempo, e’ muito ultrapassado. Enquanto o Brasil tem 2 liberos excelntes, Cuba nao tem nada! Se Cuba tivesse uma Fabi ou Brait ou Tassia ou Michele Daldegan teria ganho hoje do Brasil.

  • CARLOS RJ

    Estou preocupado com nossa seleção… não coloca bolas direto no chão, porrada mesmo…não se ve isso…ou a defesa adversária toca ou é fraco o ataque brasileiro… Sheilla? kd a força dela gente? só largadas… Fabiana? alguém viu Fabiana atacar pra baixo, com potencia??

  • CARLOS RJ

    Galera!! tem uma bomba no mercado!!! O time do volei futuro vai anunciar o seu time..e sabem quem vai ser umas das contratadas?? Kenia carcaces de Cuba…e outra extrangeira. Carol e Érika estão nos planos.Carrilllo não é dada como certa ainda..

    Voce sabe de alguma coisa Daniel?
    confirma pra gente Daniel por favor essa notícia!
    Estou na torcida!

    • tiago

      Carlos, de onde você tirou essa notícia?
      A Carcaces tem que ficar 2 anos sem jogar, para conseguir jogar fora do país.
      A Carrilo foi contratada pelo Vôlei Zurich da Suíça.
      Estou na torcida para que o Vôlei Futuro continue e que faço uma grande equipe.

    • Diego

      Não tem como ser a Carcaces pois ela tem que cumprir um regime de 2 anos para se ausentar da seleção cubana.

      • César Castro

        Não. Qualquer jogador cubano pode jogar no clube que desejar desde que consiga sair da ilha.
        Para atuar por outra “seleção” é que precisa passar 2 anos sem jogar pela seleção que um dia defendeu.

  • Annie

    Quase todos que comentam em sites de vôlei criticam e culpam essa ou aquela jogadora e se esquecem do Zé, que é o grande culpado por essa situação. A preparação da seleção está super atrasada. Já era pra estar definido o time (reservas e titulares) há muito mais tempo. Tá tudo em cima da hora. E ele tá pilhando as jogadoras com tanta indefinição e pressão pela briga interna para ir pra Londres e pra ser titular. Estratégia equivocada. Os principais rivais, especialmente os EUA, já estão há muito tempo tranquilos sabendo quem vai e qual é o time titular, e já tem um conjunto entrosado. As meninas vão chegar em Londres estressadas e desgastadas psicológica e emocionalmente, com uma tonelada de sobre os ombros.

    • Fala serio! Tam que aguentar a pressao!

      Vc ja’ ta’ querendo arranjar desculpas p/ uma derrota olimpica? Ano passado, na COPA do MUNDO o ZE’ ROBERTO foi panelero, nao deu chance a ninguem, manteve o time titular, inclusive disputando o PAN de GUADALAJARA e todo mundo criticou a pressao nas jogadoras e o fracasso na COPA do MUNDO. Agora que ele esta’ dando chances a todas vem vc com essa historia? Por acaso vc acha que essas jogadoras sao bibelozinhos? Sera’ que sao tao frageis que nao aguentam uma disputa por posicao? Haja paciencia! O Ze’ ta’ certo dessa vez! Ninguem pode se acomodar e se sentir com a vaga garantida! Tem que brigar e muito p/ ir a Londres… Eu apoio esse rodizio dele. E e’ melhor que ele leve p/ Londres jogadoras que aguentem pressao e nao as mimosas que nao tem forca psicologica de encarar uma disputa por vaga!

      • Annie

        Ele tem feito isso nas últimas competições e não tem dado certo. Quando não fazia, dava certo.

    • Ismael

      Concordo planamento… planejamento muito equivocado nesse ciclo olímpico. No último tinhamos somente a mais Joycinha e Gattaz que o mundo inteiro sabia que não iriam aos jogos !

      • Leandro Machado

        Não acho o Zé Roberto culpado de nada não, mas as chances que ele está dando me parecem que foram feitas muito no final do ciclo olímpico.

        • Annie

          Então, se ele tá dando chances tarde de mais ou tentando mudanças tarde demais…ele é culpado.

          • daniel

            O problema todo foi esse. A comissão técnica vacilou demias. Só agora, ZRG, e somente ele, descobriu que Camila Brait poderia disputar vaga com Fabi. Só agora ele descobriu que Dani Lins e Ana Tieme não são tão espetaculares assim. Só agora, começa a ver o potencial de Adenízia.
            2011 foi um ano perdido para a seleção feminina. Torneios em excesso, jogadoras desgastadas, nenhum teste e um fiasco antológico na Copa do Mundo. só depois de tudo isso ZRG abriu os olhos. Tarde demais????

  • rogerio

    a verdade é uma só a nossa seleçao não esta com um time ruim não, os adversarios nossos estão cada vez melhores..sendo assim a tendencia é q a cada ano q passa a dificuldade aumenta e sabemos q a seleção do brasil é a seleçao a ser batida pelo grande historico de titulos q tem..mas acho q dava pra ganhar de cuba tranquilo hj…mas gostei do jogo gostei da atuação da jaqueline e da fabiana que foram decisivas nos momentos dificeis…

  • rodrigo

    meu deus!e nem começou as olimpiadas!
    se passarmos para as semi finais será muita sorte!
    bronze milagre!
    zé muda essas meninas!
    olho pra seleção e so vejo adenizia, camila brait e garay!
    que deus seja mesmo brasileiro e goste de volei!

  • Gabriel

    Foi so eu q percebi a merda q o ZRG fez com a mari, colocou ela em jogo ela ruma coisinha minima e saiu!, è assim q se dar confiança a uma jogadora????BRASIL SEM MARI È ASIM 41 erros quase 2 set’s dados de graça e 3×2 numa cuba “diferente”, Zé mostrando competencia……….Acho q londres num vai ter muito de Brasil ñ, tanto no masculino quanto no feminino e que venha 2016 e com um pouco de esperança q mari esteja em 2016 e fassa TODOS CALAREM A BOCA!

    • Leandro Machado

      Gabriel,
      A Mari não jogou bem o último ano. O Fato dela não estar numa boa fase não apaga a excelente atleta que ela é. Por sinal, as cobranças acontecem porque sabemos o quanto ela pode fazer. Isso ela já provou. Só que o torcedor quer ver a Mari em alto nível SEMPRE. Se ela calar a boca dos críticos, seja em 2012 ou em 2016, será maravilhoso pra todos nós. Inclusive para os críticos. Todos nós esperamos isso.

    • Annie

      Ví isso também. Falta de respeito com Mari, uma das jogadoras de vôlei mais conhecidas e respeitadas do mundo. Lembrei da Logan Tom, que ao passar pelas nossas jogadoras nos cumprimentos de rede no final do jogo, puxou a Mari e deu um beijo. Isso é admiração e carinho. A gente mesmo não sabe como nossas jogadoras são vistas lá fora e pelas rivais, e parece que o Zé não sabe também.

      • lopes

        Pessoal vê se cai na real, tá sobrando respeito e consideração da parte do Zé com a Mari, se ele considerasse somente o que ela jogou nos últimos dois anos, Mari nem seria convocada.Espero como todos, que ela volte a jogar 50% do que já jogou.Hoje no jogo, o que lembro dela é ter entrado de maneira grotesca numa bola que era da levantadora, atrapalhado o contra ataque e se retirada da quadra.Eu ainda tinha esperança quando ela foi ser treinada pelo Bernardo, não teve jeito, agora só um milagre, e a Olimpíada está aí.

      • Sergio

        Pra mim foi: “beijo me liga loira!” e outro tipo de carinho.

        • Annie

          A Mari não vinha jogando bem devido a contusões. Se qualquer outra jogadora tivesse tido as contusões que ela teve, também não jogariam seu melhor. O pessoal fala como se ela viesse jogando 100% fisicamente, mas mesmo assim não rendesse bem. Ela tem tido azar em se contundir, infelizmente. e outras jogadoras da seleção não. E algumas das contusões, como abdômen e joelho, foram jogando pela seleção. O Zé tem que dar chance de novo à jogadora que se contunde “em serviço” e não abandoná-la.

        • Annie

          Comentário “machovei” esse!

          • Gabriel

            Sheiloca Faz varias cagadas e nao sai de maneira nenhuma!!!!
            Mari erra uma e sai e outra esse 2 anos, jogou contundida, jogou porq o Ze de estrela só tinha ela, ela não deixou ele na mão, como ele vem fazendo com ela!

  • tiago

    Por isso que eu sempre digo, a REDE GLOBO é o câncer do Brasil. O emissora desgraçada e que afunda nosso país e faz lavagem cerebral na população. Mais uma vez não deixa nossa Superliga evoluir.
    Daniel, ficou sabendo disso? Segue abaixo:
    Mais uma tentativa e nada.
    A CBV literalmente se trancou com a Globo, triste mais este é o caso.
    12 milhões pelos direitos de transmissão da Superliga Feminina e Masculina, e uma única palavra NÃO.
    A Record mostrou idéias, prometeu a transmissão de todos os jogos da Superliga em sua grade sem restrição de horários, e com profissionais qualificados e comprometidos com o crescer do Volei em nosso país.
    É uma pena a CBV impedir outras emissoras de transmitir nosso belo campeonato, todos sabem e isso não é novidade com o descaso que a Rede Globo faz com o Volei, infelizmente na grade de transmissão da mesma o volei não tem espaço.
    A Record seria a única emissora capaz de garantir a transmissão dos jogos em tv aberta.
    Confira um Trecho dito pela CBV a emissora Record.
    ” Não podemos liberar, infelizmente a parceria Globo/Sportv já é feita a mais de anos, e sabemos da competência tanto em transmissão como em comentários da Sportv”.
    A crítica que fica é que quanto mais restringirmos o volei para as outras emissoras que mostram interesse em publicar, divulgar e transmitir o volei, acontecerá inúmeras vezes percas de patrocinio, percas de atleta e um belo jogo em tv aberta, é uma pena.

    • Paula

      Eu gostaria que as empresas patrocinadoras do Vôlei e clubes fizessem pressão na CBV para acabar com esse monopólio e permitir que outras emissoras transmitam as partidas, principalmente mencionando o nome REAL do time, e não um inventado de acordo com as conveniências da Globo. Quem sabe assim, teríamos mais patrocinadores, mais times fortes, e consequëntemente, a melhor liga de todos os tempos.

    • luish

      “A Record mostrou idéias, prometeu a transmissão de todos os jogos da Superliga em sua grade sem restrição de horários, e com profissionais qualificados e comprometidos com o crescer do Volei em nosso país.”
      hahaha…E vc acredita em papai noel nééé!!! Quero ver uma TV aberta transmitir jogos de volei em horário nobre.
      Sou contra o monopólio existente onde as emissoras de matam pra ter exclusividade de transmissões, mas já que nossa legislação permite, que continue como está, na SPORTV.

  • Jailson

    Record tenta mais CBV não libera direito de transmissão da Superliga.

    Mais uma tentativa e nada.

    A CBV literalmente se trancou com a Globo, triste mais este é o caso.

    12 milhões pelos direitos de transmissão da Superliga Feminina e Masculina, e uma única palavra NÃO.

    A Record mostrou idéias, prometeu a transmissão de todos os jogos da Superliga em sua grade sem restrição de horários, e com profissionais qualificados e comprometidos com o crescer do Volei em nosso país.

    É uma pena a CBV impedir outras emissoras de transmitir nosso belo campeonato, todos sabem e isso não é novidade com o descaso que a Rede Globo faz com o Volei, infelizmente na grade de transmissão da mesma o volei não tem espaço.

    A Record seria a única emissora capaz de garantir a transmissão dos jogos em tv aberta.

    Confira um Trecho dito pela CBV a emissora Record.

    ” Não podemos liberar, infelizmente a parceria Globo/Sportv já é feita a mais de anos, e sabemos da competência tanto em transmissão como em comentários da Sportv”

    A crítica que fica é que quanto mais restringirmos o volei para as outras emissoras que mostram interesse em publicar, divulgar e transmitir o volei, acontecerá inúmeras vezes percas de patrocinio, percas de atleta e um belo jogo em tv aberta, é uma pena.

    Fonte: R7

    A CBV parece que não tem interesse no crescimento do voleibol.Se a notícia acima for verdadeira isso é um grande tiro no pé.
    Lembro das excelentes transmissões da Superliga feminina que a Rede Record fazia na época que só o Leites Nestlé vencia.

    • luish

      PELO VISTO TRATA-SE DA MESMA PESSOA QUE COMENTOU ACIMA NÉ NÉÉÉ…

      FALA SÉRIO!!! :/

  • Darci

    Tenho a impressão de que há, aqui, mais ou menos uns sete comentários da mesma pessoa, mas cuja autoria foi atribuída a cinco autores diferentes.
    Reparem naqueles textos em que os autores estão com dificuldades de colocar o acento agudo sobre as letras.
    Me pergunto: por quê? Não usar o nome verdadeiro ao comentar na internet é algo absolutamente normal e recomendável, mas assumir várias identidades, só pra fazer número ao enfatizar uma determinada opinião, me parece enganação.

  • apenas alguem

    sassa esta fazendo falta no passe e no saque !!! ta faltando mais agressividade no saque, algo que logan tom e santos tiveram, so que com o nivel tecnico melhor estados unidos nos venceram, algo q faltou para cuba !!!

  • KurekFan

    As nossas ”melhores” passadoras estão com esse passe??? Adorei o saque viagem de Cuba,o volei feminino poderia ter mais assim… Mas a Sheilla sempre dá trabalho no saque tbm…

  • Afonso RJ

    Extremamente preocupante a trajetória do time feminino de vôlei. Teve uma trajetória ruim nesse último ano, bem abaixo de suas tradições, culminando no que eu considero um fracasso no último mundial, a perda da liderança no ranking mundial e uma campanha medíocre até aqui nesse Grand Prix. Só conseguimos uma única vitória de três pontos e estamos atrás até dessa fraquíssima e inexperiente seleção cubana. Não tem desculpa para uma seleção que almeja um título olímpico, sofrer para conseguir uma vitória no quinto set sobre um adversário que não conseguiu a vaga olímpica, comete mais de 40 erros na partida, não tem recepção nem defesa, e cuja média de idade é inferior à idade da nossa jogadora mais jovem. E não me venham com essa que Cuba “gosta de jogar contra o Brasil” ou que “a rivalidade é grande”. Esse tipo de desculpa não cola. Nos bons tempos nossas meninas teriam atropelado uma seleção como essa. A verdade nua e crua, é que nossa seleção infelizmente não está bem. E não é culpa de ninguém, muito menos do Zé Roberto ou de essa ou aquela jogadora. A realidade é que no momento, nosso material humano em conjunto está abaixo das espectativas e com uma irregularidade assustadora. Pelo andar da carruagem, por mais que eu queira ser otimista, prevejo dificuldades para esse time avançar para a segunda fase nas olimpíadas, e se conseguir, daí para a frente qualquer vitória já está de bom tamanho. Medalha, nem pensar. Isso é o que a lógica me diz. Entretanto, o coração fala que o time pode evoluir nesse poco tempo que nos resta, buscar melhor regularidade e entrosamento, nossas atacantes se inspirarem e até conseguirmos uma boa campanha, culminando se não com o ouro pelo menos com um pódio olímpico. Afinal, milagres acontecem.

  • Rodrigo

    A coisa tá preocupante!!! Digo mais, estou mais preocupado com a SFV que com a SMV!!! Força aí ZRG!!!

  • José

    Acho que a seleção já está se formando, parece que o ZRG, finalmente, está definindo o grupo e as titulares. Essa incerteza é a pior coisa. Não dá ritmo e nem dá confiança. Para mim, ele demonstrou que já estão confirmadas as duas levantadoras (Fabíola e Fernandinha), as três meios (Fabiana, Taisa e Adenizia), três ponteiras (Jaque, Paula e Garay) e uma oposta (Sheyla). Só faltam três vagas, a última ponta e oposta (vai ficar entre Mari, Tandara, Natália e Sassá), as duas primeiras estão em vantagem e a posição de líbero. Quanto ao time titular, acho que ele optou pela seleção que começou hoje, ele ainda vai dar oportunidade para Garay, talvez com mudança da líbero também. O meu seria o que começou hoje, podendo escalar Mari ou Paula nas pontas se estiverem bem. Natalia eu não acredito que consiga se recuparar a tempo. Mas eu, ao contrário de todos, não acho que a vaca tenha ido pro brejo não. Acho que estamos evoluindo jogo a jogo e o importante é chegar bem em Londres e não antes… Acho que agora é hora de apoias e corrigir os erros.

  • José

    Acho que a seleção já está se formando, parece que o ZRG, finalmente, está definindo o grupo e as titulares. Essa incerteza é a pior coisa. Não dá ritmo e nem dá confiança. Para mim, ele demonstrou que já estão confirmadas as duas levantadoras (Fabíola e Fernandinha), as três meios (Fabiana, Taisa e Adenizia), três ponteiras (Jaque, Paula e Garay) e uma oposta (Sheyla). Só faltam três vagas, a última ponta e oposta (vai ficar entre Mari, Tandara, Natália e Sassá), as duas primeiras estão em vantagem e a posição de líbero. Quanto ao time titular, acho que ele optou pela seleção que começou hoje, ele ainda vai dar oportunidade para Garay, talvez com mudança da líbero também. O meu seria o que começou hoje, podendo escalar Mari ou Paula nas pontas se estiverem bem. Natalia eu não acredito que consiga se recuparar a tempo. Mas eu, ao contrário de todos, não acho que a vaca tenha ido pro brejo não. Acho que estamos evoluindo jogo a jogo e o importante é chegar bem em Londres e não antes… Acho que agora é hora de apoiar e corrigir os erros.

  • Paula

    Vou ser meio a do contra, mas não acho que o Brasil jogou tão mal assim. As cubanas usaram e abusaram da força física e arriscaram muito no saque. Conseguiram desestabilizar nosso passe e equilibrar um pouco o jogo. Mas o Brasil mostrou-se superior e venceu. O que aconteceu no quarto set, foi algo incomum. Uma jogadora sacar com tanta potência por tantas vezes seguidas sem errar ou afrouxar o braço é uma raridade. Foi o que aconteceu hoje. Recepcionar uma bola daquela com perfeição é muito difícil. Só coloco como grande falha da nossa seleção a derrapada no primeiro set. Esse foi nosso grande erro. Depois disso, mostramos nosso jogo e o 4º set foi falta de sorte nossa (e grande sorte da Santos). Gostei do jogo de hoje. Acredito sim que temos boas chances em Londres.

    • Annie

      Se o Brasil der vaciladas como essas contra times melhores que Cuba, dança.

      • Carlos

        Dança nada Annie, vamos parar com esse exagero, parecem os torcedores do futebol. O Zé e o Bernadinho está testando o que têm de melhor, falta ritmo,organização. Mas na hora H o BRasil cresce e se não ganhar o ouro, o mundo não se acaba.

  • Glauber

    precisamos muito da Sassá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Luiz

    Jaquelina é igual a pão doce: engana, mas não mata a fome. O pior de tudo é que o Zé e a mídia vaicontinuar se enganando com ela até perdermos TUDO.

    A gente conhece uma jogadora pela postura dela durante o sete, e quando o set está apertado. Ela não vira nada, e quando vira bate pra fora. MEDO!

    • Gravei o jogo, mas ainda não tive tempo de assistir. Pelo outros jogos que assiste e mesmo pelo anos anteriores como Mundial,Copa do Mundo e Grand Prix(que o Brasil ganhou todos os jogos e perdeu somente a final);a minha impressão contínua a mesma; o problema da seleção é excesso de jogos. Alguns comentários já apontaram dois responsáveis diretos a omissa CBV e a ex- Vênus Platina Rede Globo. Eu acompanho vólei desde os tempos da geração de prata, por isso acho que conheço um pouco do esporte,quando não existia este monopólio vergonhoso da Globo os times tinha para se prepararem e os jogadores tinham direito ao seu merecido descanso como todo o trabalhador. Fizeram campanha para repatriação dos jogadores que voltaram e encontraram falsas promessas e amadorismo; que foram representados pelos “circos dos horrorres” de cachoeiras em estádios, e uma intransigência e falta de respeito com jogadores, torcedores e amantes do volei em geral, lembrando que somado a tudo isso a falta de respeito de ter direito de transmissão na tv aberta e não fazê-lo relegando ao seu canal fechado que agora quando não interfere a trasmissão para qualquer jogo de futebol de quinta,ainda nos fazem de idiotas anunciando o jogo num horário e exibindo em outro. Sou grande admiradora do Zé Roberto e apesar de algumas atitudes ele é muito admirado e respeitado pelas jogadoras, e muito injustiçado não é fácil passar o que ele passou em Atenas ser chamado de amarelão e encantar o mundo 4 anos depois. Querem comparar volei feminino com masculino, o que acho total desnecessário apesar da diferença de estilos de jogo, há um investimento muito maior no masculino e portanto surgimento na mesma proporção de talentos, o que vai levar para Londres realmente é o que ele tem de melhor, se vai trazer medalha sobretudo a mais cobiçada é outra história.O que podemos confiar é que e as meninas vão fazer o trabalho de maneira honesta como sempre e vão se cobrar por eles e pelo Brasil inteiro no caso de um eventual fracasso, como vimos no mundial em 2010.

  • tuliobr

    Deve-se reconhecer que o time apresenta momentos de bom voleibol, que o faz dominar e vencer sets com relativa tranquilidade. Inclusive é curioso o fato de que os diversos tie-brakes disputados têm sido vencidos com autoridade. Falta conseguir regularidade. Por conta disso, acho essencial que JRG defina logo seu time titular e o coloque para jogar. É a única forma de entrosar e deslanchar de vez o time, assim como fez o Sollys, claudicante e criticado no início da SL, voando e imbatível no final. Resta saber se há tempo para o Brasil. Jogar a fase final do GP, mais do que disputar um título, será importante para deslanchar a equipe; resta saber se o JRG retomará sua antiga convicção, que muitas vezes lhe rendeu a pecha de teimoso. Eu acho que nessa altura do calendário alguma teimosia da parte do JRG será muito bem-vinda.

  • Eduardo Araujo

    Boa tarde Daniel, vamos ver se vc consegue matar umas duvidas que eu tenho, na super liga o saque das nossas jogadores é ruim? já que no Sollys o tecnico conseguiu “esconder” a Tandará 90% das vezes do saque adversário.
    Mas na seleção isso não acontece se a Paula, Mari e Garay estão em quadra geralmente vai saque em cima delas vc tem ideia do pq a recepção da seleção esta tão ruim?

    • Daniel Bortoletto

      a opção brasileira é um saque mais tático, sem tanta força.

      a recepção é nosso grande problema hoje. paula e mari nunca foram especialistas e têm sofrido para serem constantes

      • Adriano

        E quando as “especialistas” não dão jeito no passe também, aí é que a porca torce o rabo.

  • robert rj cidade de deus

    Daniel acho que depois desse ciclo olímpico (independente do resultado) o técnico da seleção brasileira precisa obrigar as jogadoras a treinarem o saque viagem..Já ouvi dizer que as jogadoras brasileiras não optam por essa opção pra correr menos riscos de lesão,e se for isso acho ridículo esse critério..Lembro da joicynha logo quando passou a ser conhecida na superliga tinha um saque viagem muito potente e quando se transferiu para o rio de janeiro ela passou a optar mais pelo saque tático..Isso sem contar que está se refletindo na superliga femenina,hoje em dia da pra contar no dedo as jogadoras brasileiras que sacam viagem nos jogos oficiais (sem contar que a mais regular delas continua sendo a elisângela que hoje em dia já possui uma idade bem avançada).
    Mesmo assim acredito que temos jogadoras que aparentemente poderiam fazer sucesso com esse tipo de saque se fossem bem treinadas como,Tandara,Fernanda Garay e Fabiana! entre outras..
    Queria muito que você me respondesse..Forte abç!

    • Lilian

      Saque viagem nao e’ tudo nessa vida nao querido! Na verdade e’ tatica de desesperados! Saque viagem costuma ser um recurso desesperado de times que tecnicamente sao mais fracaos. O que adianta Cuba acertar alguns saques vagens fortes e ceder 41 pontos em erros? Se vc for ver nas estatisticas o saldo de saques cubanos e’ negativo: CUBA cede mais pontos em erro forcando saque do que quebradno a recepcao adversaria. O melhor saque e’ aquele em que vc nao da’ pontoe de graca ao adversario , ou seja, o melhor saque ano e’ o “SAQUE VIAGEM”, mas sim o “SAQUE CERTO”! Sou a favor das selecoes brasileiras usarem o “saque inteligente”: aquele saque tatico maroto que procura o ponto fraco do time adversario.

  • daniel

    Cadê a Sassá????

    • robert rj cidade de deus

      é verdade também tem a Sassá!! mas ainda não respondeu minha pergunta..Porque a maioria das jogadoras brasileras hoje não tem como fundamento principal o saque viagem bem forçado?
      Não estou querendo dizer todas,ainda sim tem muitas que sacam muito bem sem forçarem..Mas porque essa nova geração femenina do vôlei brasileiro NÃO ligam em aperfeiçoar esse fundamento?
      Na própria superliga o melhores saques das competições são sempre os mais bem chapados..

  • César Castro

    É… A preocupação da semana passada vem cedendo terreno para o desânimo.
    É muito triste ver uma geração com tantos talentos se desencaminhar desse jeito. Acho que o Brasil nunca teve uma safra tão profícua de boas jogadoras em todas as posições como esta agora, mas as coisas simplesmente não acontecem.
    Acho que foi o ZRG que disse que pra ser campeão olímpico o universo inteiro tem que conspirar a seu favor. Ele deve entender bem disso, vez que já foi duas vezes.
    Agora, entretanto, parece que o universo conspira, mas contra. Nada dá certo.
    Excelentes ponteiras que não rendem o necessário. Uma oposto que já nos fez suspirar e hoje nos faz bocejar. A Fabiana que já foi chamada de cubana e hj não assusta nem as infanto. As levantadoras que um dia foram promessa e hj nem reza brava resolve. Enfim.

    Só nos resta torcer!

    A Piccinini escreveu uma bonita carta de despedida ao Bergamo, agradecendo sobretudo à torcida do time. Segundo a jogadora, toda torcida sabe cantar nas vitórias, mas a torcida do Bergamo sabia cantar sempre.

    Por isso, meus caros, vamos entrar em quadra juntos com a SFV. Não importa o que aconteça vamos estar com elas, mesmo que pra chorar a derrota.
    Nós que amamos o vôlei não podemos nos dar por vencidos: FORÇA BRASIL!

    • Afonso RJ

      Belíssimo comentário.!

    • Clivia

      Concordo plenamente com vc. Eu vou torcer e vibrar pelas selecoes do Brasil tanto no masculino como no feminino nas vitorias ou derrotas, penso q nos torcedores podemos demostrar o apoio principalmente nos momentos complicados pois nos bons terão apoio suficiente. Qto a Jaque acho q foi bem no fundo de quadra sim e a admiro muito pois sempre renasce mais forte dos problemas e se supera, assim como o Giba. Forca, sorte e que o universo conspire a favor das nossas selecoes.

      • Clivia

        Achei q a Fabiana tb. Foi bem, embora eu ia tenha visto jogos memoraveis delea. So para comentar sobre Cuba, achei q o Brasil estava treinando algo, nao entendi desta vez bem o q, pode ter sido a recepção do saque mesmo, mas preocupação deste time de Cuba e qdo tiverem rodagem nos próximos campeonatos, agora elas nos respeitam acho que continuara assim, porem serão adversarias difíceis p a próxima selecao q nos representara em 2016.

  • Marcio

    Todos sabiam que para compensar essas levantadoras medianas as demais jogadoras teriam que estar a 110%. Não é o caso. Provavelmente ficarão no meio do caminho. Que a CBV já pense em 2016!

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo