Basquete derruba “tabu” com TV. E você, vôlei?



O Novo Basquete Brasileiro conseguiu um feito que 8 entre 10 pessoas envolvidas (para não ser exagerado) com o vôlei pedem há alguns anos: ter as finais do campeonato nacional disputada em melhor de três jogos, com parte sendo transmitida pela Globo.

A mudança foi anunciada ontem pelo NBB. Agora, o campeão brasileiro da basquete será conhecido após a disputa de um playoff. O primeiro jogo terá transmissão apenas pelo SporTV. O segundo e o terceiro, se necessário, estarão na grade da Globo.

O modelo de decisão em partida única era uma exigência da Globo, parceira de mídia tanto do NBB quanto da CBV. E, que fique claro: a emissora paga uma boa quantia para as entidades (e no caso do vôlei não há repasse para os participantes). Ela não está transmitindo de graça, fazendo qualquer caridade às modalidades. E a maior emissora do país tem uma grade disputadíssima para adequar uma centena de eventos e algumas dezenas de modalidades sedentas por um espaço ao vivo.

A decisão do basquete deve abrir, ao menos, um precedente para que o vôlei discuta a mesma situação. Associações de atletas e clubes sabem da importância da TV aberta, mas querem uma exposição maior dos patrocinadores, que já não têm os nomes citados nas transmissões. É esperar agora pelos próximos capítulos.

 



  • Edu

    Daniel,só para abrir um parenteses num assunto interessante ocorrido na ultima sexta.O Taubaté perdeu por três sets a zero na sua estreia no campeonato paulista contra a mediana equipe do São Bernardo.Até ai, nada anormal.Porém incomum pelo placar e por ser o elenco do Taubaté formado por alguns jogadores ex campeões mundiais e olímpicos e considerado um super time nas palavras do Marcos Freitas.Mesmo contando com o fato de quatro atletas do elenco(Sidão,Xupita,Rapha,Felipe) estarem servindo a seleção na preparação para o Mundial em alguns dias.No lugar do titular Rapha, que esta em Saquarema treinando, estava atuando o bom reserva Pedro.Na ultima quinta feira pela manhã Pedro se lesionou nos treinamentos, um dia antes da estreia no paulista contra o próprio São Bernardo.À tarde , após a avaliação física se diagnosticou um retorno para mais de 45 dias.Solução encontrada pela comissão técnica.Pegaram o carro e cruzaram os 185 km entre as cidade de Taubaté e Volta Redonda e na hora do almoço contrataram ,por dois meses, o levantador da equipe da chamada cidade do aço.Por isso, uma das razões da derrota do Taubaté foi a necessidade de colocar em quadra ,em caráter emergencial, um levantador contratado quase cinco horas antes da partida.Duas questões, onde se norteia o principio ético de uma equipe em assediar um jogador que se encontrava em período de treinamento por uma outra equipe coligada na Superliga dentro da pré-temporada.Segundo, o Volta Redonda, foi ameaçado de desligamento da Superliga por atrasar o pagamento de atletas por quatro meses na temporada 2013/14.Quando uma solução financeira foi alcançada a direção do clube impôs a seguinte condição de trabalho:pagamos um mês, esqueçam os três devidos e a partir de agora não tem atraso.Ou seja,repassou uma divida reconhecida para a conformação dos seus atletas e membros da comissão técnica.Apesar de mais de noventa por cento dos acertos financeiros ocorrerem no chamado trato verbal entre atletas e equipes como se consegue a garantia , antes da entrada no campeonato, que equipes, mesmo as em débitos com seus atletas, não sofram o assedio de outras mais estruturadas para recrutar seus atletas.E o caráter ético entre os clubes e os atletas? Por isso esta história de caminhão de dinheiro tem implicações maiores.

    • Luiz

      2014 e ainda tem gente que faz acordo verbal?

      • Edu

        Basta ver a noticia acima sobre o destrato com a Mari no Maranhão.Prometeram uma coisa e quando ia começar a temporada e revelaram em cima da hora que iriam pagar apenas a metade do que foi acordado de forma verbal.Recentemente um jogador ao anunciar a sua aposentadoria revelou que um clube ainda lhe devia parte do dinheiro combinado.Por que não foi a justiça reivindicar essa divida.Por que ela foi escorada num trato verbal e para dar confiança ao atleta presenciado por pelo menos cinco pessoas como testemunhas.O jogador mesmo emitiu umas notas de prestação de serviço de pessoa jurídica referente a algumas palestras que efetivamente proferiu no sentido de receber o pro-labore já que o pacote de patrocinadores da equipe ainda não estava fechado.O governo do município que apoia o projeto repassou o dinheiro a título de prestação de serviço e não poderia coloca-lo na folha de pagamentos do funcionalismo porque o valor era superior ao teto salarial permitido pela constituição federal.

  • É UM ABSURDO

    Daniel, duvido que os “dirigentes” tem coragem para solicitar as mudanças que ocorreram no basquete. Será um absurdo a SUPERLIGA continuar a ter final em jogo único. Eu duvido que essa corja que administra o vôlei brasileira vai solicitar mudanças.

    Por que o basquete tem mais força que o vôlei no Brasil? O basquete brasileiro nunca ganhou nada e só classificou para o mundial desse ano pagando.

    • Daniel Bortoletto

      A Seleção masculina é bicampeã mundial. A feminina venceu uma vez. É um esporte que vem de maus resultados, mas que tem muita tradição

    • Ana Laura

      Absurdo é dizer que o basquete brasileiro nunca ganhou nada. Total desconhecimento de causa . O basquete masculino brasileiro é bi campeão mundial e teve sua sua história marcada pela conquista da medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, em 1987,com um um time brilhante que tinha, entre outros, os craques Oscar e Marcel. A conquista é uma das principais da história do basquete brasileiro por ter sido a primeira derrota de uma seleção norte-americana, em seu próprio país.

      • Bernardo

        O basquete não chega aos pés do vôlei no brasil.

        • Alexandre

          Em questão de audiência quem acompanha sabe que o Basquete Mica no IBOPE em uma final de campeonato…. O único esporte que consegue liderar e com bons índices (falo tirando o futebol, obvio) é o Vôlei!!! Posso ate estar errado mas propor uma final em Melhor de três pode ser mais bem aceita pela emissora do que deve ter sido para o basquete….

  • Mariana

    Louvável o pessoal da NBB…quem dera os clubes da Superliga pensassem assim tb. Pra que serve as migalhas que tem na tv aberta se só passam as semifinais do campeonato. E outra, acho um absurdo o caminhão de dinheiro que a CBV ganha da Rede Globo e este mesmo dinheiro não é repassado para os clubes. Por isso que os clubes não tem dinheiro pra investir e ter um time mais competitivo.

  • Osmar Cordeiro

    Na última edição o NBB teve 17 equipes participantes de 8 estados diferentes , sobre o repasse de verba tanto da cota de televisão como tbem de patrocinadores poderiam ajudar as equipes independentemente grande ou pequena se tornaria uma base para que as equipes se mantivessem seus projetos em pé , q seja em torno de 20 à 30 % do orçamento geral ajudaria as equipes para gastos de viagens , hospedagens , translados e pagamento à comissão técnica . Por isto que a ACV que foi criada deveria lutar e decidir nas decisões para os clubes , claro que fiscalizado e julgado se tivesse alguma irregularidade .

  • Oswald

    O basquete conseguiu mudar isso, e olha que costuma dar menos audiência pra Globo que o vôlei. Já que a CBV faz a escola CBF de administração esportiva (foca nas seleções e abandona os clubes), passou da hora das equipes de vôlei se unirem em uma liga independente pra defender seus interesses.

  • Rômulo

    Como amante de esporte achei a notícia espetacular!! Não por causa da melhor de 3, pois 5 ou até 7 como na NBA seria o ideal, porem já é uma evolução! Quanto ao Vôlei sinceramente acho difícil haver mudanças enquanto a CBV continuar no comando, pelo menos esses q lá estão! Como se percebe no dia a dia, eles pouco se lixam para os clubes, quem dirá para o formato de um campeonato!! Dae chega na final, eles colocam uns homens vestido de LED, e creditam isso a evolução!! #Patético!!

  • Aline

    Prefiro FINAL ÚNICA, acho mais interessante e emocionante.
    Detesto “play-offs”, também não gosto de 3 partidas nas quartas-de-final e semifinal.
    Gostaria de um modelo com PARTIDAS DE IDA E VOLTA, como acontece na CHAMPIONS LEAGUE EUROPEIA, que é o MAIOR E O MELHOR CAMPEONATO DE VÔLEI DO MUNDO!

    • Paulo

      O Maior e Melhor campeonato do mundo não é definido em play-offs porque é uma disputa continental, não dá para os times ficarem cruzando a fronteira toda hora enquanto disputam a liga nacional.

      • Neide

        Se vc entendesse de geografia, veria que o Brasil é um país continental e que muitos deslocamentos entre estados brasileiros superam os deslocamentos entre muitos pequenos países Europeus.
        Outra informação querido é que os países da UNIÃO EUROPEIA tem fronteira livre entre eles.
        Estude um pouco, faz bem…

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo