Banana Boat/Praia Clube 2 x 3 Unilever: comentem



Galera, bom dia.

Ontem à noite não consegui ver pela TV o duelo entre Banana Boat/Praia Clube x Unilever. Uma suada vitória do líder sobre a surpresa da Superliga feminina, no tie-break.

Quem viu, deixe aqui os comentários.



  • Eduardo Araujo

    O jogo foi bom, mas o Praia perdeu o jogo por causa do técnico no primeiro set, ele fez a inversão do 5 X 1 e não deu certo e não quiser voltar com as titulares ai o Unilever fez 5 x 0 na reta final ou seja um jogo que estava 24 x 20 para o praia elas conseguiram perder…

    • Tênis da Diva Régis

      Na verdade, oque foi realmente determinante para a vitória de UNILEVER, foi a arma química-biológica usada pela DIVA RÉGIS durante o jogo. Ela usou o velho recurso de tirar o tênis em quadra, isso desconcentrou totalmente as jogadoras do PRAIA e abalou emocionalmente inclusive até a torcida! Ao inalarem a substância exalada pelo sapatinho da DIVA, as jogadoras do PRAIA foram tomadas por um surto de ansiedade por intoxicação, da qual a mais comprometida foi a DAYSE. Dayse foi caçada no saque, e comprometeu no passe, depois do tênis teve uma crise da asma que culminou numa tuberculose, Dayse encontra-se na UTI respirando por aparelhos com somente 40% da capacidade pulmonar.

      • Daniel_Sam

        Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, é vc quem escreve o blog da irmã cleyciane?

      • Lucas

        Por favor, Tênis da Diva Régis, volte pro blog do Voloch…

      • Drikko

        kkkkk… MORRI… melhor comentário EHVÁ… kkk

      • Fabrício

        Putz! Vão começar com essas viadagem aqui também.

  • Neide

    Daniel,na verdade o grande responsável pela equipe da UNILEVER estar na liderança da SUPERLIGA é o SUPER-TÉCNICO BERNARDINHO.
    BERNARDINHO tem o time nas mãos e sabe muito bem QUANDO,COMO,ONDE e QUEM mexer no time.
    Como um MESTRE DE XADREZ, BERNARDINHO sabe a hora certa de usar as peças que tem à disposição.
    Resultado disso é que apesar de o PRAIA CLUBE ser um time bem treinado, bem armado e estar jogando até melhor que o UNILEVER, as substituições do BERNARDINHO surtiram efeito na HORA CERTA.
    Não adianta, BERNARDINHO é um estudioso do voleibol e conhece muito bem as características de suas atletas, ele tem o time nas mãos e sabe muito bem o que tem fazer e a quando tem que fazer.

  • Neide

    Mais uma vez NATÁLIA e LOGAM TOM fizeram uma péssima partida. O passe da NATÁLIA dá raiva, ela passou tanto tempo sem saltar treinando somente passe e defesa e não adiantou NADA!!! Além disso Natália não mostra muita versatilidade no ataque, sendo bloqueada ou então atacando para fora com frequência.
    Só o Bernardinho mesmo para ter paciência com isso, Natália tá jogando um voleibol de colegial, eterna promessa, não evolui?
    Mais uma vez a bomba estourou na mão da GABI GUIMARÃES, que com apenas 18 aninhos, teve que entrar e assumir a responsabilidade de principal ponteira-passadora da UNILEVER.
    Enquanto a NATÁLIA não passa de uma “eterna promessa” a GABI GUIMARÃES já é uma realidade: entrou na fogueira, assumiu a responsabilidade para si e foi uma das principais responsáveis pela vitória da UNILEVER.
    Aliás, 2 outras novatas foram muito importantes para a vitória ontem: BRUNA SILVA e ROBERTA RATZKE entraram muito bem nas inversões do 5×1, principalmente no tie break, deram volume de jogo ao UNILEVER.

    • Ana

      Concordo contigo Neide!!!

  • ANÁLISE DO JOGO

    Primeiramente, gostaria de dizer que o Spencer Lee (excelente técnico) foi o responsável direto pela perda do 1º set. Fez uma inversão do 5 x 1 ridícula, colocando a Mayara como oposta, e ela errou 3 ataques seguidos. Ele tinha que ter desfeito a inversão e não fez, foi teimoso e pagou pelo erro com a perda do set.
    As irmãs Pavão estavam muito bem, são jogadoras baixas, mas muito talentosas, sabem usar a técnica para suprir a deficiência do pouco alcance no ataque e da baixa estatura. Curiosidade, é que depois dessa inversão que o Speencer fez no 1º set, a Monique caiu de rendimento.
    A central Letícia Hage foi a melhor em quadra, sempre teve no bloqueio o seu melhor fundamento, é uma das melhores bloqueadoras do vôlei brasileiro, e o ataque é o seu ponto fraco. Mas neste jogo me surpreendi com o seu desepenho. Esteve super bem no ataque, virando muito bem as bolas e colocou a central Angélica no banco. Será que está evoluindo nesse fundamento? Tomara que sim, pois se consertar essa deficiência é nome certo na renovação da seleção na posição de central.
    A líbero Arlene foi ridícula no passe, seus passes neste jogo eram quase todos passes B e C. Foi alvo do saque do Unilever e não conseguiu efetuar bem esse fundamento. Uma líbero experiente não pode sentir essa pressão. Foi a pior em quadra.
    A ponteira Dayse é outra jogadora do praia que comprometeu no passe, foi rídicula neste fundamento e nos momentos de pressão para virar as bolas, sentia a responsabilidade e “peidava na farofa”.
    Dany Scoot não esteve bem, na verdade nem apareceu em quadra, suas manjadas jogadas chinas estavam bem marcadas. Uma central não pode apenas fazer jogadas chinas, como exemplo disso cito a péssima central Natasha.
    A levantadora Juliana Carillo esteve bem como sempre, é uma grande levantadora, mesmo sendo tão nova. Essa aí merece uma chance na seleção também.
    No geral o time do Praia esteve muito bem, sacou com inteligência, não sentiu a pressão, bloqueou muito bem, mas pela burrice do Spencer Lee no 1º set perde o jogo.
    Infelizmente, o Praia não tem banco e senti muito a falta da Herrera que é a jogadora de definição e força do time.
    O Praia precisa de uma oposta de força e definição, e de pelo menos mais uma ponteira que sabe passar e atacar, ambas para botar a bola no chão.

  • Walber

    Olá,
    Foi um jogo bom de se assistir, esse time do Praia é muito bem treinado e se posiciona muito bem na defesa. Se tivesse uma jogadora tipo a Herreira o Rio teria perdido 3×1 no maximo.
    Daniel, o Praia pretende contratar alguem para o lugar da Herreira? Se quiser eles podem?

    abs

  • PARABÉNS BERNARDINHO!!!

    Bernardinho teve uma atuação impecável e mesmo com o time instável foi o único técnico que conseguiu derrotar o PRAIA CLUBE jogando em Uberlândia.
    O PRAIA CLUBE jogou melhor, tem a equipe mais equilibrada da Superliga, porém UNILEVER venceu! Mérito de quem? Bernardinho, claro! Foi fenomenal a atuação do Bernardinho ontem, todas as suas substituições surtiram efeito e ocorreram em momentos estratégicos do jogo. Com isso o Bernardinho conseguiu virar um primeiro set praticamente perdido por 24×20 com a entrada de Bruna Silva e Roberta Ratzke na inversão do 5×1, e quase vira o segundo set que perdia por 24×17 com a entrada Gabi Guimarães e Regiane Bidias no lugar da Tom e da Natália. E no tie break decisivo as atuações de Gabi e a entrada de Roberta e Bruna na inversão do 5×1 foram fundamentais para quebrar a invencibilidade do PRAIA em UBERLÂNDIA!

  • lucas kazan

    e a logan tom eh só joga bem contra time medio e pequeno, rio deve odiar os times mineiros.

  • Afonso RJ

    A meu ver a coisa foi mais ou menos assim (cito de memória e posso me enganar em alguns detalhes)

    Primeiro set: Equipe do Unilever errando muito, principalmente no passe, e Praia jogando redondinho. As mineiras sempre na frente do placar, abriram boa vantagem, chegando a 24×20, mas não tiveram tranquilidade para fechar o set e permitiram uma virada espetacular da Unilever que fechou a parcial por 28×26.

    Segundo set: Foi praticamente o replay do primeiro, com a Unilever errando muito e as ponteiras Logan Tom e Natália rendendo muito pouco. Novamente as mineiras abriram grande vantagem no placar, e novamente tiveram dificuldade para fechar o set. No final do set as cariocas tiraram uma diferença por volta de seis ou sete pontos, mas a diferença era grande demais e o Praia acabou fechando a parcial por 25×23.

    Teceiro set: O Bernardinho tirou Natália e Logan Tom e colocou Gabi e Régis e se utilizou com maior frequência da levantadora Roberta. A equipe do Unilever começou a render mais, se bem que a Régis também não estava num dos seus melhores dias. As cariocas abriram vantagem e conseguiram fechar o set com um bom rendimento d Gabi e a subida de produção da Sarah Pavan.

    Quarto set: Assim como o terceiro, foi um set mais equilibrado, com o Bernardinho mantendo as alterações feitas no set anterior. O time do Praia fez um set quase perfeito, e somando-se a atuação não tão inspirada da Régis, conseguiu fechar mais essa parcial levando o jogo para o Tie-Break.

    Quinto set: Bernardinho voltou com a Natália no lugar da Régis o que deu mais equilíbrio ao time. Por outro lado parece que nesse set pela primeira vez o Praia entrou sentindo a pressão. O Unilever logo abriu uma boa vantagem (oscilando entre 4 a 6 pontos) e acabou fechando o set e a partida com relativa facilidade.

    No geral:

    O Praia fez uma partida excelente. As gêmeas Monique (oposta) e Michelle (ponteira) estão no que parece ser o auge de suas carreiras, jogando um voleibol de primeiríssima linha. Muito bem também a líbero e a levantadora. O time está com um excelente volume de jogo, defendendo muito e com um excelente entrosamento bloqueio/defesa – méritos do Spencer Lee (Holandês Voador?). Pecou talvez pela inexperiência, principalmente no final do primeiro set e no tie-break, e evidentemente sente muito a falta da Herrera.

    O Unilever com muitos erros individuais durante toda a partida, principalmente nos dois primeiros sets. A recepção muito estava muito ruim, o que acabava por comprometer o ataque e a virada de bola. Logan Tom continua irregular. Veio de uma atuação excelente no jogo anterior, mas nesse estava irreconhecível. A entrada da Gabi deu mais estabilidade ao passe e o ataque passou a se tornar mais efetivo. Acabou por merecidamente levar o Viva-Vôlei. Bernardinho alternou Roberta e Fofão, o que eu acho que ajudou a confundir a marcação adversária. A substituição de Natália pela Régis não surtiu efeito, e o treinador acabou optando pela primeira como titular no tie-break. As centrais e a oposta tiveram seus desempenhos prejudicados no ataque pela má recepção mas tiveram boas atuações e não comprometeram. E a Fabizinha, mesmo jogando bem, não teve um desempenho como de outras vezes (essa, se não fizer uma partida incrível, fica abaixo de sua média).

    Finalmente: Pelo vôlei apresentado, acho que o Praia deveria por justiça ter ganho a partida. Tanto que saiu muito aplaudido pela torcida. A vitória da Unilever se deveu a dois fatores: experiência e banco.

    • Felipe Lima

      Boa análise!

      Esse time do Praia está jogando tão bem que fica difícil torcer contra!

      Uma dúvida. O troféu Viva Vôlei tem de ser entregue necessariamente à alguém do time vencedor?

      • Daniel Bortoletto

        Como é escolhido pelo técnico vencedor, sim.

        • Felipe Lima

          Valeu pela resposta, Daniel.

  • carlos henrique

    Meu, Vc tem um blog que fala de volei e varias vezes vc coloca que não assistiu as partidas! E são grandes partidas. Se vc esta muito ocupado com outras funções do jornal, da uma oportunidade para quem gosta e acompanha o volei. Vc quase não escreve, o outro do UOL so escreve para meter o pau em alguem, assim fica díficil.

    • Daniel Bortoletto

      Prefiro ser honesto com os leitores. Se quer saber, estava trabalhando na redação do LANCE!, com outras prioridades, e não pude ver o jogo. Ossos do ofício.
      Sobre outros blogs, cada um tem sua preferência. Livre arbítrio

      • Joao Paulo

        Mas que você largou o blog de mão largou mesmo… As vezes passam dias sem posts e quando posta algo vem um “comentem…” O que era uma opção de comentários inteligentes e que nos fazia acompanhar esperando ansiosamento, virou um blog boring sem novidades…
        Uma pena.

        • Daniel Bortoletto

          Meu caro, realmente não vou conseguir agradar gregos e troianos. Já “abri mão” de férias para publicar diariamente sobre competições de Seleção e não esperava que ninguém me agradecesse por isso. Se quisesse “largar a mão”, como você disse, seria o primeiro a avisá-los, como fiz em um período para viajar, por exemplo, e cuidar dos meus filhos. Nunca usei um problema sério que tenha em casa como desculpa para abandonar meu blog. Sim, teremos dias com mais notícias, mais opiniões. E outros com menos.

      • carlos henrique

        É isso que estou querendo dizer, vc tem outras prioridades no jornal, e o espaço do volei fica meio de lado, isso é mais um forum de discussão do que um blog propriamente dito, não precisa se ofender, foi uma critica construtiva, Pq quem escreve sobre volei como o Senhor por exemplo tem obrigação profissional de acompanhar as principais partidas, porisso que eu digo,se é muito corrido para o Sr. passa essa função de escrever no blog para outro reporter. O Sr pode até discordar, mas não é meio incoerente quando nós amantes do volei reclamamos quando o volei não tem a atenção que merece e o proprio especialista em volei não tem como acompanhar o jogo pq tem outras prioridades profissionais?

        • Daniel Bortoletto

          Não me ofendi, tenha certeza.
          Na minha modesta opinião, o especialista em um assunto não precisa ver e comentar todos os jogos. Só faria isso se vivesse exclusivamente do blog.
          O que tento fazer aqui é equilibrar as ações. Publicar algumas novidades, dar voz para atletas (colunistas convidados ou entrevistas), opiniar sobre assuntos mais importantes e abrir espaço para que os leitores possam tambér expom seus comentários. Para mim, essa democracia faz o blog ficar mais completo.
          E hoje não existe alguém aqui que só faça vôlei, basquete ou atletismo, por exemplo. Se um repórter quiser fazer um blog, vai se dividir com outras ocupações também.

          • Daniel_Sam

            Vixi xará! Tão pegando no teu pé, mas não esquenta pq isso é sinal de qualidade do teu trabalho e os leitores se sentiram um pouquinho órfãos, é apenas carência de uma opinião com coerência, já que em outros blogs ou sites tem apenas baixaria e críticas.

          • lucas kazan

            concordo blog é bom e ja fui em outros blog que os cara ficava um mes sem postar nada aki nao aqui é quase todo dia daniel vc esta no caminho certo só acho se vc tem que falar tambem da cev canpions league.

  • Caco

    Os últimos dois jogos que assisti da Superliga (São Bernardo X Amil/Campinas e Praia Clube X Unilever) foram tão ruins tecnicamente que nem merecem comentários…

    • Afonso RJ

      E com isso você já enviou seu comentário… 🙂

  • Diogo

    Foi um bom jogo,apesar do grande numero de erros..
    Só fiquei triste pq o Praia podia ter feito 3 a 1,mas ñ conseguiu suportar a pressao mesmo ganhando o 1°set de 24 a 21.Na minha opiniao culpa do Spencer q pois aquela Mayhara na inversao com a Monique jogando tão bem..

  • O QUE MAIS ME DEIXA TRISTE É VER O MINAS NESTA DECADÊNCIA! AS MAIORES JOGADORAS DO VOLEI SAIRAM DAQUI,AQUI É O CELEIRO DESTES TALENTOS QUE ESTÃO AI ESPALHADOS PELO BRASIL :DE CARA CITO AQUELA QUE PRA MIM FOI A MAIOR JOGADORA DE TODOS OS TEMPOS:MARCIA FU(PUTZZ JOGAVA DEMAISSS),HILMA CALDEIRA,ANA PAULA…AS RECENTES MINEIRAS:SHEILA,A GABI.A ADENIZIA,A FABIANA CLAUDINO…PUTZ TEM UMA LISTA INTERMINAVEIS DE TALENTOS QUE SAIRAM DAQUI!PENA QUE O MTC ESTEJA ALHEIO A TUDO ISTO…UM CLUBE COM A TRADIÇÃO QUE TEM JAMAIS PODERIA TER MONTADO UMA EQUIPE TÃO MEDIOCRE PRA ESTA TEMPORADA!PARABENS AO BANANA BOAT,QUE PARTICIPA A POUCO TEMPO DA SUPER LIGA E JA TEM MOSTRADO RESULTADOS,AS EMPRESAS DEVERIAM INVESTIR MAIS NESTE CLUBE!

MaisRecentes

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Nestlé confirma apresentação de peruana



Continue Lendo

Vaivém: Polonesa é esperada em Barueri



Continue Lendo