Após título da Superliga, Serginho reclama de falta de critério de Renan Dal Zotto



Em entrevista à Rádio Itatiaia, na noite desta segunda-feira, o líbero Serginho, do Sada/Cruzeiro, reclamou dos critérios (ou falta deles) do técnico Renan Dal Zotto para convocar a Seleção Brasileira masculina.

A declaração foi dada ao Programa Bastidores ao comentar a presença de Murilo, do Sesi, na lista de inscritos para a Liga das Nações, após a primeira temporada atuando como líbero.

– Descrédito total dos líberos. Total, com todos que trabalham como líbero. Não porque ele é um mau passador ou um defensor ruim, ele é bom como passador e na defesa. Mas ele teve seu momento áureo quando era atacante, quando bloqueava e sacava. É injusto um cara que jogou menos de dez jogos como líbero ser convocado para a Seleção Brasileira e os outros atletas que estão no mercado não serem nem chamados – reclamou Serginho.

Apesar da série de títulos, premiações individuais e presença constantes entre destaques das estatísticas, o líbero, de 39 anos, quase não teve oportunidades na Seleção em toda a carreira. Participou de uma Copa dos Campeões, em 2001, e não teve mais chances com Bernardinho.

– O nosso problema específico na Seleção é a falta de critério. O Renan não tem critério nenhum para convocar. No ano passado, ele convocou Thales e Tiago Brendle. Neste ano, ele chamou Thales e Murilo. O Thales vai jogar só para defender, o Murilo vai passar e o Renan vai comandar o time. Quem poderia estar lá ficou de fora e o cara que jogou cinco, seis, oito jogos como líbero, não está nem acostumado ao ritmo de entrar e sair da quadra, vai representar o país. Muitas vezes, um atleta com 37 anos era taxado como velho para chegar na Seleção e jogar, mas com o Murilo pode, mas para outro não. Então, a regra não é justa, nunca foi e nunca será.

Serginho venceu Superliga pela nona vez (CBV Divulgação)

O líbero do Cruzeiro disse ainda não criar mais expectativas de voltar a vestir a camisa da Seleção:

– A gente não pode criar a ilusão de que o Serginho vai para a seleção. Eu não crio mais essa ilusão. Tanto que a minha passagem para viajar de férias já está comprada desde novembro. Eu sabia que não iria. Eu sabia que o lobby do Murilo é muito maior do que o meu e que, infelizmente, eu não vou para a seleção mesmo tendo números muito melhores do que ele. Isso não é arrogância, é fato. Tem outros líberos que poderiam estar lá no lugar dele. Foi excelente como atacante. Pode melhorar como líbero? Sim. Mas, para o momento, não é o ideal para a posição – falou Serginho, que também reclamou dos critérios de José Roberto Guimarães ao convocar Jaqueline como líbero da Seleção feminina.

O LANCE! procurou a assessoria da CBV por uma posição de Renan Dal Zotto. Mas ele preferiu não responder.

LEIA MAIS

+ Sada/Cruzeiro renova com campeão olímpico



MaisRecentes

Confira as primeiras transmissões da TV Gazeta na Superliga 18/19



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Renata terá cubano como reforço



Continue Lendo

Coluna: Temos de falar sobre Douglas Souza



Continue Lendo