Apenas uma Kim não faz verão



A Coreia tem Kim, a melhor ou uma das três melhores jogadoras do mundo na atualidade. Infelizmente para o país asiático, apenas uma Kim deste calibre é pouco para enfrentar o Brasil.

No Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, os 16 acertos da ponteira, todos no ataque, não impediram a tranquila vitória brasileira por 3 sets a 0, parciais de 25-16, 25-12 e 25-15.

No primeiro set, a Coreia chegou até a assustar, abrindo vantagem no início. Logicamente, impulsionada por Kim, que terminou a parcial com oito acertos. Mas, depois de um começo intranquilo, o Brasil entrou no jogo. E com Sheilla bem (dez pontos, todos de ataque), algo que não foi visto na etapa italiana, na semana passada. A oposto esteve bem mais consistente no ataque e ajudou a virar bolas importantes, até a equipe passar a dominar as ações.

Na segunda parcial, quem apareceu bem no ataque foi Fernanda Garay (maior pontuadora da Seleção com 15 acertos). E foi ficando cada vez mais complicado para Kim fazer a diferença, já que estava com uma marcação mais precisa do bloqueio e da defesa. Tanto que marcou menos pontos: cinco. O jogo ficou fácil e chegou a dar sono após alguns erros coreanos.

Além de Sheilla e Garay bem no ataque, o Brasil tinha Thaisa inspirada no bloqueio. Foram oito, de um total de 13.

E quando o conjunto está bem, o resultado de reflete no placar. Quarta vitória em quatro jogos, liderança e invencibilidade mantidas.

Sábado e domingo, contra Rússia e Estados Unidos, às 10h, espero jogos mais apertados.



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo