Anotou a placa, Rússia?



25 a 10. Com direito a placar tão dilatado no segundo set o Brasil atropelou a Rússia, nesta quinta-feira, em Bangkok, na Tailândia, por 3 a 0, garantindo presença na semifinal do Grand Prix.

Numa atuação irrepreensível, a Seleção fez seu melhor jogo na competição. Uma partida com todas as titulares atuando em alto nível, algo que se espera ver novamente nos Jogos Olímpicos. As demais parciais terminaram em 25-22 e 25-21.

José Roberto Guimarães fez apenas uma alteração no time titular que havia batido a Tailândia, na véspera. Léia entrou na vaga de Camila Brait. E jogou demais, dando estabilidade ao passe e aparecendo bem também na defesa, seu principal fundamento. A briga pela vaga de líbero na Rio-2016 segue muito acirrada entre as duas. Com a linha de recepção estável, Dani Lins pôde distribuir bem as bolas no ataque. E quem brilhou nas ações ofensivas foi a oposto Sheilla, que colocou 14 das 22 bolas que recebeu no chão, um aproveitamento de 63%, altíssimo quando se enfrenta o alto time russo.  Foi a maior pontuadora do Brasil e do jogo. E deu a impressão daquela Sheilla decisiva de Londres-2012.

Sheilla e Léia, protagonista na vitória brasileira (FIVB Divulgação)

Sheilla e Léia, protagonista na vitória brasileira (FIVB Divulgação)

Mas o restante do time também apareceu bem na pontuação: Thaisa marcou 13 (quatro no bloqueio), Natália fez 12, Fernanda Garay pontuou dez vezes, com a capitã Fabiana fazendo mais oito. No fim deu para Zé Roberto colocar Jaqueline e Juciely em quadra.

Já a Rússia, tadinha, teve apenas Goncharova com dois dígitos na pontuação: 12. Mas vejam bem: ela recebeu 31 bolas no ataque e colocou apenas dez no chão. Sentiu falta de Kosheleva, oficialmente cortada por lesão nas costas, e de uma linha de passe capaz de receber os saques brasileiros.

Nesta sexta-feira o Brasil folga na rodada. Vai acompanhar de camarote o aguardado Estados Unidos x China. Vitória americana eliminará as asiáticas, que hoje perderam para a Holanda no tie-break, com 31 pontos de Sloetjes. Caso esse resultado realmente aconteça a Seleção terá as holandesas como rivais na semifinal de sábado. Já a Rússia fará o confronto direto pela vaga com a Tailândia, dona da casa que costuma dar muito trabalho no confronto com as europeias.



MaisRecentes

Seleções disputarão amistosos pelo país antes dos Mundiais



Continue Lendo

O adeus do genial genioso Ricardinho



Continue Lendo

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo