Análise fria e consciente dos brasileiros



Giba
“Quando acabou o jogo, o Serginho virou para nós e disse: ‘Não somos máquinas. Os outros também têm condições de vencer’. E é bem por aí. A Rússia mereceu. Em alguns momentos, ganhamos por detalhes, mas desta vez aconteceu o contrário”

Bernardinho
“O titulo foi justo e merecido. A Rússia foi melhor e mereceu vencer. Na final, eles foram superiores a nós no aproveitamento dos contra-ataques. Neste aspecto, foram nove pontos de diferença. O saque forçado deles entrou e, devido à estatura e à capacidade de bloqueio do time, fica difícil jogar contra eles sem o passe próximo à rede. Vamos analisar tudo que fizemos na competição e tentar ver o que fica de lição”

Escadinha
“A Rússia jogou muito bem. Fizeram o jogo que sabem fazer melhor, forçando bastante o saque, e nos criaram muita dificuldade para atacar. Ficamos com menos opções ofensivas e eles aproveitaram para nos marcar melhor. Além disso, o levantador reserva entrou bem e ajudou. Chegamos perto, mas não deu”



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo