Alison/Emanuel e Gibb/Rosenthal conhecem caminho para título mundial



Alison/Emanuel e Gibb/Rosenthal, que disputam o título do Circuito Mundial, seguem vivos no Grand Slam da Polônia, última etapa da temporada.

Terminada a fase de grupos, as parcerias, que seguem invictas, foram sorteadas em lados opostos para os mata-matas. Assim, poderão se cruzar apenas numa hipotética final.

Os brasileiros farão, amanhã, pelas oitavas de final, um confronto caseiro com Ricardo e o jovem Vitor Felipe, que substitui Pedro Cunha, lesionado. Quem passar espera o vencedor Walkenhorst/Matysik (ALE) e Plavins/Smedins, medalhistas de bronze em Londres. Numa provável semifinal, os brazucas poderão duelar com Rogers/Dalhausser (EUA) ou Fijalek/Prudel (POL).

Já Gibb/Rosenthal tiveram sorte e não terão grandes rivais até a semi. Jogarão nas oitavas com os noruegueses Horrem/Eithun. Nas quartas, rival sairá do duelo Fuerbringer/Lucena (EUA) e Losiak/Kantor (POL). Na disputa por vaga na decisão, uma dessas quatro parcerias: Doppler/Horst (AUT), Kadziola/Szalankiewicz (POL), Thiago/Bruno Schmidt (BRA) ou Sidorenko/Dyachenko (KAZ).

Para serem campeões da temporada, Alison e Emanuel precisam terminar à frente dos americanos na etapa.



MaisRecentes

Os duelos da Copa Brasil feminina



Continue Lendo

Lances do clássico Vôlei Nestlé x Sesc



Continue Lendo

Coluna: O maior desafio do Sada/Cruzeiro no Mundial



Continue Lendo