Alguém explica o tie-break de Unilever x Pinheiros?



Pelo Twitter, acompanhei o tie-break de Unilever e Pinheiros/Mackenzie, nesta quinta-feira.

Quando “vi” o time paulista abrir 10 a 7, minimizei a tela e fui pesquisar uma foto do Fluminense para a capa de sexta-feira do LANCE!. Imaginei que a boa diferença de três pontos fosse suficiente para o Pinheiros encerrar a invencibilidade carioca.

Me enganei. Quando voltei ao meu computador, minutos depois, fiquei surpreso com o placar final: 15 a 10.

Surpreso não pela vitória do time de Bernardinho, maior vencedor do país em todos os tempos, que jogava em casa. Mas sim pela marcação de oito pontos seguidos no tie-break. Um feito raríssimo, ainda mais numa partida equilibrada, entre os líderes da Superliga feminina.

Alguém explica a pane do Pinheiros ou a espetacular sequência de pontos da Unilever?

PS – 18 toneladas de água e alimentos serão doadas às vítimas da chuva na Região Serrana. No sábado, às 17 horas, também no Maracanãzinho, Unilever volta à quadra para mais um Jogo da Solidariedade, contra o Sollys/Osasco. Os ingressos custarão R$ 2 mais uma garrafa de água de 1,5 litro ou um quilo de alimento não-perecível. Excelente iniciativa!



  • Atílio

    A explicação é a mesma daquele jogo de volei feminino entre Brasil e Rússia: 24 a 19 para nós e ainda perdemos o jogo: instabilidade emocional, falta de concentração, incapacidade técnica.

    • Gustavo Colorado

      Com todo respeito, vou discordar da incapacidade técnica, pois em ambos os casos, estavam envolvidos atletas do mais alto nível, nos dois times.

      Quanto a instabilidade emocional, concordo plenamente. O fator psicológico é fundamental.

  • VINICIUS AZEVEDO

    meu caro, ou você faz uma coisa ou outra.

    • Daniel Bortoletto

      Diga isso para meu chefe, Vinicius

      • ciro

        rsrsrsr
        chefe eh chefe…rsrsrsr
        mas o menino tem razão tbém….
        se estas atarefado em demasia ta faltando mão de obra no teu setor sou caNDIDATO …RSRSRSD

  • Gabriel Sousa

    Lembrou-me a pane da Wozniachi contra a Na Li na partida de ontem! A chinesa salvou um match point e depois tomou conta do jogo.

  • leonardo delgado

    foi inacreditavel ver o pinheiros perder este set para rio.mas o tie break todo foi de desequilibrio.
    a diferença do pinheiros foi determinada pela excelente começo de set de fabiola e soninha pelo pinheiros e o horrivel quinto set de dani lins ela só enxergava a sheila dentro da quadra.depois a recepção do pinheiros desabou principalmente com ju costa.dani lins resolveu levantar algumas bolas para sua outras colegas e o rio virou sem muito trabalho.
    daniel estava vendo aqui em macae macae x osasco e acompanho todos os jogos pela tv estou cada vez mais preocupado com as levantadoras brasileiras, no momento so me agrada a fabiola mas nao considero titular absoluta.ela precisa de mais experiência com a seleção.

    • Daniel Bortoletto

      situação das levantadoras preocupa mesmo. Zé Roberto que o diga

  • Pingback: Perdeu o melhor do jogo | Ligia VFF()

  • Rodrigo Findlay

    A verdade é que a equipe do Pinheiros tem um bom time, mas não a ponto de estar invicta como estava, o equilíbrio no jogo de ontem se deu pelo fato do Unilever ter errado muito, Regiane e Suelle estavam em dia não muito inspirado, Suelle errando praticamente todos os ataques, e Regiane errava em momentos decisivos dos sets e como o banco do Unilever não é tão qualitativo quanto o time titular, sofreu e só ganhou porque hoje tem a melhor jogadora de vôlei do mundo, não foi a toa que fez 34 pontos, ficou sobrecarregada, Dani Lins forçou muito jogo com ela porque Suelle e Regiane não viravam quase nada. Unilever virou o tie break porque Amanda, que até então estava apagada, entrou no jogo, Fabi mais uma vez deu show e Sheila é sem comentários e contou com a ajuda do descontrole do Pinheiros.

  • Antonio Carlos

    A única explicação é que o Rio de Janeiro tem a melhor do mundo, Shiela, complicou é bola nela sem ver, foi isso o que o Rio de Janeiro fez, principalmente no terceiro e quinto set, enquanto o Pinheiros tem a péssima levantadora Fabíola que acha que sabe jogar mais do que realmente joga.
    Levanta muita bola de costas quando a jogada mais óbvia é a jogadora mais perto dela e o pior de tudo, na minha opinião, NÃO TEM PRECISÃO NOS LEVANTAMENTOS, a maioria das bolas muito baixas, facilitando a vida do bloqueio adversário, comecem a reparar nisso, na altura das levantadas dela, é simplismente ridículo, outro fator determinante nessa “levantadora de seleção” (meu Deus) é que ela recebe muitas bolas na mão e mesmo assim tem essa deficiência técnica.
    O lado emocional eu nem vou falar poois é um terrível mal de todas as jogadoras, exceçao a Sheila.

    • leonardo delgado

      o ultimo mundial de volei mostrou o quanto sr é bairrista ou nao entende do que fala quem foi a levantadora na maioria dos jogos?ou melhor porque dani lins nem entrou na reta final da competição?.se sr tivesse prestado atenção na transmissao teria visto meu idolo bernardinho quase esganando sua levantadora EQUILIBRADA e PRECISA no quinto set implorando por uma bola que não fosse para sheila.tai concordamos com alguma coisa sheila é realmente uma das cinco melhores do mundo.

  • Ismael

    Como assim perdeu o final do jogo? Assim não pode Daniel. Era até então o jogo da Superliga Feminina e o jogo do Fluminense não passava de mais um joguinho sem graça do Carioca.

    Como podemos pedir que o governo e a população valorize os outros esportes além do futebol se nem a nossa imprensa faz isso. enfim…vale a observação não para você, mas mostre isso para o seu chefe.

    Enfim ao meu ver o Rio é um time muito mais limitado do que na temporada passada. A única coisa que segura esse time é o Bernardinho e a Sheilla. E se não fosse a Sheilla jamais esse time consegueria ganhar de alguém. A situação preocupa a seleção somente de for pela sra. Dani Lins. Ela é uma levantadora muito previsível e não faz nada de diferente o jogo todo. Final de set Sheilla, contra ataque Sheilla… Ela já vai para o jogo com a jogada montada.

    Tomar dois pontos seguidos é normal no vôlei e quando o Rio fez 10 a 9 bateu o desespero no Paulo Coco que fez sem explicação alguma uma inversão 5-1 sem sentido. A levantadora Karine é muito fraca e colocar uma atacante fria vindo do banco como a Verônica não rola. Até então ele tinha na rede a Fabíola que estava jogando muito bem, Soninha que veio do banco e tinha virada já 5 bolas no tie e Lia pela saída fundo. Perdeu só nessa inversão duas jogadoras e com as péssimas levantadas para a ponta da Karine, podemos considerar que perdeu três jogadoras.

    Enfim grande jogo e mostrou que o Pinheiros tem mais do que nunca capacidade para chegar na final derrubando ou Osasco ou o Rio.

    • Daniel Bortoletto

      Caro, Ismael
      sou editor geral do LANCE! e faço a capa do jornal diariamente. Quem me dera ser apenas um blogueiro/colunista que pudesse ver apenas os jogos de vôlei.
      obrigado pelos comentários

      • Marcos Valle

        Só um detalhe: não existe “joguinho sem graça” do Fluminense.

        Só por ser um jogo do Fluminense, já será um jogo importante.

  • Só uma pergunta.
    Porque Unilever e não Rio de Janeiro, ou pelo menos Rio de Janeiro / Unilever…… Ou então escreva Sky x Unilever…..

    • Daniel Bortoletto

      pq Rio de Janeiro só é usado pela Globo, que não cita o nome do patrocinador. O time chama-se Unilever, registrado na CBV. Pode consultar os releases da entidade e do próprio time.

  • Lucas

    Incrivel sequência de saques da Dani Lins!

  • Vitor Brasil

    só uma coisa, pq unilever? isso é o patrocinador, o time é rio de janeiro!!
    eu sei que vc torceu contra, mas o rio é difícil de ganhar!!!
    abaraço!

    • Daniel Bortoletto

      Rio de Janeiro é coisa da Globo, que não cita patrocinador. O time era Rexona antes e agora é Unilever. Ou você o chamava de Curitiba?

  • É fácil explicar…em dúvida …pró-cariocas…afinal,mandam no futebol e agora mandam no voley…ficam frustrados quando não sediam algum esporte de ponta…sentem-se menores,como de fato o são,então sentem necessidade de comandar algo,mesmo que seja a liga das escolas de samba,ou o sorteio do jogo do bicho…sabem como é…complexo de inferioridade!!!Saudações Paulistas!

    • Alex Barrios

      Caramba, o comentário mais tosco de todos os tempos. O camarada quer comentar sobre estados, complexo de inferioridade, futebol mas não fala em nenhum momento sobre o jogo! Patético!

  • Wallyson Veras

    Incrível sequnência de saques de Dani Lins, defesas maravilhosas de Fabí e a monstruosa Sheillak é fantástica! Vacilou, perdeu um jogão, o clímax do jogo Daniel!

  • GELBER

    JOVENS EXCLEROSADOS

  • antonio

    A diferença está no banco, com Bernadinho como tecnico, não tem moleza não, com raça e
    determinação todos os times do consagrado técnico tem superado seus adversários.

  • anderson kozama

    Mais como povo émanipulado,vendo uns comentarios de globistas,vejo que nao sabem nada mesmo sobre o nome dos clubes.

    Rio de Janeiro se chama “unilever”..pois quando vai para a televisão a Globo nao fala pois tem uma ridicula politica de omitir o nome real dos times e exige por contrato que o Esporte interativo e a Band tb nao citem o nome real dos times.

    Depois cobram dos atletas em olimpiadas e prestam um desserviço ao voley.

MaisRecentes

Três semifinalistas e um duelo completamente aberto



Continue Lendo

A eterna polêmica do ranking no Brasil



Continue Lendo

Sobrou emoção no sábado de vôlei



Continue Lendo