Ainda “sem Sheilla”, Brasil vence Itália e segue invicto



O Brasil segue invicto no Grand Prix. No jogo mais aguardado até aqui, triunfo sobre a Itália por 3 sets a 1 (25/23, 24/26, 25/18 e 25/18), neste domingo dos pais.

Paula e Mari, com 15 e 14 pontos, respectivamente, foram as maiores pontuadoras do time. Acho que assim das discidências que frequentam esse espaço terão um dia feliz.

O jogo marcou um início bem apagado de Sheilla, substituída por Tandara no segundo set. A oposto titular teve uma atuação melhor no quarto set, mas ainda está longe do ideal. Por sorte, o Brasil ainda não foi realmente testado por uma potência com bloqueio mais alto, situação que exige bem mais de Sheilla.

Apesar dos já conhecidos problemas de passe, a Seleção foi superior à Azzurra, que ainda não está completa no Grand Prix. O Brasil ainda tem mais a mostrar, mas ainda assim segue com 100% de aproveitamento, ao lado da Rússia.

Na próxima semana, o Brasil vai enfrentar mais uma chave com poucas dificuldades: Argentina, Tailândia e Cuba.



  • Afonso (RJ)

    Faz tempo que venho notando essa queda de produção da Sheilla. Parece que está sem convicção. O jogo dela sempre se caracterizou mais pela inteligência que força, mas parece que está faltando precisão no ataque, com muitas bolas para fora ou ineficientes “largadinhas” ou ataques à meia força. Foi boa a substituição pela Tandara, que no início foi solenemente ignorada pela Dani Lins, até que no tempo técnico o Zé reclamou: “se botei é pra jogar”. Então a Dani deu umas 300 bolas seguidas para o nosso Panzer II, que não decepcionou. E por pouco não viramos um segundo set praticamente perdido.

    Depois, sabiamente o Zé voltou para o terceiro set com a Sheilla. Com a Itália meio assustada com a quase reação brasileira, e o Brasil já refeito da cochilada do set anterior, o jogo se tornou até fácil.

    A Dani fez mais uma boa partida. Cometeu alguns erros com levantamentos imprecisos ou algumas cochiladas na distribuição das jogadas, mas no geral foi bem. E para sermos justos, fez até alguns levantamentos geniais. Um que me lembro, foi uma bola rápida de meio em contrataque com passe B, e outro foi de costas para a saída de rede com a Fabiana, que surpreendeu a todos.

    Acho que a Fabi também está jogando aquém do que sabe/pode, apesar de não estar comprometendo.

    Quanto às ponteiras, o Zé está bem servido. Esse quase revezamento Mari, Paula, Garay e agora Natália, aparentemente recuperada, tem se mostrado produtivo.

    Surpresa total a derrota dos Estados Unidos para a Sérvia. O que será que houve? Superação das jogadoras do país balcânico, ou cochilo americano? Ou ambos?

    Próximo fim de semana, jogos teoricamente fáceis. Mas daqui pra frente, acabou a moleza do horário. Jogos só de madrugada. Haja café. Espero que o SporTv passe VTs completos em horário mais cmpatível com seres humanos normais. E falando em TV, êta transmissãozinha chimfrim essa da TV Casaque…

    • Paulo

      Quem vem acompanhando de perto o Grand prix sabe que não foi surpresa a vitória da Sérvia. Elas perderam de 3-2 o primeiro jogo. Com a ascensão da Malagurski, a melhora significativa da Brakocevic nas mãos da Lang Ping, a Maja voltando a jogar bem, a seleção Sérvia volta a figurar entre as melhores do mundo. Como estava em 06/07. A oposta da Sérvia (Brakocevic) tem 23 anos e 1,96, a ponta e maior pontuadora (Malagurski) 1,93 e 20 anos, a Ognjenovic é uma das melhores levantadoras da atualidade… ou seja, tem bons valores, um estilo de jogo parecido com Brasil e Itália, jogadoras altas… Vai brigar de igual para igual com Itália e Rússia no europeu.

  • Luciano

    Dois passes que a Fernanda Garay fez, valeu todos os pontos da Mari, incrível como ela não faz a função de passe direito, dá medo quando a bola vai na direção dela. Duvido que se ela tivesse 1,80 de altura passaria por bloqueio, pois não saltar ela salta mais, parece a Regiane.. Mais de qualquer forma, a Dani Lins tb aoscila muito..
    Falta ae mais ritmo de jogo, sei até 2016 agente encontra.. blz

    • Paulo

      Eu queria que Mari fizesse a louca e deixasse a seleção. Queria ver todos esses haters enlouquecendo com Garay, Jaque, Paula… E mais, queria ver quem seria a culpada para ZRG quando o Brasil estivesse mal. Vi muita gente que xoxava a Mari chorando no Mundial. MUITA. Eu? Eu achei graça. Não é possível alguém em sã consciência, com conhecimento sobre vôlei, questionar a titularidade da Mari. Sério. Mari seria titular em quase todas as grandes seleções do mundo. Aqui, ah, Natália diamante bruto, Cháque, MVPaula, Dayse, Regiane… são melhores.

    • Diogo Márcio

      Garay entrou mas não pontou, isso também ocorreu com a Tandara. Zé precisou da uma bronca na Dani, para ela começa a jogar a Tandara. Só pq é reserva não mereçe bola? ¬¬’

  • Ana

    Sheilla não fez UM mísero jogo bom nessa temporada pela seleção. UM. Mas ela é muito boa para os comentaristas e narradores reconhecerem isso. Parece uma ofensa. É ridículo a discrepância com que Zé Roberto trata as jogadoras. Sheilla errou tudo que podia e não podia hoje. tandara entrou, fez SETE pontos, virou tudo e ainda assim Sheilla voltou no outro set. Que amor todo é esse?

    Paula e Mari pecaram muito na recepção, mas como digo desde o início, isso é normal. Elas só vão atenuar essas deficiências no auge da preparação, na Copa do Mundo. Quer dizer, espero que sim. As duas também pecaram no ataque (levaram blocks, erraram ataques), mas no geral foram bem.

    mais uma vez: o que FABI faz na seleção? MARI e PAULA entram na frente da líbero para passar. Isso é o cúmulo. Ela acha que defender umas bolinhas na diagonal e gritar VAAAAAAAAAAi é ser líbero? A líbero da Argentina é melhor que a Fabi. E os tapados da imprensa insistem no “gênio da posição”. Isso é uma afronta.

    Sobre a Itália, fez um bom jogo. O que matou foi a recepção da (ótima) Del Core. Está visivelmente sem ritmo de jogo. Costagrande é ótima, mas se não emagrecer del Core e Piccinini não vão deixar nem ela entrar no europeu. Para quem diz que a Itália está acabada pós_lobres sem Picci, Lo Bianco e Cardullo, eu acho que Rondon, Ortolani, merlo… vão segurar muito bem a seleção.

  • Vilma

    Acho q o jogo de hoje foi o que mais valeu pra seleção no gran prix, jogando com um time que chega mais proximo do nivel da nossa seleção.O passe preocupa mas como no comentario acima ainda acho q elas vão melhorar pois estão no começo da preparação.E não se esquecem que a mari ficou parada seis meses o joelho ainda não esta 100% fazer flexão do joelho para quem fez uma cirugia de ruptura de ligamento demora muito para se recuperar e ainda assim ela ta melhor no passe do que fabi e na minha opinião atacando e bloqueando melhor do que paula.

  • Adriano

    Comentários sem ter assistido o jogo, vale? Aí vão meus pitacos, então:

    1)Já assisti jogos ruins da Sheila. Ela não é máquina. Mas considero um baita exagero dizer que ela não fez UM jogo bom na seleção essa temporada. Não é verdade. É uma jogadora estupenda. Se o Brasil conseguiu bater uma seleção forte sem contar com boa atuação dela, é sinal de que não foi suficientemente incomodado. Tandara é uma excelente promessa (em termos de seleção) e está aproveitando muito bem a oportunidade de substituir a Joycinha. Por enquanto, é isso.

    2)A Paula parece que está sendo uma das jogadoras mais regulares do time esse ano. Que bom, isso. Eu sempre preferi ela à Jaque (a despeito do passe e saque fracos), mas depois de algumas temporadas ruins, me pareceu que ela não tinha mais condições. Vamos ver se mantém o ritmo. Quanto à Mari, acho que o pessoal pega demais no pé dela. Ela nunca será uma exímia passadora, mas tem condições de ter um rendimento satisfatório nesse fundamento. Compará-la à Regiane (seja em qualquer grau de comparação que for) é triste. Dêem uma chance pra ela engrenar esse ano, a Mari já sofreu muito com problemas físicos durante a carreira. Ela vai pegando o ritmo aos poucos. Em 2008, ela também não começou a temporada 100%.

    3)A Fabi não é gênio. A Fabi não é a melhor líbero do mundo. Mas não acredito que seja pior que a líbero da Argentina. E acho que é, ainda, a melhor opção de líbero que temos. Acho que ela teve um período ruim, há uns 2 anos atrás, em que realmente estava inferior à Brait. Hoje em dia, apesar de gostar muito da Brait, ainda acho a Fabi a melhor líbero do time. Não dá pra levar a sério as besteiras que os caras bradam nas transmissões.

    4)Muito curioso em relação à Lins. Li tanto críticas quanto elogios a ela. Acredito (muito otimista, eu sei) que dessa vez, ela engrena. Vamos torcer pra que isso aconteça.

  • Thiago Vitor

    não gostei da atuação da Dani Lins hoje acho que ela não é levantadora da seleção faz tempo. Fernanda Garay tem mostrado uma grande evolução e regularidade, não me supreenderia se ela for titular nas olimpiadas.

  • Mauricio

    Tem duas baboseiras que eu não aguento mais ouvir nas transmissões da seleção feminina do Sportv: 1) Dani Lins é uma atleta que precisa de experiência e 2) A líbero Fabi é a melhor do mundo.

    Há tempos que a Dani Lins tenta, mas tenta se firmar como titular na seleção. Mas não sei o que acontece… ela parece que entra no automático quando leva uma chamada. Zé diz: “manda para a Tandara!”. Aí ela vai e levanta quase 10 bolas seguidas para a coitada da oposta que entrou para substituir a Sheila. Ok, a Tandara entrou matando, surpreendendo as italianas, mas era a Tandara, de 22 anos, sendo colocado numa fogueira! Bola na saida, 3 metros, bola ruim, e a Tandara que se vire!

    Torço pela Dani Lins, e acho que todo mundo que torce pelo vôlei quer que alguma dessas menina (Dani Lins, Fabíola ou Ana Tiemi) assumam o cérebro da equipe. Mas hoje vi que ainda falta muito para a Dani Lins ser craque, porque levantador precisa ser inteligente, enxergar as condições das suas companheiras e também das adversárias…

    Técnica a Dani Lins tem de sobra, as vezes me lembra a Fernanda Venturini levantando, mas não sei o que acontece com a sua cabeça. Parece que voa, insiste nos erros, sobrecarrega uma ou outra jogadora.

    Experiência, bagagem, tempo de seleção, chances, ela já teve muito, Sr. Marcos Freitas! A pergunta é: até quando temos que esperar?

  • Ismael

    Dani Lins não tem cabeça para jogar. Levantador tem que ter alma própria e não somente depender do técnico! Quando o Zé fez o comentário da Tandara ela se mostrou fraca em raciocinio !

    Mais uma boa atuação da PP e da Thaisa !

  • Diogo Márcio

    Todo mundo só fala da Tandara e Sheilla. Esqueçeram da Thaisa, que jogou muito! Arriscou em um bloqueio simples e conseguiu fechar o 1° set. É fez que toda brasileira deveria fazer, gritar para para o ginásio ouvir (exagero >.<), quando bloqueou a Ortolani no 4° set!

  • Jairo (RJ)

    É Daniel, lembra do post que vc falou para mim? Será que já é hora?
    As opiniões, é todos nós torcedores temos direito ao “pitaco” estão bem distribuídas. Lendo os comentários, chego a conclusão que nesse time só tem uma unanimidade: Thaísa, que não mereceu nenhum comentário. Aê Thaisa!!!!

    A questão que deixo pra vc é: é melhor ter a Sheilla virando todas as bolas e fazendo 30 pontos numa partida ou ter uma distribuição homogênea onde todas as atacantes pontuam, como o Brasil está procurando fazer?

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo