Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



A partida entre Sesi e Sesc, neste sábado, às 20h, no ginásio da Vila Leopoldina, marcará o retorno do ponta Murilo ao vôlei.

Após oito meses afastado das quadras para se defender de um caso de doping, o campeão mundial poderá ser utilizado pelo técnico Rubinho na última rodada do primeiro turno da Superliga.

– Não preciso nem dizer que ficar de fora foi muito difícil, foram oito meses bem complicados, mas que graças a Deus ficaram para trás. Ter voltado aos treinos me ajudou bastante, ocupou minha cabeça e me deu o objetivo de voltar a jogar. Estou bastante ansioso. Essa semana está sendo diferente, o jogo está cada dia mais próximo.

A volta de Murilo ao vôlei marcará também um novo marco na carreira. O ponta passará a atuar como líbero.

Murilo vai estrear na temporada (Divulgação)

– A mudança de posição não está sendo fácil. Antigamente muitos ponteiros foram improvisados de líbero assim que a função foi criada, mas hoje isso não é mais normal, os líberos já vêm formados da base nessa posição. Estou tendo um pouco de dificuldade é claro, isso requer bastante treinamento, bastante dedicação. Eu ainda não tive o tempo necessário para estar 100% na função, mas o que vale é a vontade de provar, retribuir e ajudar o time. Superação é a palavra certa. Mesmo não estando no preparo ideal, darei meu máximo para ajudar o grupo – comentou ele, que terá Pureza como “concorrente” pela vaga.

Sobre o jogo, Murilo espera ainda mais dificuldades. O vice-líder Sesc pode terminar como campeão do turno em caso de vitória, já que está dois pontos atrás do Sada/Cruzeiro (30 a 28). O Sesi, por sua vez, está em quarto lugar (21 pontos) e busca se aproximar dos líderes. Ele ainda reencontrará o técnico Giovane Gávio.

– O confronto contra o Sesc tem muitos ingredientes. O fato deles terem vencido a Superliga B e investirem bastante para disputar essa temporada já demonstra a força. O time está bem treinado e brigando no topo da tabela pela liderança sob o comando do Giovane. Ele começou o projeto aqui no Sesi-SP e eu estava aqui junto com ele desde o primeiro ano, fomos campeões juntos. Hoje estamos em lados opostos, mas o respeito e a amizade continuam. Acho que ele está fazendo um grande trabalho lá no Sesc. Amanhã tem tudo para ser um excelente jogo, uma partida de alto nível para os jogadores em quadra e para a torcida – finalizou.

 

 



MaisRecentes

Unir concorrentes mostra o tamanho de Rodrigo Rodrigues



Continue Lendo

O indispensável fair play precisa evoluir



Continue Lendo

Sesc RJ Flamengo acerta ao apostar na formação



Continue Lendo