Adeus honroso do instável Brasil no Mundial Juvenil



Na sua despedida do Mundial Juvenil masculino, a Seleção Brasileira repetiu a instabilidade mostrada em toda a competição, mas venceu o Irã, no tie-break, com parciais de 25-22, 20-25, 19-25, 25-22, 15-10, garantindo o quinto lugar, no Maracanãzinho.

O oposto Luan Weber, com 29 pontos, liderou o Brasil, seguido pelo ponta Lucarelli, com 17. O jogador do Vivo/Minas foi o atleta mais regular do time durante o torneio.  É bom prestar atenção nele na próxima Superliga. O central e capitão Otávio, que também defende os mineiros, e por pouco não perdeu o Mundial por lesão, é outro que merece ser visto de perto.

Logicamente, o quinto lugar não merece comemoração, já que a Seleção defendia o título e existia a expectativa de, ao menos, brigar por uma medalha em casa. Vale como alerta, mas não como caça às bruxas. Existem gerações melhores do que outras. Ponto final. Existem também países que durante um ciclo evoluem na categoria, caso específico da Argentina. E segue o jogo.



MaisRecentes

Um dia após adeus de Dante, chega a vez de André Nascimento parar



Continue Lendo

Chegou a hora de conhecer o campeão da Superliga



Continue Lendo

Personalidades do vôlei se despedem de Dante



Continue Lendo