A surpreendente transferência de Giba para a Argentina



Fui obrigado a me afastar alguns dias do vôlei e, consequentemente, do blog. No retorno, uma notícia bombástica.

Giba deixa o vôlei brasileiro e vai atuar na próxima temporada pelo Bolívar.

O time argentino, para quem não conhece, é sustentado pelo apresentador de TV, empresário da mídia e jornalista Marcelo Tinelli.

Foto do Twitter

E ele não tem poupado dólares para montar seus times nos últimos dez anos, mas nunca tinha feito uma contratação deste porte. Na semana passada, o Bolívar havia anunciado a contratação de Dennis, atacante cubano naturalizado italiano.

Vale citar também que a Olympikus, que tem Giba como um dos seus principais garotos-propaganda nos últimos tempos, é a fornecedora oficial de material esportivo do time argentino.

O projeto começou em 2002, com o time sendo dirigido por Daniel Castellani. Depois de quatro anos, assumiu Javier Weber, atual comandante. Por lá passaram quase todos os jogadores que atualmente formam a base da seleção argentina. Tinelli, inclusive, é um dos patrocinadores da seleção.

O levantador William, atual campeão nacional pelo Sada/Cruzeiro, e o oposto Wallace, ex-Sesi, foram dois brasileiros que brilharam no Bolívar anos atrás. Por lá também jogaram Badá e Pezão.

E não se espantem. Tinelli está disposto a gastar ainda mais.

 

 



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo