A surpreendente Copa do Mundo termina de forma surpreendente



A Copa do Mundo feminina de 2011, definitivamente, não seguiu os padrões de normalidade e derrubou 99,9% dos palpiteiros de plantão.

Sobre a campanha irregular da Seleção Brasileira vocês já se cansaram de ler e comentar.  O último suspiro, hoje, contra a República Dominicana, não deixou de ser surpreendente também. Quase todos os comentários neste blog eram: vai ser dureza, pedreira, o time corre o risco de perder outra, De La Cruz vai deitar e rolar… E deu 3 a 0 para o Brasil, com direito a 25 a 10 no segundo set. Se a última impressão é a que fica, podemos pensar num 2012 melhor para as atuais campeãs olímpicas. Mas a lista de tarefas para recuperar técnica, tática e emocionalmente a equipe é extensa.

Quem deve estar lamentando muito é a Argentina. Ela mesmo. Sem a vaga olímpica via Copa do Mundo, o Brasil terá de disputar a seletiva da América do Sul. Vai se garantir em Londres-2012 com um pé nas costas, tirando a única chance real que as hermanas tinham de jogar a Olimpíada de Londres. E nosso continente não terá dois representantes na terra da rainha.

Surpresa daquelas também é a conquista do bicampeonato pela Itália. Um time que chegou desacreditado por recentes resultados ruins e pelas baixas por contusão/opção. Vou publicar depois uma análise do jornalista Luca Muzzioli, do site Volleyball. it, sobre a incrível campanha da Azzurra. Campanha que tinha tudo, ao menos em tese, para ser finalizada com o vice-campeonato. Após a derrota para os Estados Unidos, na penúltima rodada, a Itália caiu para o segundo lugar e ficou nas mãos do Japão. E não é que o eliminado time da casa, na partida que fechou a Copa do Mundo, faz um implacável 3 a 0 no ótimo time americano e dá o título para as italianas? Zebra daquelas, acreditem.

Já a Sérvia, então queridinha da crítica antes da Copa, mostrou que possui um time titular forte, mas vira comum sem algumas de suas estrelas. De candidata a um lugar no pódio (eu acreditava!!!), fez figuração. Se conseguir recuperar fisicamente as principais atletas, voltará a dar trabalho.

Por fim, é bom citar a classificação da China para a Olimpíada. Depois da decepcionante campanha em Pequim-2008, a seleção, que foi top durante o ciclo olímpico anterior, passou por uma metamorfose, deixou de frequentar pódios e virou incógnita. Na Copa do Mundo, voltou a se colocar entre as melhores. Olho aberto com elas!

Esqueci de algo?

 

 

 



  • Marcelo

    Sinceramente, eu me decepcionei tanto com o Brasil, como com os EUA, tinham tudo para bater o Japão e acabou levando um 3X0 daqueles, a Hooker não conseguia virar as bolas, na verdade ninguem do time conseguir virar né, a Haneef – Park entrou, pois botou no chão as primeiras bolas que recebeu, depois disso, ou era toco, ou bolas defendidas pelas as niponicas(ganharam na defesa…)

    Agora mudando de assunto, será que vai pintar algumas outras estrangeiras na nossa Superliga???
    E o Paulista, quem irá para a Final, uma eu já sei, eu acredito que o Volei Futuro não terá tanto trabalho para passar pelo Bmg/São Bernardo, agora Sollys e Sesi, será jogões ein… Mais enfim, não vou me comprometer muito, porque a Copa do Mundo me surpreendeu e muitooo…kkkk

    • Diogo (Oz)

      Sorte do VF que a Carrilo não vai jogar as semi, pois com ela em quadra o BMG/SB levou o caneco do Jogos Abertos encima do VF.

  • Diogo (Oz)

    Acho que esqueceu citar sobre: Alemanha e Adenízia. Alemanha foi uma grande surpresa, pois teve uma péssima atuação no GP, com entrada da Grun trouxe experiencia a um time tão jovem. Adenízia mostrou para as centrais titulares, que elas não ver ter vida fácil, terão que voltar jogar muito, pois as reservas tão com fome de bola, entrou no lugar da Thaisa e saiu como MVP.

    – Concordo com a colocação sobre Sérvia, que até perdeu um set para o Quênia;
    – R. Dominicana surpreendeu vencendo Sérvia e Alemanha;
    – EUA teve o titulo na mão e perdeu no final para o time japonês.

    “Inacreditavel Volei Clube” outro nome que poderia dar ao título do post.
    Brasil sem CM e Mundial / EUA sem CM, Mundial e Olimpíadas.

  • sandra souza

    Realmente muito surpreendente tudo isso. Que bom que o Brasil venceu bem e espero que elas tenham iniciado hoje nossa caminhada rumo ao bi olímpico. Agora é torcer para que o retrospecto seja como em 2007 quando tbm perderam na copa do mundo de forma vergonhosa para Itália ( que tbm foi campeã) por 3×0 e em 2008 simplesmente jogaram o melhor do vôlei desde o GP. É torcer pra que a história se repita, porque nada vem fácil pra esse time. É imprescionante como elas sempre precisam se superar pra conseguir as glórias. Talvez por isso eu tenha tanto orgulho e sempre estarei ao lado delas ganhando ou perdendo porque acima de tudo elas formam um time de guerreiras, que sabem se reerguer mesmo quando tudo (principalmente os críticos) estão contra. Mas certamente com toda essa alternância e irregularidades demonstradas pelas seleções na copa do mundo, essas olimpíadas serão uma verdadeira pedreira.

  • Vilma

    Daniel
    Gostaria de saber se a algum desentendimento do zé com a mari ou se ela esta mesmo com o problema no abdomem, estão falndo por ai q ela está fora da seleção pras proximas convocações mesmo se estiver em melhor fase.
    Gostaria muito de saber se puder me exclarecer.Desde de ja agradeço

  • Afonso (RJ)

    A Itália não me surpreende tanto. Tem um campeonato nacional fortíssimo, e me parece que a ausência de algumas jogadoras talvez tenha sido até benéfico à seleção. Acompanhei o juvenil, vencido com folga pela Itália e o que vi me deixou “preocupado”. Além da Caterina Bosetti, tinha a Valentina Diouf, que era a atleta mais alta da competição (2,02m) e que desequilibrou.

    As americanas, são indubitavelmente excelentes, mas acho que um pouco superestimadas pela tendência de sempre olharmos com excessiva admiração tudo que vem do Tio Sam (especialmente o técnico, que muita gente não cansa de “endeusar”). Afinal, nem tem uma liga nacional.

    As chinesas, formam um time forte. Talvez forte até demais. Acho várias jogadoras grandalhonas e lentas. Sinceramente não as vejo no topo. Tanto é que, mesmo com dificuldade, as brasileiras ganharam delas nessa competição.

    De resto, as japonesas com aquele jogo enjoado de defender tudo, uma levantadora que só falta fazer chover, mas que sempre morre na praia. Pode ser que em me engane, mas as Sérvias definitivamente não vieram para ficar, e as alemãs poderiam ter rendido um pouco mais. Teem time para isso.

    Mas a grande ausência foram as russas. Nunca podemos subestimá-las. O que estarão “tramando”????

    • Diogo (Oz)

      Sobre o Mundial Juvenil eu também acompanhei e discordo quando você diz que elas ganharam com folga, elas tiveram uma derrota e na final o jogo foi para o tie-break (que foram jogos contra o Brasil). Acho a Diouf ‘desengonçada’ no ataque, tanto é que o Barbolini nem a convocou.

      Se a Rússia tivesse, o primeiro jogo do Brasil seria contra elas #Fato

      • Afonso (RJ)

        Sua informação não está totalmente correta. Realmente a Itália perdeu para o Brasil de 3×1 na estréia dos dois time na competição. Daí para a frente as italianas subiram de produção e ganharam todas as outras partidas de 3×0 ou 3×1, inclusive a final contra o Brasil (3×1). Não jogaram nenhum tie-break a competição inteira. Respeito sua opinião, mas eu considero isso ganhar com folga.

        A Diouf ainda é muito jovem. Como a maioria das atletas jovens e muito altas, pode dar a impressão de “desengonçada”. Pode ser que “não vingue”, mas é inegável que é uma promessa. Ficou como segunda pontuadora e segunda atacante na competição.

  • Marcello Souza

    Fabi melhor passadora, fala serio!!!!

  • Álvaro Médio

    Eu estou profundamente decepcionado com a Seleção Feminina de Vôlei. Tudo foi péssimo (terminar em 5º, perder pra Itália, perder “de novo” pros EUA, perder!? pro Japão, não conseguir se classificar), mas o pior de tudo foi ver o Brasil jogando sem alegria, sem vibração e sem talento.
    É um campeonato que eu quero esquecer!

    Abraço a todos!

  • Diogo

    Para min o pior campeonato dos ultimos anos,
    como a Italia pode ganhar alguma coisa…

    Decepção:BRASIL e SÉVIA
    Surpresa:CHINA e ITALIA
    Normal:USA,JAPÂO,ARGENTINA E QUENIA

MaisRecentes

A velocidade do Sesc, com Thiaguinho, impressiona



Continue Lendo

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo