A Superliga feminina saindo da mesmice



Não me lembro de uma rodada da Superliga feminina nos últimos anos com dois favoritos sendo derrotados no mesmo dia. Minha memória pode até me trair, mas arrisco a dizer que o 28/10/2013 é histórico.

Fico tentando imaginar quais as sensações experimentadas pelas garotas do Rio do Sul na vitória sobre a Unilever, atual campeã e bicho-papão da competição em todos os tempos. Sabe aquele discurso de que “passou um filme pela minha cabeça”? Pode parecer um grande clichê, mas neste caso não é. Já pararam para refletir que a cidade catarinense enfrentou tragédias naturais nos últimos anos? Desgraça, pessoas desabrigadas, cidade destruída, mortes… E ontem o esporte deu uma alegria gigantesca para uma comunidade que sofreu bastante nos últimos anos.

Talvez essa seja a maior graça do esporte. Um pequeno conseguir derrubar um gigante. O orçamento do dinheiro contado superando os milhões de reais de um projeto grande (vencedor e exemplar também, diga-se de passagem).

Noite em claro, festa, sensação do dever cumprido… Os fatos e as sensações se misturam quando um fenômeno assim acontece. E isso é bom demais para o vôlei.

Em escala um pouco menor, o Pinheiros saiu de 0 x 2 para vencer o líder Vôlei Amil no tie-break. Outro resultado surpreendente. Escrevi sobre o time da capital na minha coluna de domingo, citando as vitórias sobre Sesi e Banana Boat/Praia Clube. Uma tabela até certo ponto ingrata e que o Pinheiros supera com louvor e mostrando aos favoritos que irá dar muito trabalho na Superliga.

E vou além: são jogos assim que me fazem ter vontade de acompanhar a competição mais de perto de novo. Admito que a regra dos 21 pontos e os buracos na tabelas estavam me afastando deste início da Superliga. Que novos jogaços, zebras e grandes espetáculos virem rotina na temporada!



MaisRecentes

Em dia de justa homenagem por ouro em Pequim, Brasil perde a quarta seguida



Continue Lendo

Coluna: Uma semana estranha para o vôlei brasileiro



Continue Lendo

São Bernardo desiste do Paulista. Alerta ligado na Superliga



Continue Lendo