A situação de Mão



O ponta Mão não foi dispensado pelo Sesi para a chegada de Maurício Borges, como algumas pessoas escreveram nos comentários aqui no blog ou me perguntaram no Twitter.

O fato é que o jogador não foi relacionado para o duelo com o Funvic/Taubaté, situação que permite que ele ainda possa se transferir para outro clube.

Neste caso, segundo o blog apurou, Mão tem  opção de se desligar do Sesi sem pagamento de multa rescisória.

Uma situação bem honesta de ambos os lados. Caso a dispensa tivesse ocorrido, como respondi para um leitor no post anterior, seria uma decisão do clube. E eu não acho que seria certa, caso não houvesse uma justa causa. Simplesmente aconteceria pelo julgamento técnico de que Mão não iria substituir Murilo como o Sesi esperava, algo que os dirigentes e comissão técnica acreditam que Maurício fará.

E segue o jogo!

PS: Atualizando as informações na manhã desta quinta. Mão entrou em quadra na derrota de ontem para o Funvic/Taubaté.

 



  • klaus

    Obrigado Daniel por ser sempre solícito e esclarecer nossas dúvidas.Agora li a notícia verdadeira.

  • Juliano

    Ou seja, foi convidado a se retirar.
    Pelo menos há possibilidade de jogar por outro clube. Fará muita diferença em outros clubes, poderá definitivamente crescer.

    Sesi é péssimo com jogadores naquela fase intermediária (migração do juvenil para o profissional). Só quer título, então deixa os garotos no banco e só os coloca para jogar em situações em que sequer os mais desenvolvidos tecnicamente conseguem resolver. Daí a derrota fica nas costas destes garotos, como fossem os verdadeiros culpados.

    O oposto Renan foi completamente engolido pelo Evandro quando estava no Sesi. Só entrou no aperto e não tinha confiança do levantador. Mas, se alguém for olhar o desempenho dele neste ano no Ravenna, time em que joga como titular, vai se surpreender. Sempre o maior pontuador e com índices muito bons de virada de bola (50% para cima). No último jogo, em que o Ravenna perdeu para o atual campeão da Liga Italiana, o Renan jogou sozinho, tendo desempenho de 60%, enquanto os demais colegas, alguns titulares de seleções pelo mundo, só decepcionaram.

    A gente só está vendo o potencial do outro garoto, o Douglas, porque Murilo está de molho. Se estivesse bem, nem se saberia quem é o garoto. Para mim, reserva não é só na hora de um jogador se machucar, mas também para não forçar demais o elenco. O Brasil não parece ter uma cultura de dar ritmo e confiança para o banco. Nesta parte a gente perde muito.

    Apesar de eu achar péssimo o Sesi com o jogador desta fase intermediária, não dá para dizer que o jogador também tem culpa. Tem que fazer igual a Mara no São Caetano, que deixou o banco do Unilever. Fazer igual ao Renan que investiu na Liga Italiana para crescer. Sabe o que o agente dele conversou para fechar o negócio? O garoto tem que jogar como titular para crescer e servir à seleção brasileira.

    O mineiro é outro que saiu do banco. Entrou para o São José para jogar. Outros mais estão até na Liga B. Apesar de achar péssima a falta de rodagem do banco, talvez mais por tradição, o jogador tem que se sacrificar em prol da carreira. Quem aqui não acredita que a Rosamaria vai engolir a Sheila daqui uns anos, por exemplo? Tudo porque decidiu jogar como titular em time com modesto rendimento.

    É a vida que se segue. Desejo sucesso ao Tiago. Que ele cresça muito em outro clube. Prove que tem muito a evoluir. Faça isto jogando, e não num banco de um time estrelado.

    • Lucas

      Desculpa, mas o que você falou não é bem a verdade. O Renan foi contratado para ser a inversão do Evandro. Isso era sabido e bastante normal. E como era canhoto, poderia ser usado numa situação de jogo diferente, como foi diversas vezes. Muito mais experiente, o Evandro era o titular. Renan não entrou “no aperto”. Era o reserva imediato e entrou quando Evandro se machucou.

      O Douglas foi contratado exatamente para crescer ao lado de Murilo e Lucarelli. Eram dois adultos e dois jovens – Mão e Douglas. Com o Maurício, fica uma vaga a menos, mas que provavelmente será do Douglas.

      E o Sesi hoje tem Thiaguinho, Aracajú, Douglas, Mão e Fábio, todos jovens e sempre compondo o banco. Ontem, contra Taubaté, Rogério, experiente, nem foi relacionado e quem jogou foi Aracaju.

      O Sesi tem dois times de base que disputam a Superliga B e cede a cada ano diversos jogadores para a Seleção Brasileira das categorias inferiores. E esse ano tem muito mais garoto no time do que adulto. Principalmente se comparar com o ano passado.

      Então calma com as palavras.

      Abs

      • Juliano

        Como não? Renan entrou na final da Copa do Brasil e nos playoffs, quando Evandro se machucou. Colocaram o menino para jogar nos momentos mais decisivos. Não deram a bagagem durante toda a Superliga. Daí, o Evandro se machuca e sobra tudo para o garoto que sequer jogou um jogo completo durante a fase de classificação.

        Do caso do Aracajú é meio óbvio. Para mim, está melhor que Rogério e Riad no ataque neste começo.

        As inversões até acontecem de vez em quando, mas ponteiros e centrais a troca não costuma acontecer. Ano passado, Rogério jogou algumas partidas do paulista, depois virou banco eterno de Sidão e Lucão, sem qualquer revesamento.

        É isto que falta.

        Não critiquei a fase da base. Mas sim quando o time B sobe para o A, principalmente nas funções de ponteiros e centrais, nas quais não há a inversão. Eles não jogam, simplesmente assim. Contra o adversário mais fraco, têm que jogar. Tem que revesar, é disto que estou falando. Colocar o jogador para jogar durante a competição, e não só quando um jogador se machuca na parte mais importante do campeonato.

        Foi a mesma falha que acabou com a seleção feminina e masculina este ano nos mundiais. Bernadinho e Zé Roberto tinham banco; agora, banco com ritmo e confiante para entrar, não. E por que isto? Não jogaram, simplesmente.

        • Lucas

          O Renan jogou diversos jogos da Superliga, principalmente no primeiro turno, quando o Evandro chegou a ser barrado por passar um mau momento. E ele era o reserva. Se o titular se machucasse, era ele quem entraria. Além disso, Renan não era nada garoto. Tinha alguns anos de bagagem de Superliga como oposto do São Bernardo e também, em 2013, foi convocado para a seleção principal. Se não vingou e se livrou da pecha de “eterna promessa”, é outro papo.

          E sobre revezamento, você citou o Rogério, que foi o central do time contra o Cruzeiro, lá em contagem, quando Sidão foi poupado para descansar, por exemplo, sem lesão alguma. Não era um adversário frágil. Rogério jogou várias partidas da SL, entrando nos jogos para fortalecer bloqueio e sacar. Sempre em momentos específicos. Era para isso que ele tava lá, como terceiro central.

          Sobre subir, o ponto é que o Sesi sempre primou por ter centrais fortes e ponteiros de primeira linha. Sidão + Vini, Sidão + Rodrigão, Sidão + Éder, Sidão + Lucão. Fica difícil mesmo para a base, sendo que no Paulista era só garotada que jogava. E os ponteiros, o mesmo caso. Murilo sempre fez dupla com nomes mais fortes, como Japa, Cléber, Lucarelli… Opção dos técnicos….

  • Caio

    Mas o Mão jogou ontem contra o Taubaté, ele entrou no primeiro set.

  • Edu

    Por mais que se tenha desconfiança quanto a certas informações daquele ex-blogueiro, por hora, acho que sim houve um pressionada do Sesi em rescindir com o jogador para usar o seu salário para bancar ,em parte, a contratação do Mauricio.Não foi digno, caso se comprove a veracidade e é quase presumível que o próprio jogador tenha vazado a situação para se resguardar.Como a repercussão foi a pior possível e o presidente daquela entidade já e antecipadamente candidato a prefeitura de SP fica a situação de reverterem na surdina o que já havia sido decidido.Relacionaram até mesmo o jogador ontem e o colocaram para jogar um pouco, na minha opinião, de forma proposital para “desmentir” a informação.Uma certeza que já pode se registrar 😮 jogador não fica definitivamente no Sesi na próxima temporada.

  • Luiz

    Se entrou pra jogar se ferrou e ferraram ele, pois agora não pode defender nenhum time da superliga. Burro

    • Billy

      Opinião BOBOCA vindo de uma pessoa idem e que não entende nada de regras do vôlei.Vai se informar melhor seu boboca.

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo