A situação de Leal



Senhoras e senhores, atendendo aos insistentes pedidos, volto ao assunto Leal na Seleção Brasileira.

Desde a publicação deste post (Leal e Leon na Rio-2016?), muita gente tem me perguntado sobre uma mudança no cenário, com a possibilidade de o jogador do Sada/Cruzeiro, que agora é oficialmente naturalizado brasileiro, defender o Brasil na Rio-2016.

E volto a repetir: a chance é zero.

Leal já conseguiu a naturalização brasileira (Divulgação)

Leal já conseguiu a naturalização brasileira (Divulgação)

A última informação saiu da boca do próprio Leal, em uma entrevista ao Jornal Hoje em Dia, de Belo Horizonte, que esperava o resultado de uma reunião no próximo domingo, na Federação Internacional, na Suíça. E assim alimentou novamente esperanças.

Entrei em contato com a assessoria da entidade, que negou uma reunião sobre o assunto no fim de semana. Ela ainda deu a seguinte resposta para quem ainda cogitava vê-lo na Rio-2016: o regulamento da FIVB prevê que, a partir da entrada da documentação na entidade, o jogador espere dois anos para defender um outro país.

Para o Brasil é uma pena não poder contar com um jogador deste quilate na próxima Olimpíada. É o melhor jogador em atividade no país, atua numa posição carente e certamente poderia fazer muito a diferença, mudando até o Brasil de patamar na briga pelas medalhas.

 



  • Billy

    É uma pena mesmo que o Leal não poderá jogar de imediato pela seleção.Terá mesmo que aguardar o prazo estipulado pela FIVB(a regra é igual prá todos).Quem deve ter gostado(embora não vá admitir explicitadamente, é o BOBOCA ,invejoso e decadente do Murilo)…que já deu o que tinha de dar na seleção brasileira faz tempo).Espero que o Bernardinho não caia na besteira de convocar o Murilo de novo prá seleção.Só se for prá posição de líbero(mas aí já tem o Serginho escadinha,né!?).Mas no próximo campeonato mundial,tenho certeza que o Leal estará defendendo a nossa seleção com o mesmo desempenho atual dele(que é espetacular).

  • Edu

    E a mesmíssima situação do Leon na Polônia que acelerou sua naturalização por ele namorar uma jovem daquele país e precisa aguardar esse período de quarentena.Essa semana vi o jogo do Ecsasibasi contra o Prostejov (equipe Checa) que quase se torna a maior zebra dessa CL.O campeão europeu teve contra si dois match points contra um equipe que estava zero pontos na quinta rodada da CL.O Projestov conta na sua equipe com Melissa Vargas jovem recém ingressa nos 17 anos e a jogadora mais jovem dessa CL.Com seu 1, 92cm, hoje, Melissa começa a servir a seleção cubana feminina principal como titular desde dos 14 anos de idade.No ano passado recebeu o salvo conduto e aos 16 anos pode sair da ilha para jogar na Checoslováquia.Ainda perdura sua profunda timidez, revelada numa reportagem do Sportv, e o olhar de inocência de uma jovem que começa a desvendar um inesperado e surpreendente mundo novo.

  • Matheus

    Daniel sinceramente não entendo essa burocracia , em 2012 a então Mihaijlovic da Bósnia Hezergovina , conseguiu a naturalização pela federação Sérvia e disputou os Jogos de Londres, lembro que na época foi uma salvação pra eles já que a seleção sérvia estava toda “quebrada”.

    • Jorge

      Mihaijlovic é uma sérvia bósnia, essa é uma designação um pouco complicada de se explicar, dá uma pesquisada é você vai entender, por isso o processo de naturalização dela foi diferente.

MaisRecentes

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo