A seleção do Grand Prix. Gostaram?



Concordam com os nomes divulgados pela FIVB como destaques do Grand Prix?

Melhor jogadora: Thaísa (Brasil)

Melhor ponta: Zhu Thing (China)

Segunda melhor ponta: Mihajlovic (Sérvia)

Melhor central: Thaísa (Brasil)

Segunda melhor central: Rasic (Sérvia)

Melhor líbero: Fabi (Brasil)

Melhor levantadora: Alisha Glass (Estados Unidos)

Melhor oposto: Brakocevic (Sérvia)



  • Matheus

    Acho que a Garay merecia estar entre as melhores ponteiras do Grand Prix !!
    Quanto ao MVP, premio incontestavel para Thaisa, que para mim, já é a melhor meio de rede que o Brasil já teve , e a melhor do mundo atualmente, a Fabiana não fica muito atrás não !!
    Agora fico ansioso para ver a Natália de volta a seleção…

    • daniel

      Concordo. Até hoje, apenas as impressionantes cubanas da década de 90, Regla Torres e Magalys Carvajal, foram melhores que Thaisa.

  • João Lucas

    Concordo com tudo. Thaisa é um monstro, a melhor central que o Brasil já teve e a melhor do mundo atualmente, prêmio merecido e incontestável. Concordo com quase tudo, pois, alguém pode me responder o que faz Alisha Glass nessa premiação?.

    • Acho que a Dani Lins merecia ser eleita a melhor levantadora, não concordo que a Alisha Glass dos EUA como melhor levantadora, os EUA decepcionaram na fase final do Grand Prix, só não foi um fiasco total por que conseguiram uma vitoria sofrida no ultimo jogo com o Japão por 3×2 ,mas ficaram com a ultima colocação na fase final com apenas 3 pontos, premiar uma levantadora de uma equipe que não conseguiu traduzir seus levantamentos em resultados positivos; ou seja vitorias, é no minimo um pseudo realismo, como se fosse um premio de consolação para uma equipe tri-campeã 2010-2011 e 2012 que não conseguiu colocar seu favoritismos em quadra, é lamentável o critério da FIVB, pelo menos os títulos da Thaisa melhor jogadora e Central, e Fabiana melhor líbero, o critério maluco da FIVB não puderam ofuscar.

      PAULO GAMA

  • Cara

    Vejam soh as servias e a chinesa q nao estavam presentes contra o Brasil sendo as melhores. Gostaria muito q elas estivessem presentes contra o Brasil mas…

    • Bernardo

      mas……. o medo falou mail alto.

    • PAULO GAMA

      As servias ( Mihajlovic e Rasic) e a Chinesa (Zhu Thing) não jogaram contra o Brasil para não baixarem suas estatísticas e ficarem com o premio já que lideravam.

      PAULO GAMA

  • dan

    Boa tarde Daniel, achei muito estranho essa fase final do Grand Prix.

    Vamos lá,

    Jogo entre Brasil x Itália – Arrighetti e Costa Grande poupadas, mas nos jogos posteriores contra EUA e Sérvia foram escaladas.

    Jogo entre Brasil x Sérvia – Todo o time titular foi poupado, a princípio sem justificativa, especularam que seria para não ter jogadoras lesionadas para o Campeonato Europeu, balela se fosse assim nem levassem elas para a fase final e ainda jogaram contra China, EUA e Japão e pior quando assisto o jogo entre Sérvia x Itália, não é que está lá todo o time titular.

    Jogo entre Brasil x China – Poupadas Hui, Xu e Zhu, jogo que decidiria o título, a princípio sem justificativa também, ou melhor, preservadas para o Campeonato Asiático, fala sério!

    Tem alguma coisa acontecendo e ninguém da imprensa está especulando isso, é muito estranho, pois só contra o Brasil as jogadoras dessas três seleções foram poupadas. Não adianta dizer que foi coincidência porque não foi, isso foi escandaloso.

    • Renato

      Concordo completamente! O que aconteceu??? Eu esperava ver grandes partidas, mas as principais jogadoras dos times adversários, que tinham chances matemáticas de vencer e de dificultar a vitória do Brasil, ficaram no banco e não entraram em nenhum momento, nem quando as reservas jogavam muito mal… Muito muito estranho…

    • Cara

      Ainda bem q mas alguem percebeu essas anomalias!!!Tbm estou vendo q a imprensa tah fazendo pouco caso disso! No minimo estranho essas decisoes tomadas pelos tecnicos q enfrentaram o Brasil.

    • Giovani

      Isso sem contar que no jogo contra o Japão, o Manabe tirou a Ebata – melhor atacante japonesa e que tinha já seus 11 pontos no jogo – no fim do segundo set e ela ainda se manteve como maior pontuadora do jogo pelo Japão.

  • dan

    Daniel, queria que voçê fizesse uma análise do meu post anterior, sobre as seleções de Itália, Sérvia e China pouparem suas titulares.

    • Daniel Bortoletto

      devem ter motivos suficientes para isso. Focam a classificação para o Mundial. Para o GP, foi muito ruim.

      • Cara

        Se fosse o motivo de descanso para o Mundial pq as servias titularem jogaram na ultima partida enquanto quanto o Brasil nao? Por favor Daniel sei q vc tem uma melhor resposta q essa dada!!

        • Daniel Bortoletto

          Você quer que eu diga que o Brasil comprou o GP? que o Ary obrigou isso? Me poupe.

          • Cesar Castro

            Não, Daniel, acho que não é isso que ele quis dizer.
            É que realmente não faz sentido o que esses times fizeram. Nenhum sentido mesmo.
            Porque poupar apenas contra o Brasil?
            Não me lembro de nunca um fato desses ter acontecido.
            Claro que não houve armação, não tem lógica nenhuma.
            É que a gente espera (às vezes sem razão) que vcs que conhecem dos bastidores tragam algo que a gente não consegue perceber.
            Bem, mas o importante é que somos campeões dessa bagaça e estamos voando pr’esse mundial de 2014.

  • Acho que a Dani Lins merecia ser eleita a melhor levantadora, não concordo que a Alisha Glass dos EUA como melhor levantadora, os EUA decepcionaram na fase final do Grand Prix, só não foi um fiasco total por que conseguiram uma vitoria sofrida no ultimo jogo com o Japão por 3×2 ,mas ficaram com a ultima colocação na fase final com apenas 3 pontos, premiar uma levantadora de uma equipe que não conseguiu traduzir seus levantamentos em resultados positivos; ou seja vitorias, é no minimo um pseudo realismo, como se fosse um premio de consolação para uma equipe tri-campeã 2010-2011 e 2012 que não conseguiu colocar seu favoritismos em quadra, é lamentável o critério da FIVB, pelo menos os títulos da Thaisa melhor jogadora e Central e Fabiana melhor líbero nem o

  • Perikito

    Presença de Fabi. Ela se consolidou como uma referência feminina na posição. Além das qualidades defensivas da posição, ela é excelente levantadora e não apenas pela precisão, mas pela ousadia em seu toque rápido, comparável ao do Serginho. Só a líbero Suellen tem capacidade para executar esses levantamentos, pois Camila Brait, mesmo com suas grandes qualidades, é uma mancheteira.

    Sobre a Thaísa, ela vem há anos batendo na trave, fazendo excelentes Grand Prix e sendo preterida do título de MVP, ora por conta do passe da seleção, que em jogos decisivos em anos anteriores a impediu de atacar no jogo decisivo, ora pelo simples fato de alcançar o vice campeonato, já que me parece que ser campeã vira um critério de desempate entre as suas rivais americanas.

    Alisha Glass fez levantamentos absurdamente medonhos no jogo contra o Brasil, e ainda assim, por causa da frieza dos dados estatísticos, terminou como a melhor levantadora. Ela é tão boa, que não segurou a vaga dela na seleção do ciclo passado, mesmo tendo sido a melhor em outro Grand Prix. Agora falando sem ironias, ela é até boa, mas me parece com a Dani Lins pré Rússia em Londres, insegura e irregular nos momentos mais agudos. Tem que comer menos Big Mac para chegar ao nível atual da Dani.

    • Alexandre

      Vc quer dizer que aquela majeembu eh melhor que a Brait? Qual eh, Fabi eh a melhor sem dúvidas, mas a única líbero no mundo que chega bem próximo dela essa eh a Brait…

  • Acho que a Dani Lins merecia ser eleita a melhor levantadora, não concordo que a Alisha Glass dos EUA como melhor levantadora, os EUA decepcionaram na fase final do Grand Prix, só não foi um fiasco total por que conseguiram uma vitoria sofrida no ultimo jogo com o Japão por 3×2 ,mas ficaram com a ultima colocação na fase final com apenas 3 pontos, premiar uma levantadora de uma equipe que não conseguiu traduzir seus levantamentos em resultados positivos; ou seja vitorias, é no minimo um pseudo realismo, como se fosse um premio de consolação para uma equipe tri-campeã 2010-2011 e 2012 que não conseguiu colocar seu favoritismos em quadra, é lamentável o critério da FIVB, pelo menos os títulos da Thaisa melhor jogadora e Central, e Fabiana melhor líbero, o critério maluco da FIVB não puderam ofuscar.

    PAULO GAMA

  • Bernardo

    Com esta seleção em quadra seria difícil ver um passe bom com essas duas ponteiras que não sabem passar. Não sei que campeonato estas queridas pessoas assistiram para dar o prêmio de melhor levantadora para a Glass.

  • R.Tigre

    Daniel nao gostei dessa selecao do GP!!!
    A melhor ponteira desse GP foi,sem duvida, “GABI GUIMARAES”, essa juvenil fenomeno foi uma jogadora completa: pontuou em todos fundamentos e ajudou muito no fundo de quadra. Gabi tinha que estar nessa selecao.
    Nao sei como sao feitas essas estatisticas de levantadora, mas ocorre que nao refletem a realidade em quadra. Alisha Glass nao afez boas partidas nessa fase final, nao merecia estar na selecao do GP.
    Minha selecao do Grand Prix seria:
    Ponteiras: Gabi Guimaraes e Brankica Mihajlovic
    Centrais: Taisa e Milena Rasic
    Oposta: Jovana Brakocevic
    Libero: Fabi
    Levantadora: Noemi Signorile, que torceu o tornozelo no meio da partida contra os EUA e nao pode atuar mais no GP.

  • Natália

    Concordo com todas, inclusive com a Alisha Glass, que impõe um jogo muito rápido às atacantes. Elas ainda precisam acostumar à esse jogo rápido, acho que foi por isso que pareceu que a Glass errou muito..

    Queria saber a opinião de vocês (e de você também Daniel) sobre essa seleção igual à campeã olímipica. Quem dali, tirando a Gabi, você acha que consegue jogar as olimpíadas do Brasil? Eu gostaria muito que todas pudessem, pois vemos claramente que elas são muito superiores aos outros países, mas nao acho possível.
    Gostaria de ter visto a Brait ganhando experiência, a Claudinha entrando mais, alguma central mais novinha (Juciely é mais velha e adenizia tem a msma idade da thais e fabiana, quase), porque o discurso de quase todo mundo é foco no Rio 2016…

    o que vocês acham????

  • Giovani

    Acho que teve uma certa inversão de valores nessa premiação. Ponteiras são jogadoras versáteis, têm que passar, defender, atacar e bloquear bem… Escolheram duas ponteiras exímias atacantes, mas são passadoras sofríveis e o resto mais ou menos. Com essa seleção de ponteiras, mais honesto seria escolher três opostas, que são quem de fato têm como responsabilidade maior atacar… Eu daria o prêmio para as duas ponteiras juvenis – Zhu e Gabi…. sem mais… E a MVP, para mim, também seria de uma das duas…
    Agora, concordo com o pessoal que vem falando sobre o prêmio da Glass: claro que ela é muito talentosa, mas na “hora-do-vamo-vê” Dani Lins jogou muito mais que ela. Agora, um talento que nasce na posição de levantadora é tal de Myiashita. É jovem, comete uns erros bobos, mas saca muito e tem um bloqueio até razoável por ser levantadora e por ter 1,76m. Gostei muito dela…

  • Nossa nada a ver a Thaísa ganhar melhor jogadora,daí pode se perceber aquilo que muita gente que entende um pouco de volei ja sabe…não se pode mesmo levar a sério estes prêmios.

  • Acho que o grand prix deixou de ser uma competição importante,além das melhores jogadoras do mundo não estarem em quadra este ano ,as poucas ainda são poupadas.Normal o resultado pra quem jogou com a seleção completa,estranho seria se tivesse perdido,já que a maioria das seleções estava renovadas.

  • Rafael Cruzeiro

    É claro que a Brakocevic não está no mesmo nível da Sheila, mas a eleição das melhores ocorre de acordo com a estatística do GP inteiro. Então contra a matemática não há o que discutir.

    • Iuri

      Não é do GP inteiro, é APENAS da fase final. Eles zeram as estatísticas após a primeira fase. Só há jogadoras dois seis melhores times nas estatísticas da FIVB.

      • Rafael cruzeiro

        Foi um lapso ao digitar, eu sei que a esttística era apenas da fase final. De toda forma, nem sempre a estatística traduz o sentimento de cada um, mas é a única forma de tentar objetivar o prêmio. Minha opinião pessoal, das eleitas, somente Taísa, Fabi e Brankica foram unanimidades, quanto as outras, cada um tem uma preferência, como gosto muito da sheila, ela é minha oposta.
        Abs.

  • Caco

    Meu time:

    Líbero: Fabi (sem dúvida!)
    Levantadora: Dani Lins (Haruka foi brilhante também. Até esqueci a Takeshita. E ela só tem 18 anos… No entanto, o lado brasileiro falou mais alto. Alisha Glass? Francamente! FIVB tem senso de humor…)
    Ponteiras: Zhu Ting e Gabi
    Centrais: Thaisa e Xu
    Oposta: Brakocevic (Apesar de Sheilla ter sido fundamental nos últimos dois jogos. Feliz por ela!)

    Essa nova geração é fantástica. Fazia tempo que não surgiam tantas jogadoras boas nessa idade. O futuro promete!

  • Aline

    Não concordo come esse time do GP eleito pela FIVB, pra mim a seleção do campeonato seria:
    Meios-de-rede: Thaisa Menezes(MVP merecidamente, melhor sacadora, melhor bbloqueadora do GP) e Milena Rasic
    Oposta: Jovana Brakocevic
    Ponteiras: Gabriela Guimarães(a maior impulsão da seleção brasileira, bola de segurança da Dani Lins) e Brankica Mihajlovic
    Libero: Fabi Oliveira(Não existe nenhuma líbero no mundo capaz de fazer as defesas incríveis que ela faz, simplesmente “THE BEST”)
    Levantadora: Haruka Miyashita ou Noemi Signorile, duas novatas de alta qualidade que estão substituindo duas das melhores levantadoras da história, Takeshita e Lo Bianco.
    A maior injustiça foi a FIVB ter deixado a Gabriela Guimarães de fora dessa premiação, ela manteve uma regularidade incrível desde o início do GP aqui em Campinas até a última partida contra a China. Sou totalmente contra a premiação da Zhu Ting, ela não é uma ponteira completa, ela só ataca bem, mas falha muito nos outros fundamentos, principalmente no passe, já Gabi é muito mais completa e tem um fundo de quadra muito melhor do que essa Zhu Ting. Brankica Mihajlovic mereceu a premiação, mas deveria estar acompanhada da Gabi na seleção do GP.
    O que Alisha Glass estava fazendo nessa premiação? Não mereceu mesmo.

  • Afonso RJ

    Antes de mais nada: totalmente ridícula e anti ética essa atitude de poupar jogadoras em jogos decisivos. Se o Brasil tivesse feito isso, choveriam recriminações, críticas e até pedidos de punição. A meu ver, tanto China quanto Sérvia foram simplesmente covardes.

    Quanto ao problema da Glass ter sido escolhida melhor levantadora, é mais uma demonstração de como estatísticas podem ser enganosas. Exemplo: Se Glass levanta uma bola só e acerta, tem 100% de aproveitamento. Se a Dani levanta 500 bolas e acerta “só” 499, não chega a 100%, e a Glass ganha.

  • karina

    Meu time ideal:

    Melhor jogadora: Thaísa (Brasil)
    Melhor ponta: Fe Garay (Brasil)
    Segunda melhor ponta: Gabi (Brasil)
    Melhor central: Thaísa (Brasil)
    Segunda melhor central: Rasic (Sérvia)
    Melhor líbero: Fabi (Brasil)
    Melhor levantadora: Dani Lins(Brasil) ou a japonesa (não me lembro o nome)
    Melhor oposto: Brakocevic (Sérvia)….. apenas porque a Sheilla só acordou nos últimos 3 jogos.

    Obs1: parece que escolheram as pontas somente pela pontuação e não pelo conjunto (pontos, passe, recepção e ataque, aí as brasileiras são muito superiores às escolhidas pela FIVB )
    Obs2: após arrasar nos primeiros torneios, parece que a Fe Garay chegou à fase final desgastada fisicamente, isso atrapalhou um pouco seu rendimento, mas merecia ser premiada.
    obs3: pra falar a verdade, deveriam é premiar o time inteiro do Brasil que estaria de bom tamanho e justo.

  • Bernardo

    Sinceramente, vamos combinar que o Brasil tinha a obrigação de ganhar esse Grand Prix! Estava praticamente com quase 100% do time campeão em Londres. Só colocar a Gabi em quadra e a Michele para sacar algumas vezes dizendo que isso é renovação, é uma completa ilusão. E ainda sem contar que o Brasil foi a única seleção que teve o seu caminho bastante facilitado, pois jogou com os times reservas de Sérvia, China e Itália, praticamente, sem as suas melhores jogadoras. O fraco desempenho dos EUA na fase final se justifica plenamente, pois quase todas as jogadoras estavam defendendo os EUA pela primeira vez, sem rodagem internacional. Japão também com um time diferente do que participou das olimpíadas. Temo pela seleção a longo prazo. A única novidade consistente é a Gabi, e isso se no futuro não conseguirem anulá-la nos jogos.

    • Caco

      Renovar por renovar não tem o menor sentido. Para se renovar: 1) é importante saber se o time precisa de renovação; 2) é preciso ver se temos novatas com qualidade para suprir as titulares e manter o alto nível.

      1) Se existe algum time no mundo que vem jogando bem em todas as posições, esse é o Brasil. Temos jogadoras de altíssimo nível em todas elas. Pra que chamar jogadoras novas só para dizer que está renovando? O Brasil precisa de renovação? Temos Sheilla, Thaisa, Fabiana, Fabi, Jaqueline, todas com idade para as Olimpíadas do Rio. Temos Gabi, que tem idade para mais umas três Olimpíadas. Temos Natália, Dani Lins, Tandara e Camila Brait para mais umas duas. Pra quê chamar mais se as outras não estão no nível de seleção brasileira?

      2) As novas gerações estão muito longe em termos de qualidade se compararmos com a geração da Sheilla e a da Fabiana. Do penúltimo juniores não podemos aproveitar nada. Samara era considerada a maior promessa. Cadê ela? Ela tem nível de seleção principal? Ficou amargando banco no Osasco. Só entrava pra sacar. Tomara que o Pinheiros dê um jeito nela, mas considerando o que ela vem jogando, está muito longe do nível da seleção.
      Esse último juniores nos trouxe Gabi que com 19 anos foi titular da seleção durante todo o Grand Prix? Viu? Não é pelo fato de não querer renovar que as jovens estão de fora. Quando têm condições, elas jogam. O fato é que não têm. A nova geração chinesa é muito mais forte do que a nossa e, se quisermos competir, precisamos sim de Sheilla, Thaisa, etc. Se pusermos as juniores elas serão esmagadas pelas chinesas como foram no mundial.

      • Bernardo

        Caco, gostei do seu comentário! Eu não havia analisado por essa perspectiva que você apresentou.
        O problema que vejo nisso é que podemos perceber que outras seleções parecem explorar mais futuras jogadoras. O Brasil ainda está muito forte devido à boa condição física das olímpicas e que a maioria delas deve jogar no Rio 16, acrescentando Tandara e Natália. Mas isso é ainda daqui há três anos. Os principais adversários do Brasil que considero são EUA e Rússia. Além de terem jogadoras jovens despontando, vão evoluir muito nesse ciclo, já no mundial do ano que vem presumo que já poderemos sentir essa diferença, somado ao fato que jogadoras veteranas devem somar às equipes. Será que o Brasil vai conseguir segurar e ainda impor o seu favoritismo??

    • Aline

      Sai fora seca-pimenteira de uma figa.
      Engracado, todos os tecnicos se cagando de medo de enfrentar o Brasil, fato INEDITO no volei mundial. O Brasil ganha surrando geral de 3×0, revela para o mundo uma juvenil fenomeno. Joga a fase de classificacao com uma selecao renovada e a fase final com as olimpicas sem cair a qualidade do time. E melhor ganha TODOS os torneios disputados em 2013: Montreaux, Alassio e GP. E me aparece um seca-pimenteira, asa negra, frustrado e de mal com vida…
      Eh o momento de festejar e nao de agourar…
      O Brasil foi valente e determinado, Mencareli, Terzic e Lang Ping, medrosos e covardes…
      Dessa forma o Brasil jah eh Bi-olimpico e caminha a passos largos para o TRI, e as demais equipes sao que na fila do pao???
      Me poupem de suas derrotas pessoais pessimistas de plantao!!!

      • Cristiane

        Caco, posso assinar embaixo do que vc escreveu?
        A seleção masculina precisava (veja bem, precisar!) de uma renovação pois muitos dos jogadores titulares atingiram uma idade de se aposentar da seleção.
        Mas a feminina? a única preocupação que eu tenho é com a Fabi, mas tb acho que o fato de jogar de líbero facilita um pouco, é uma posição que dá para aceitar uma jogadora mais velha desde que ela seja a melhor naquele momento.
        As outras podem sim estar nas próximas olimpíadas tranquilamente. Na seleção feminina não estamos precisando de uma corrida maluca atrás de renovação, e isso é melhor: a experiência que a Gabi ganhou e ganhará jogando ao lado de Sheilla, Thaisa, Fabi é única e com certeza aumenta o seu potencial.
        Espero e torço que Gabi seja a titular de 2013 por um único motivo: Jaque é fraca no ataque. Se Gabi treinar bem o fundo de quadra, defesa e passe (ela já é boa, e tem tempo suficiente para se tornar ainda melhor nestes fundamentos) ela tem tudo para ser uma ponteira excelente, independente da altura (pois não adianta altura se há lentidão e falta de talento).

        • Caco

          Claro, Cris!
          Também acho que 37 anos para uma líbero não é nada de mais. Além do mais, com o comprometimento profissional e a raça da Fabi, tenho certeza que só uma fatalidade poderá fazer com que ela não esteja em forma em 2016.
          Estou muito contente com a posição. Depois da Fabi, teremos a Camila Brait. Depois da Brait, ainda temos a Lais do infanto-juvenil que joga muito e tem um futuro muito promissor, ou seja, temos líbero até 2032.

      • daniel

        É isso ai. O time brasileiro não pode ser criticado por conta da covardia alheia. Parabéns ao Brasil que passou como um rolo compressor sobre todos os adversários. Orgulho desse time, vergonha dos técnicos rivais.

    • Bernardo o genérico

      Discordo completamente o Brasil foi muito melhor e mereceu ganhar e não enfrentamos só adversários fracos tb tivemos times difíceis e não tivemos o privilégio de jogar 3 finais de semana em casa como teve a China.
      O Brasil não precisa tirar todas as campeãs olímpicas e botar só jogadora de 19 e 20 anos se o Brasil não renovasse então tinha que chamar a PP4 ao invés da Gabi.
      E mais uma vez digo: Itália, Sérvia e China tiveram medo de levar uma SURRA com as titulares em quadra para o Brasil.

  • ita farias

    MEU DEUS A FERNANDA GARAY ARREBENTOU E NÃO ESTÁ ENTRE AS MELHORES INJUSTIÇA COM ELA E DANI…

MaisRecentes

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Nestlé confirma apresentação de peruana



Continue Lendo

Vaivém: Polonesa é esperada em Barueri



Continue Lendo