A primeira rodada olímpica



O Brasil terminou com 100% de aproveitamento na primeira rodada nas quadras e praias.

No vôlei, um óbvio e esperado 3 a 0 do time masculino no duelo com a Tunísia, time mais fraco do grupo. O time titular foi o que terminou mal a Liga Mundial, com Vissotto no lugar de Wallace.

Bernardinho aproveitou a fragilidade do rival para rodar seus 12 jogadores. Agora é aguardar um teste de verdade nas próximas rodadas.

No restante dos jogos, a Polônia pareceu sentir um pouco o peso de ser apontada como favorita, mas se recuperou e fez 3 a  1 na Itália.  Nos demais jogos, 3 a 0 do início ao fim: ARG 3 x 0 AUS, BUL 3 x 0 GBR, RUS 3 x 0 ALE, EUA 3 x 0 SER.

Entre as mulheres, o Brasil suou para vencer a Turquia no tie-break. O time mostrou alguns erros vistos no Grand Prix, tendo muita dificuldade para virar as bolas em algumas redes, algo que já escrevi no sábado.  Hoje, o jogão com os Estados Unidos será um teste de fogo. Vitória brasileira pode marcar uma arrancada rumo ao bi. Mas, pelos comentários que leio aqui e no Twitter, pouca gente acredita.

Já na praia, os favoritos Emanuel e Alison tiveram dificuldades e venceram de virada a dupla austríaca Horst/Doppler. Nos demais jogos, Juliana/Larissa, Ricardo/Pedro Cunha e Talita/Maria Elisa ganharam por 2 a 0. Nesta primeira fase, acredito que as quatro parcerias terminem invictas.



MaisRecentes

Evento na Polônia reúne craques históricos do vôlei



Continue Lendo

Um fim de semana para esquecer na Bulgária



Continue Lendo

Raridade: Brasil perde a segunda seguida por 3 a 0



Continue Lendo