A polêmica dos 21 pontos está só começando



Admito que foi mais interessante acompanhar a reação das pessoas no Twitter do que ver o Sada/Cruzeiro fazer 3 a 0 no São Bernardo, na noite de sábado, na abertura da Superliga dos 21 pontos.

É chover no molhado dizer que a mudança tem muito mais críticos do que apoiadores. E isso vale para atletas, treinadores, torcedores…

Não gosto de usar este blog para acusar A, B ou C, colocar toda a desgraça do mundo no colo de dirigentes ou emissoras. Prefiro usar argumentos para tentar provar teses. E vejam bem este “tuíte” do técnico argentino Marcelo Mendez, do Sada.

“3-0, 41min de jogo e 45min de aquecimento! Contradição!! Querer encurtar o jogo e aumentar o intervalo entre o 2 e 3 set!”.

Alguém vai me dizer que ele não tem razão?

Os sets caíram de 25 para 21 pontos e tivemos CINCO MINUTOS de intervalo entre a segunda e terceira parciais. É muito contraditório atender a TV para diminuir o tempo de jogo e dar mais tempo para ela nos intervalos.

Ainda continuo achando que tinha muita coisa para ser corrigida na regra antes de um corte brutal na pontuação.



MaisRecentes

Evento na Polônia reúne craques históricos do vôlei



Continue Lendo

Um fim de semana para esquecer na Bulgária



Continue Lendo

Raridade: Brasil perde a segunda seguida por 3 a 0



Continue Lendo