A nova Itália sem Fei, Vermiglio, Mastrangelo. Azzurra vai sofrer



A Itália apresentou nesta segunda-feira o técnico Mauro Berruto como novo treinador da seleção masculina.

Ele, que comandava a Finlândia, aproveitou para anunciar a lista de convocados para a Liga Mundial. E com muitas novidades.

Do time que perdeu para o Brasil, na semifinal do Mundial do ano passado, poucos remanescentes: o levantador reserva Travica, o oposto reserva Lasko, o central reserva Birarelli, o ponta reserva Zaytsev e dois titulares (Savani e Parodi, ambos ponteiros).

Como se vê, a Azzurra vai sofrer ainda mais para se manter entre os tops mundiais, já que vários convocados não têm experiência internacionais e alguns nem são titulares em seus times.

Mastrangelo e Vermiglio, os dois maiores provocadores do vôlei mundial, agora fazem parte do passado (uma pena não ver mais a cara dos dois após derrota para o Brasil), assim como Fei, o melhor desta geração que fica para trás.

Veja a lista completa:

LEVANTADORES: Baranowicz (Asseco Resovia-POL), Boninfante (Treviso), Falaschi (Castellana Grotte), Travica (Monza)

OPOSTOS – Lasko (Verona), Sabbi (Isernia), Vettori (Club Italia)

CENTRAIS – Barone (Vibo Valentia), Birarelli (Trentino), Buti (Monza), Cester (San Giustino), De Togni (Treviso), Mazzone (Club Italia), Patriarca (Castellana Grotte).

PONTAS – Della Lunga (Trentino), Dolfo (Loreto), Kovar (TReviso), Maruotti (Treviso), Parodi (Cuneo), Rosso (Padova), Savani (Macerata), Zaytsev (Roma)

LÍBEROS – Bari (Trentino), Colaci (Trentino), De Pandis (Forlì)



MaisRecentes

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo

Coluna: Sinal de alerta com as chuvas no Brasil



Continue Lendo