A nova Itália sem Fei, Vermiglio, Mastrangelo. Azzurra vai sofrer



A Itália apresentou nesta segunda-feira o técnico Mauro Berruto como novo treinador da seleção masculina.

Ele, que comandava a Finlândia, aproveitou para anunciar a lista de convocados para a Liga Mundial. E com muitas novidades.

Do time que perdeu para o Brasil, na semifinal do Mundial do ano passado, poucos remanescentes: o levantador reserva Travica, o oposto reserva Lasko, o central reserva Birarelli, o ponta reserva Zaytsev e dois titulares (Savani e Parodi, ambos ponteiros).

Como se vê, a Azzurra vai sofrer ainda mais para se manter entre os tops mundiais, já que vários convocados não têm experiência internacionais e alguns nem são titulares em seus times.

Mastrangelo e Vermiglio, os dois maiores provocadores do vôlei mundial, agora fazem parte do passado (uma pena não ver mais a cara dos dois após derrota para o Brasil), assim como Fei, o melhor desta geração que fica para trás.

Veja a lista completa:

LEVANTADORES: Baranowicz (Asseco Resovia-POL), Boninfante (Treviso), Falaschi (Castellana Grotte), Travica (Monza)

OPOSTOS – Lasko (Verona), Sabbi (Isernia), Vettori (Club Italia)

CENTRAIS – Barone (Vibo Valentia), Birarelli (Trentino), Buti (Monza), Cester (San Giustino), De Togni (Treviso), Mazzone (Club Italia), Patriarca (Castellana Grotte).

PONTAS – Della Lunga (Trentino), Dolfo (Loreto), Kovar (TReviso), Maruotti (Treviso), Parodi (Cuneo), Rosso (Padova), Savani (Macerata), Zaytsev (Roma)

LÍBEROS – Bari (Trentino), Colaci (Trentino), De Pandis (Forlì)



  • Vitor

    A Itália está sofrendo por ter tantos estrangeiros em sua Liga principal. Não deu espaço para os jovens e atrasou a sua renovação. Agora ele tem que ser feita na marra. Mesmo assim ainda conta com jovens ‘experientes’ como Parodi, Zaytsev, Savani que são titulares em seus clubes há algumas temporadas e podem liderar o processo.
    Rivalidade à parte, torço bastante para que a Itália volte a ser A Itália.

  • marcio

    Disordo em partes com o autor pois, acredito que a falta de espericiencia em eventos como liga mundial, europeu, pre-olimpico pode realmente fazer falta os finalitas olimpicos Fei,Vermilho, Mastrangelo, Cernic, porem o grande Mauro Berruto observou que ja esta no momento de depositar as fichas em Travica, Savani, Lasko, Parodi, Buti, Della Lunga entre outros da nova geracao. Pode ter certeza que Berruto no comando e essa boa safra pouco incentivada e sem o volei mundial da tanta importancia os italianos podem surpriender, outra vez.

MaisRecentes

Brasil faz dever de casa pela classificação



Continue Lendo

O bipolar Brasil no Grand Prix



Continue Lendo

Vaivém: Campinas apresenta patrocinador e caras novas



Continue Lendo