A lógica prevaleceu desta vez



Uma rodada sem surpresas. Demorou, mas a Superliga teve uma noite em que os favoritos comprovaram em quadra a força que possuem no papel.

No jogo com maior expectativa, o Sollys/Nestlé não deu chance para o até então líder Banana Boat/Praia Clube, derrotado em sets diretos: 25-22, 25-16 e 25-17. Vale lembrar que Adenízia segue fora e Sheilla, em recuperação, tem feito apenas a inversão do 5-1.

O resultado fez o atual campeão assumir a liderança, com 15 pontos. O rival de Uberlândia caiu para quarto, com 13, a posição que deve brigar até o fim da fase de classificação com o Sesi, que também fez 3 a 0 no São Bernardo (25-16, 25-20 e 25-17) e soma 12.

Vice-líder com 14 pontos, o Vôlei Amil fez 3 a 0 São Cristovão/São Caetano (25-15, 25-23 e 25-17), com destaque para Priscila Daroit, maior pontuadora (18) e MVP. Ela fez seis pontos de bloqueio.

Também com 14 pontos, a Unilever, em casa, atropelou o Rio do Sul (25-19, 25-19 e 25-13). A canadense Sarah Pavan fez 18 pontos.

A briga pela ponta está animada.



  • leandro

    Daniel, ontem fui tentar ver o jogo entre São Cristovão Saúde/São Caetano e Amil/Campinas pelo site da CBV. Terrível. Eu não sei os jogos anteriores transmitidos pela net, mas ontem estava péssimo, o site parava a todo momento, os narradores continuam trocando os nomes das jogadoras.
    O time de São Caetano caiu de produção, a líbero é péssima, as ponteiras não sabem passar e ontem tomaram inúmeros tocos. Parece que o time não treina ou ficou com medo do técnico da seleção. O São Caetano tem a ponteira da seleção juvenil, Rosamaria, que joga mais que as titulares.

    • Afonso RJ

      Também tentei assistir um jogo da Unilever. Terrível. Locutor dizendo besteira a gente até pode relevar, mas transmissão travando a toda a hora não dá.

      • bsb

        O pior é que o locutor ficou chamando durante todo o primeiro set a Vasileva de Natasha! Será que ele não sabe diferenciar quem joga de central e quem é ponteira? Eu posso não ser locutor, mas sei muito mais de volei do que esses caras aí.

  • leandro

    O time do São Bernardo é ridículo, se não fosse a cubana, que não sabe passar e defender, virando as bolas, tinha sido pior. A Duda de 19 anos joga mais que a ponteira titular.

    • Fabio

      Não mais ridículo que esse time do Minas. Fazer 8 pontos no 1º set é brincadeira. Uma vergonha! Mais um ano só para participar da competição. Além de um time tecnicamente ruim, o treinador é outro perdedor… Lastimável!

    • bsb

      A Duda se for bem trabalha pode ser a revelação da superliga. Mas o SBC tava paracendo time amador contra o Sesi. A Masso achava que não precisava passar e saia da recepção de ultima hora, coitada da Renatinha que sofria toda vez no passe sendo que ela é oposta. O pior desse time do SBC são as centrais, vc não vê uma qualidade nelas. Não chegam no bloqueio, não atacam e a defesa do time todo não chega em bolas faceis. Apostei nesta equipe para ficar entre as 8 no inicio da competição, por ter jogadoras que podem fazer diferença, mas o conjunto é o mais fraco. Vão precisar de muito treino para se entrosarem.

  • Afonso RJ

    Assisti na íntegra aos dois jogos.

    O Praia Clube até que resistiu bem no primeiro set, mantendo-se na frente do placar até mais ou menos o vigésimo ponto. Aí, parece que o Sollys acordou, e virou o marcador, vencendo o primeiro set. O Praia sentiu tremendamente o golpe e simplesmente desmoronou. Daí para a frente não esboçou a mínima resistência. Parecia time de colégio de freiras. A Herrera, mesmo no primeiro set não vinha jogando bem, e nos sets subsequentes sumiu em quadra junto com o resto do time. Ou tomava toco ou atacava para fora. As únicas que ainda fizeram alguma coisa parecida com jogar voleibol foram a levantadora (Juliana, acho) e a central Angélica. Para mim foi deprimente.

    O outro jogo também achei tecnicamente ruim, com muitos erros de ambos os times, e sem muita emoção, pois desde o início o resultado era mais que previsível. Faltava muito em vibração no time do São Bernardo, que em determinados momentos parecia conformado com o placar adverso. Irreconhecível a Renatinha, que chegou a frequentar a seleção brasileira, mas parece que desaprendeu a jogar volei nesse período que atuou no exterior. A cubana ainda desentrosada e aparentemente sem ritmo, mas no decorrer do campeonato pode melhorar. E o que está fazendo a Ana Cristina, que acho uma boa levantadora, num time de baixo investimento? Duda (19 anos e a maior pontuadora da partida) por enquanto é só uma promessa.
    No Sesi, o de sempre: Dani Lins e Fabizona jogando um ótimo voleibol. Grata surpresa a performance a outra central, a Bia. Jogou muito bem. Aliás, para mim as centrais do Sesi foram o destaque do jogo. Tandara, com aquele ohar dela “de cima para baixo”, ainda tem muito que aprender, mas já mostra grande progresso. Sassá bem aquém do que já foi na recepção e no fundo de quadra. E falta líbero (não gosto muito da Verê). O Sesi deve disputar mesmo com o Praia o quarto lugar, mas pelo que vi nessa rodada, leva uma boa vantagem.

  • debygoiania

    O time do S. Bernardo está desarranjado, precisa de uma ponteira especialista em recepção urgente.
    E essa Teny precisa arrumar outro emprego.
    A Pavan e a Dairot provando que só rendem contra times pequenos.

    • bsb

      CONCORDO EM TUDO!!!!! O SBC tem a recepção do saque como ponto fraco, assim não consegue jogar.

  • Juju

    A cada partida da Dani Lins me supreendo, tá jogando muito bem, evoluiu muito, hoje pra mim a melhor levantadora no Brasil. As centrais do Sesi são realmente espetaculares, a Fabizona joga muito e a Bia tem sido até o momento uma grata surpresa. Quanto a Unilever acho que ainda falta entrosamento e a Fofão tá meio sem ritmo, mas acredito na Pavan, é alta, canhota, tem boa técnica, daqui para o fim da SLF acho que deve ser a bola de segurança do time. Quanto a Natalia fico pensando, depois da longa contusão quando treinou muito passe, o Bernardo chegou a dizer que ela era quase um 3ª líbero, ainda está mal neste fundamento, não sei o que acontece.

MaisRecentes

Vaivém: Jaqueline no Hinode/Barueri



Continue Lendo

Cai o primeiro técnico após UMA rodada da Superliga



Continue Lendo

Luizomar e Rizola não conseguem vaga no Mundial



Continue Lendo