A incrível série vitoriosa da Unilever corre riscos?



Líder absoluta da Superliga Feminina, a Unilever soma 15 vitórias consecutivas, sendo a última obtida na segunda-feira, com um 3 a 0 sobre o BMG/São Bernardo.

A notícia ruim para o time carioca foi o problema físico de Sheilla. A oposto sentiu uma dor lombar no intervalo entre o primeiro e o segundo set. De acordo com o fisioterapeuta da equipe Guilherme Tenius, o Fiapo, a primeira avaliação é de uma contratura lombar.

– Ela travou as costas, sentiu uma dor forte. Vamos avaliar para saber qual a extensão da contusão – explicou Fiapo.

Hoje, Sheilla desmarcou a gravação de um programa de TV em sua casa, no Rio de Janeiro.  Ela é dúvida para a próxima rodada. Na quarta-feira, a Unilever embarcará para Belo Horizonte, para enfrentar o Banana Boat/Praia Clube. A partida será realizada na quinta, às 20 horas, em Uberlândia.

Será que a ausência da atacante pode ser decisiva para o fim da série invicta da Unilever?

Pela sequência de jogos, acho difícil. Depois do jogo contra o Praia Clube, a Unilever terá oito dias até o duelo contra o Macaé e mais quatro até enfrentar a Usiminas/Minas, em BH. Um bom tempo para que Sheilla se recupere e esteja 100% para os duelos com Vôlei Futuro e Sollys/Nestlé, estes bem mais perigosos e que definirão a colocação final e o emparceiramento nos playoffs.



MaisRecentes

Evento na Polônia reúne craques históricos do vôlei



Continue Lendo

Um fim de semana para esquecer na Bulgária



Continue Lendo

Raridade: Brasil perde a segunda seguida por 3 a 0



Continue Lendo