A final dos sonhos



Está definida a final do Mundial: Brasil x Polônia.

O jogo que a FIVB, organizadora do Campeonato Mundial, queria. O jogo que a fanática torcida polonesa também queria. O jogo que o fã de quase todas as nacionalidades (e que gosta de uma partida de vôlei bem jogada) queria ver numa decisão. Dizer que o Brasil também queria, tendo a opção de enfrentar a Alemanha, já seria um pouco de exagero. Mas é um jogo em que a Seleção terá a oportunidade de vingar a derrota na terceira fase (a única nesta maratona insana) e conquistar o tetra em grande estilo. Ou seja: também teria um motivo para desejar, lá no fundinho da alma, mesmo sem admitir.

Talvez esta final aconteça com dois anos de atraso. Brasil x Polônia era o jogo que se esperava na final olímpica em Londres.  Os poloneses vinham do título da Liga Mundial de 2012 jogando demais. Kurek, MVP daquela competição, voando. A rivalidade com o time de Bernardinho só aumentando, transformando partidas de primeira fase em pequenas batalhas, repletas de provocações. Foram quatro derrotas verde-amarelas em cinco confrontos diante da Polônia na Liga e um sentimento que a melhor seleção do planeta era aquela vermelha e branca.

Londres chegou, a Polônia “voltou ao normal” e, se achando demais, decepcionou. O Brasil ainda foi à final, mas sucumbiu diante do central Muserskiy que se transformou em oposto e virou a decisão do ouro. Passados dois anos, os dois times mudaram bastante. Kurek e Bartman, as almas daquele time polonês, não estão no Mundial. Wlazly voltou após aposentadoria. O italiano Andrea Anastasi deu lugar ao francês Stephane Antiga. Na Seleção, fim da era de Giba, Dante e Ricardinho, que voltou apenas para a Olimpíada. A vez de Lucarelli! A transição de uma geração para outra não foi das mais fáceis e dúvidas surgiram, ainda mais quando a situação física de Murilo virou um ponto de interrogação. E qual foi a solução encontrada por Bernardinho? Quase implantar um sistema com três líberos: Mário Júnior, Felipe e o próprio Murilo, claramente limitado no ataque após a cirurgia no ombro direito, mas ainda com função tática importantíssima.

Para ser histórico, o jogo que quase todos queriam deveria acontecer no Estádio Nacional de Varsóvia, para mais de 60 mil pessoas, repetindo a abertura do Mundial. Ainda assim, tem tudo para ser inesquecível. Que vença o melhor!

 

 



  • Lilika

    Sim…que vença o Brasil e pronto rsrs. Tal situação, torcida fanática contra e dando seu espetáculo, pode remeter à Liga Mundial de 2009, aquela final contra a Sérvia, na casa deles…que possamos fazer o mesmo novamente (vencer) e fazer mais um pouquinho de história. Bom jogo para todos nós.

  • filhodedavid

    Boa Noite Daniel, me desculpe mais o que a arbitragem está favorecendo a Polônia não está no gibi! Foi um absurdo que eles fizeram com a Alemanha hoje, prejudicaram e muitoooo! E mais, o juiz não tinha critério nos lances de invasão e dois toques, ou melhor tinha “para” a Polônia. É vergonhoso! Acho que os poloneses estão com uma muita marra e desrespeitando os adversários e ainda contando com o “apito amigo”.

    Abraços.

    • Daniel Bortoletto

      Realmente o fim do segundo set foi complicado

      • ana maria

        Até meu pai,um senhor de 94 anos, viu como foi tendencioso. isso não é nada legal no esporte. Mas continuo admirando a seleção alemã. Parece-me que fazem um trabalho sério por lá, sem grandes jogadores em termos de habilidades excepcionais mas muito sérios e focados.

  • filhodedavid

    Daniel, você não acha que chegou o momento do Renan ser selecionado entre os 12 tornando-se o elemento surpresa, Bernadinho não pode ficar com a “planta” Eder no banco de reservas, tem que que ter uma estratégia diferente para amanhã. Então o que você acha Daniel?

    Abraços.

    • Aline

      Deu certo até agora com o time que está sendo selecionado.
      Não é justamente numa final que o Bernardinho fará testes não é mesmo?
      Tem tempo pra tudo e que a coerência fale mais alto, por favor!

      • filhodedavid

        Não te perguntei nada e sim ao Daniel, por favor respeite a opinião dos outros. Boa Noite

        • Ricardo Malvazio

          Respeita a moça, rapaz! Já vi que você, não é um verdadeiro cavalheiro!

          • filhodedavid

            Primeiramente, ela que me faltou com respeito, não é por ser mulher que tem o direito de falar o que quer, fui bem educado com ela, claro sem deixar de colocá-la no seu lugar, ou seja, se uma cidadã.

            Isso serve para você, antes de ficar tomando partido, analise melhor a situação.

            Bom Dia.

          • filhodedavid

            Antes que me esqueça, quem é você para me acusar de não ser um cavalheiro? Por acaso me conhece? Acompanha minha história? Só que eu debati uma pessoa que no meu ponto de vista foi arrogante, ela tem o direito de ter a opinião dela, mas não pode ser da maneira que ela falou, isso você não vê! Então eu vou ficar falando das pessoas, no caso de você, pois não te conheço e nem vou julgá-lo, mas isso vocÊ sabe como é não é mesmo? Pois não quis nem analisar a situação e já foi julgando e criticando de maneira grosseira, então quem não é cavalheiro meu amigo?

          • Afonso RJ

            Muitas vezes concordo, outras vezes não, nem com a opinião nem com a maneira peremptória de expô-la da ALINE. Nem por isso vou faltar com respeito.
            Ela opinou sem faltar com o respeito num espaço público e livre. Nosso “amigo” foi GROSSO MESMO com a moça, assim como foi mais grosso ainda com quem a defendeu.
            Alega que foi bem educado com ela, mas logo de saída agride com um “não te perguntei nada”. Se isso não é grosseria, não sei mais o que é.
            Essa é minha opinião, e tenho todo o direito de expô-la, mesmo que receba cíticas (provavelmente grosseiras como tem sido até aqui), às quais doravante me reservo o direito de ignorar.

        • Carlos

          Não. Pessoas tem que ser respeitadas. Opiniões, crenças, posicionamentos tem que ser debatidas, criticadas e elogiadas com bons argumentos.

      • Juliano

        Concordo com tudo o que disse, Aline!

        Sem contar que, quando entrou, o rendimento do Renan foi pífio, só para constar.

  • Carlos

    Olha, se o Grozer não se machuca, não sei não.

  • Elcio

    Vai ser um jogaço. Bem ao estilo da final do handebol feminino no ano passado. É fato que não é o mesmo Brasil de antes, mas este campeonato mostrou diversas vezes que a equipe tem poder de reação. Seria melhor se o Murilo estivesse em boas condições físicas, mas sei que ele não vai deixar a peteca cair.

  • perseverant

    A Polônia tem um grande time e até acho que merece, depois de muito anos, ganhar um título importante como o Mundial, mas não precisa GANHAR OS PONTOS COM AJUDA DOS ÁRBITROS, fica muito feio, feio mesmo. A Alemanha foi roubada, lhe tiraram um set precioso e em um momento crucial da partida. Torço para que o Brasil ganhe amanhã, mas terá que lutar contra ÁRBITROS, FIVB, ARY GRAÇA E ATÉ O BRUNO VOLOCH, QUE ESTÁ POR LÁ, convidado da FIVB, como ele faz questão de dizer, PARA SECAR A EQUIPE BRASILEIRA.

  • klaus

    Time para vencer nós temos e muito, mas sinceramente estou muito preocupado com a arbitragem.Tanto se fala daquele jogo do Brasil com a Bulgária em 2010, mas até agora não vi a imprensa criticar a arbitragem desse Mundial e o quanto a FIVB está favorecendo a Polônia.A justificativa dada pela mudança das regras antes da terceira fase, alegando “sorte” ou “azar” foi o cúmulo .Essas coisas me causam muita indignação.

  • Aline

    Obrigado ALEMANHA, MUITO OBRIGADO MESMO!!!
    BERNARDINHO e Cia. agradecem muito o cansaço físico e psicológico que a PRESSÃO ALEMÃ EM TODOS OS SETS deu na POLÔNIA.
    A POLÔNIA está extremamente fadigada e terá menos horas de descanso que o Brasil.
    Enquanto o jogo Brasil 3×2 França terminou às 19 horas(horário da Polônia), o jogo Polônia 3×1 Alemanha terminou praticamente às 23 horas.
    Ou seja, o Brasil terá QUATRO HORAS A MAIS de descanso entre a semifinal e a final que a Polônia.
    A batalha entre Polônia e Alemanha durou 2h20min.

  • perseverant

    A TÍTULO DE LEMBRANÇA:
    – Em 1986 – NO MUNDIAL DA FRANÇA – Lembro muito bem de ter visto a campanha do Brasil pela Rede Bandeirantes, com Luciano do Valle e Álvaro José, ter presenciado o surgimento do Carlão para o time brasileiro e ter assistido aquele set incrível contra a França. (Brasil ficou em 4º lugar)

    – Em 1990, NO MUNDIAL DO BRASIL – ficamos também em 4º lugar. TV aberta transmitiu os jogos.

    Agora faço a todos vocês alguns questionamentos:

    1) Por que antigamente, quando não vencíamos campeonatos, as TV’s ABERTAS transmitiam os jogos do Mundial?
    2) Por que deixaram isso aconteceu com o VOLEI BRASILEIRO?
    3) QUEM DEIXOU ISSO ACONTECER? Quem são os responsáveis pela falta de divulgação?
    4) ONDE ESTÃO OS EX-ATLETAS DESSE ESPORTE, A EXEMPLO DO BERNARD, QUE SE ENVEREDOU PELOS CAMINHOS DA POLÍTICA, que não ajudam na divulgação da modalidade?
    5) Os títulos que o Brasil ganhou na era Bernardinho não foram todos pelo ralo, pois a grande massa não conseguiu vê-los?
    6) Que culpa tem a CBV na falta de divulgação do volei nacional?
    7) Que culpa tem os senhores Ary Graça e Nuzman nesse processo, sim, por que este último, depois que apresentou o volei ao país, sumiu?
    8) Os títulos das categorias de base, no masculino e feminino, tantos mundiais, não só servem para curriculum, pois muitos, além dos amantes do volei, tomaram conhecimento?
    9) Nós amantes da modalidade, não deveríamos lutar no Congresso Nacional, fazer lobby, assim como fazem os evangélicos, gays, católicos, pecuaristas, etc, pelas suas causas, a fim de fosse editada alguma lei para proteger a população contra os desmandos da principal rede de tv aberta, que esconde a modalidade.
    10) A quem interessou esconder essa modalidade dos canais abertos, será que foi um medo de transformar o Brasil em um país do volei, sim, porque o 2 lugar já conquistamos, mesmo com todo esse boicote da principal Rede de Televisão do país.
    11) Será que até hoje ainda tentam mostrar, mesmo que sutilmente, que volei é coisa de menina e, sendo assim, os meninos brasileiros teriam que continuar a praticar o futebol – coisa de macho, receber divulgação somente de futebol, embora tenhamos conhecimento de que há jogadores de futebol, inclusive ídolos, saindo com travesti, transexuais.
    12) Deixar os jogos de volei, sobretudo os importantes como o de amanhã, somente na TV PAGA, ajuda no processo de divulgação da modalidade?
    13) O que poderíamos fazer para mudar esse cenário?

    • Colega Perseverant!
      Enquanto aqui no Brasil os clubes estavam organizando a Superliga 2014/15, os dois presidentes da CBV estavam na Polônia, tentando faturar em cima de uma eventual vitória da seleção. Os clubes e os campeonatos nacionais estão entregues às baratas. A única coisa que importa é que a seleção continue ganhando, que o patrocínio do Banco do Brasil seja garantido, e que o contrato com a Rede Globo continue trazendo bons recursos para a CBV, mesmo que a Globo não transmita quase nada em canal aberto. A CBV virou uma superestrutura que vive em função de si mesma. Promover e fortalecer a prática da modalidade, para ela, é mero detalhe. Que os nossos dirigentes máximos do voleibol não se enganem: isso um dia vai acabar, pois a seleção recruta os atletas dos clubes. Se os clubes não forem fortalecidos, os grandes atletas vão desaparecer. Por enquanto, quem garante as pontas são pessoas com um talento excepcional, como o Bernardinho e o Zé Roberto.

  • perseverant

    Amantes do volei, vamos comentar matérias sobre o volei apenas em sites ou blogs que queiram o bem da modalidade, há alguns blogs que ficam detonando os times e aí depois vem com esse papinho de que estão torcendo a favor, falando bem agora em reta final. Fala sério. Eu agora só publico alguma postagem quando vejo que a notícia é imparcial. Profissionais rancorosos, tendenciosos e parciais, não merecem a nossa atenção. Espero que aqui no SAQUE LANCE, as matérias continuem assim.

    • Aline

      Apoiado persverant!
      Naquele outro blog do fofoqueiro rancoroso, bastou a seleção perder por 17×15 no tie break num jogo duríssimo pra descer a lenha das críticas, agora vem dar de bozainha?
      Foi convidado pra secar o Brasil na Polônia e plantar factoides…
      Eu não escrevo lá, não perco tempo lá… Mas tenho que defender a seleção brasileira e toda a sua garra para superar inclusive o RANCOR E O ÓDIO dos próprios brasileiros pessimistas e seca-pimenteiras.
      Essa seleção ganhou no trabalho de equipe, com titulares e reservas se ajudando. Todos se tornam importantes no grupo e merecem respeito, pois tão toda sua garra e dedicação nesse mundial.
      Difícil de ver em outras equipes como a de futebol e a de basquete do Brasil, a dedicação e o comprometimento que os meninos do volei tem.

  • Aline

    Já que o PAQUETÁ/VOLEISUL não foi aceito na SUPERLIGA, pensei em inscrever meu próprio time na SUPERLIGA.
    O nome do meu time é Ô LÁ EM CASA, também conhecido entre os mais íntimos como os GATÍSSIMOS DA ALINE!
    Meu critério de contratação foram os jogadores mais LINDOS E FOFOS DESSE MUNDIAL.
    MINHA EQUIPE DE BELDADES É:

    LEVANTADORES: DUSTIN SCHNEIDER/Canadá e FABIAN DRZYZGA/Polônia

    LÍBERO-DE-PASSE: MARKUS STEUERWALD/Alemanha

    LÍBERO-DE-DEFESA: MASSIMO COLACI/Itália

    CENTRAIS: ADEL GHOLAMI/Iran, SEYED MOHAMMAD MOUSAVI ERAGHI/Iran, NICOLAS LE GOFF/França e MARTIN RAMOS/Argentina

    PONTEIROS-PASSADORES: MURILO ENDRES/Brasil, MICHAL KUBIAK/Polônia, KEVIN TILLIE/França e FREDERIC WINTERS/Canadá

    OPOSTOS: GYÖRGY GROZER/Alemanha e GAVIN SCHMITT/Canadá

    TÉCNICA, MASSAGISTA, FISIOTERAPEUTA, RELAÇÕES PÚBLICAS, ETC…: euzinha mesmo ALINE!

    De perder o Fôlego não é? Também acho!
    Essa equipe nunca seria recusada na Superliga…

    • Naty

      kkkkk….muito bom! Só mexeria nos centrais….acho que tem um lugarzinho ai para o Sidão…..kkkk
      Tirei foto com o Grozer na Polonia……HOMEM LINDO! e ainda por cima super simpático……virou meu favorito!

    • Lilika

      Aline, vc é demais haha. Adorei seu time, e Grozer, ô alemãozão gostoso – comecei a prestar mais atenção nele em Londres-2012, mas depois que recentemente veio ao Brasil com o time russo e ganhou o mundial de clubes, “ô lá em casa” mesmo haha bjs… Bom jogo pra nós.

  • Rodrigo

    O Brasil vai entrar “pilhado” e focado 100%, espero sim um atropelamento. A Polônia atual é boa, mas chegou na final não apenas por méritos mas pela arbitragem e pelo regulamento modificado para a beneficiar.

    Engraçado que isso não aconteceu com a Copa do Mundo da FIFA e da FIBA, onde lá os regulamentos são seguidos sem tentativas de privilegiar o time da casa. FIVB é muito cara de pau. Enfim, para mim o Brasil vai vencer por 3×0 com 25×15 numa das parciais!

    Aliás, eu tinha até mais “medo” da França e dos EUA do que dessa Polônia! Até acho a Polônia de 2012 melhor que a atual.

  • Rafael

    Tudo pode acontecer amanhã, os dois times estão mtoo cansados, deu pra perceber isso na inconsistência do saque brasileiro, no entanto a Polônia estão beeem mais exausta, o único jogador com potência é o Wlazy, precisamos segurar ele e não deixar a Polônia abrir, eles jogam com animo da torcida abrir uma vantagem grande desanima geral…

    Alguns problemas do Brasil estão voltando e isso causa preocupação, o time tbm está no limite… Mário Junior começou a errar muitos passes, Lucarelli e Wallace começaram a perder bolas no ataque que não perdiam no mundial, inúmeros erros de saque e levantamentos ruins nas bolas de contra-ataque… Precisamos organizar isso melhor amanhã e parar o Wlazy…

    Que venha o último suspiro… Brasil é melhor tecnicamente, individualmente e tem um grupo muito forte, mas vai ter que lutar contra torcida e juízes sem vergonha, torcendo pelo tetra…

    • Rodrigo

      é que aquele time da França lemba os EUA, muito volume de jogo, a bola custa a tocar no chão… isso acaba irritando os brasileiros, acho que é por isso que o jogo dos americanos encaixa tão bem contra o Brasil.

      Claro que não dá pra ter certeza, mas acho que o Brasil passa como um trator hoje. São mais acostumados a grandes decisões, são mais técnicos, estão acostumados a jogar melhor com torcida contra e estão doidos pra devolver a derrota da terceira fase, além de serem os atuais tricampeões. Já os poloneses vão jogar com toda a pressão, acusação de favorecimento, já fizeram jogos piores que os brasileiros contra adversários mais fracos…

  • ana maria

    Que jogaço Brasil x França. Torcida à parte, agradeço a todos pelo belo espetáculo. Gosto muito da seleção da França, admiro o trabalho feito na Alemanha.As quatro melhores equipes deste mundial. Mas todos, todos, comissões, atletas em especial, fizeram um belo campeonato.Do ponto de vista de quem dirige as entidades é preciso melhorar, respeitar regulamentos e tratar o trabalho das equipes com respeito e seriedade que todos merecem.
    Como disse o Alexandre Stanzione (do Campinas) se pra nós espectadores o jogo é diversão pra eles -atletas e comissões técnicas – é trabalho e trabalho duro. Então respeitemos a todos.
    Parabéns mais uma vez à equipe brasileira e sua competentíssima comissão técnica. Que bom que não temos uma equipe mas um elenco maravilhoso.

  • Fernando Teixiera

    Seleção por seleção, sou mais a nossa! mas, acho que torcida deles, pode fazer a diferença, como tem feito até aqui carregando-os até a final.
    É o tipo de jogo que gostamos de jogar , acho que se mantivermos a cabeça fria e a concentração como no jogo da Rússia temos tudo para sair arena Spodek com o inédito tetra campeonato algo inimaginável de se pensar na era do vôlei moderno.GO BRASIL!!!

  • Erica

    Eu torço pelo Brasil até o fim, mas a FIVB e os poloneses não vão deixar o Brasil ganhar esse título!!! Vão começar a trapacear na arbitragem e isso vai deixar nossos jogadores nervosos, de qualquer forma parabéns ao Brasil por ter conseguido chegar na final mesmo com tanta coisa contra!!!

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo