A entrevista com Lucão, na íntegra



Para quem não comprou o LANCE! hoje, segue o link da entrevista com o Lucão.

http://www.lancenet.com.br/minuto/Lucao-dialogo-clubes-CBV_0_848915272.html



  • Felipe

    Boa tarde Daniel.
    Achei o jogo completo da final da Copa Panamericana de Volei feminino 2012.
    E no site ainda tem outros jogos.
    Se achar interessante postar esse é o link:

    http://www.livestream.com/copanamericana2/video?clipId=pla_def3126c-d3b3-4a80-b2b0-5defca4413f3&utm_source=lslibrary&utm_medium=ui-thumb

    Abraco.

  • Guga

    Antes dele sair por ai dando entrevista, deveria ter umas aulas de como bloquear em jogos de nivel internacional…

  • Gustavo

    Daniel, uma dúvida,

    você não vai mais comentar sobre os jogo da superliga no blog? Tivemos 3 clássicos na superliga feminina, e fiquei esperando pelo seus posts….mas nem RioxOsasco, RioxAmil, e AmilxOsasco tiveram posts comentando os jogos…

    seu blog era um dos únicos a comentar os jogos no Brasil….e então, parece que perdemos mais uma blogueiro nesse esporte

    • Daniel Bortoletto

      vou. assim que tirar os problemas do caminho.

  • Afonso RJ

    Assim como o Gustavo, eu também venho sentindo falta dos posts sobre os jogos, principalmente os clássicos.
    Mas em todo o caso, venho expondo meus pontos de vista sobre os jogos do feminino, mesmo em posts que embora relevantes, não foquem diretamente o desempenho das equipes em quadra.

    Senão, vejamos mais um jogo: Sollys 3×0 São Caetano.

    Jogo chatíssimo. Vi o primeiro set e depois fiquei zapeando, voltando de vez em quando só para acompanhar o placar ou ver alguns lances. Locutor e comentarista faziam das tripas coração para tentar dar um pouco de emoção.

    O S. Caetano até que melhorou um pouco em relação ao jogo anterior, mesmo porque tinha jogado tão mal que piorar era difícil. O seu melhor fundamento foi o saque, único que causava algum tipo de preocupação ao adversário.

    Sollys entrou sonolento, parecendo desinteressado, e ciente que no momento que quisesse ganharia o jogo. Foi cozinhando em fogo lento e só aumentava o ritmo quando estritamente necessário. Lembrou muito o jogo contra o lanterna São Bernardo. No segundo set, abriu uma vantagem enorme numa sequência de saques da Fabíola, graças a erros bisonhos do adversário e um fugaz aumento do interêsse pelo jogo, depois de uma bronca do Luizomar.
    No terceiro set voltou o desinteresse e quase consegue a proeza de ceder a parcial para o São Caetano. Deixou o set chegar no “vai a dois”, mas acordou a tempo e fechou o set e o jogo.

    Só mais um reparo: Quando digo que o Sollys entrou desinteressado, desconcentrado, sonolento, e que sabia que ganharia o jogo quando quisesse, não vai aí nenhuma crítica negativa a suas jogadoras. Apenas a constatação de uma situação decorrente do desnível técnico dos times, aliado a um natural desgaste de uma longa sequência de jogos numa época de calor e férias. Afinal ninguém é de ferro.

    • Daniel Bortoletto

      pode continuar fazendo as análises, Afonso.

MaisRecentes

E vem mais um Zenit Kazan x Sada/Cruzeiro por aí!



Continue Lendo

Após virada incrível no 3º set, Minas avança na Copa



Continue Lendo

O tetra está vivo! Sada/Cruzeiro na semi do Mundial



Continue Lendo