A difícil, porém correta, decisão das vagas olímpicas no vôlei de praia



A CBV confirmou, nesta quarta-feira, que as duplas Ágatha/Bárbara Seixas e Pedro Solberg/Evandro disputarão o torneio de vôlei de praia na Rio-2016. Vejam mais aqui: Vagas olímpicas na praia

A informação das duplas escolhidas havia sido antecipada pelo site Globo Esporte.com na semana passada. Elas irão se juntar às parcerias Alison/Bruno Schmidt e Taliana/Larissa, que terminaram em primeiro lugar no ranking olímpico brasileiro após desempenho no Circuito Mundial.

Julgo acertada a decisão da entidade, ao levar em conta principalmente o retrospecto que essas duplas tiveram no Circuito Mundial desta temporada, em comparação com Juliana/Maria Elisa e Ricardo/Emanuel, parcerias que também disputavam um lugar na Olimpíada. Tal critério me passa uma sensação de justiça na decisão.

Antes de embarcar para o México, falava exatamente sobre a dificuldade deste tema, principalmente no masculino pelo histórico mais do que vitorioso de Ricardo e Emanuel. Nunca seria uma decisão fácil deixar dois heróis olímpicos do país fora de uma competição como a Rio-2016. E mais do que o currículo pensava também no caráter, na índole destes dois gigantes do esporte nacional. Mas o desempenho deles na temporada internacional, sem medalhar nas etapas que contavam pontos nesta corrida nacional pelas vagas, fez a diferença. Não apaga em nada tudo o que eles fizeram pelo esporte brasileiro, mas justifica a decisão tomada.

Abaixo, um resumo dos resultado das duplas que brigavam pelas vagas olímpicas na temporada:

Open de Praga
Ágatha/Bárbara Seixas – ouro
Duda/Elize Maia – bronze

Grand Slam de Moscou
Larissa/Talita – ouro
Evandro/Pedro Solberg – prata

Major Series de Porec
Larissa/Talita – ouro

Major Series de Stavanger
Evandro/Pedro Solberg – ouro
Juliana/Maria Elisa – ouro
Ágatha/Bárbara Seixas – prata

Grand Slam de São Petersburgo
Ágatha/Bárbara Seixas – ouro
Juliana/Maria Elisa – prata
Fernanda Berti/Taiana – bronze

Campeonato Mundial da Holanda
Ágatha/Bárbara Seixas – ouro
Alison/Bruno Schmidt – ouro
Fernanda Berti/Taiana – prata
Juliana/Maria Elisa – bronze
Evandro/Pedro Solberg – bronze

Major Series de Gstaad
Larissa/Talita – ouro
Alison/Bruno Schmidt – ouro
Fernanda Berti/Taiana – prata

Grand Slam de Yokohama
Alison/Bruno Schmidt – ouro
Ágatha/Bárbara Seixas – prata

Grand Slam de Long Beach
Alison/Bruno Schmidt – ouro
Larissa/Talita – ouro

Grand Slam de Olsztyn
Alison/Bruno Schmidt – ouro
Larissa/Talita – ouro

Rio Open
Larissa/Talita – ouro
Ágatha/Bárbara – prata
Guto/Saymon – bronze

 

 



  • Maria

    também achei o decisão mais justa apesar de pela emoção querer ver Ricardo e Emanuel o ano que vem no Rio infelizmente os resultados não ajudaram e eu concordo que esse criterio tecnico foi mais justo vamos em frente parabéns para as duplas escolhidas acho que teremos muita chance de medalhas tanto no masculino quanto no feminino

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo