A difícil escolha de Bernardinho no levantamento



Segue na íntegra minha coluna Saque para a edição de domingo, 3 de julho, do LANCE!

Bruninho ou Marlon?

A dúvida sobre quem deve ser o levantador da Seleção Brasileira aumentou após o encerramento da fase de classificação da Liga Mundial.

Na vitória por 3 a 0 sobre a Polônia, quinta-feira, o Brasil fez seu melhor jogo em 2011 (palavras do capitão Giba), tendo Marlon, reserva de Bruninho em toda a campanha, como titular. E a discussão, que começou exatamente um ano atrás, recomeçou. E vale relembrar a “disputa” passo a passo.

Nas finais da Liga de 2010, Bruninho perdeu a titularidade justamente na decisão contra a Rússia. Ele foi irregular na vitória por 3 a 2 sobre a Argentina, começou mal no duelo contra Cuba e viu Marlon entrar, ajudar o Brasil a ir à final e virar titular no último jogo. Para quem gosta de confundir o Bernardinho técnico com o Bernardo Rezende pai, a alteração foi uma prova cabal de que os dois se separam na hora de escolher o melhor para a Seleção. Pode-se questionar se a alteração demorou, mas é incontestável que ela foi feita no jogo mais importante daquele momento.
Pela lógica, Marlon seria titular no Mundial da Itália. Mas um grave problema de saúde, que só não o tirou da competição pois o prazo de substituição havia sido encerrado, fez com que ele só tivesse condição de atuar já em Roma, na fase final. Bruninho reassumiu o lugar, superou momentos ruins sem um reserva no banco durante duas fases do torneio e, mesmo sem demonstrar a mesma velocidade de Marlon (esta é a principal diferença entre os dois), teve participação decisiva. Na semifinal, Bruninho torceu o tornozelo e foi substituído por Marlon. O reserva, mais uma vez, deu conta do recado. Para a decisão com Cuba, a dúvida sobre quem começaria durou até o aquecimento. O pé doeu, Bruninho pediu para não começar, mas a comissão técnica já havia entregado para a mesa a lista dos titulares. O jogador da Cimed, mesmo mancando em alguns momentos, se superou e foi um dos destaques do triunfo contra Cuba. Ganhou crédito.

Pela mesma lógica que faria de Marlon titular no Mundial de 2010, Bruninho, que neste sábado completou 25 anos, foi mantido no time-base na Liga de 2011. Mas não repete seus melhores momentos. Assim, está aí a maior interrogação do Brasil para as finais na Polônia. Hoje, eu escolheria Marlon para sair jogando.



  • Rafa

    Acho que Bernardinho está, justamente com a final da liga do ano passado, na cabeça.
    Marlon vai ser o curinga para um jogo contra os EUA, por exemplo.

  • Diogo Márcio

    Acho que não tem dúvida sobre o levantador. Marlon já havia atuado muito bem em suas passagens pela inversão do 5×1; teve o melhor set contra uma grande seleção (25-14), é no último jogo do Brasil mostrou para que veio e ainda foi o MVP.
    Outros levantadores mereciam vestir a camisa, EX.: Rapha que é o levantador papa título da europa… Só esse ano ganhou: Italiano, Liga dos Campeões e Mundial de Clubes ou William/Sandro.

  • Priscila

    Obviamente marlon deveria entrar. mas com vissotto de volta a titularidade, duvido que isso aconteça, pois o vissotto só joga com bolas lentas, e o bruno SÓ sabe levantar bolas lentas. Marlon obviamente é mto superior tecnicamente, levanta com mais velocidade e precisao e está a um ano luz do bruno no quesito levantamento. Dá dinamica, dá ritmo e continuidade ao jogo do brasil, distribui com uma qualidade e facilidade incrivel, e certamente o brasil sofrerá demais apostando numa melhora do bruno, até por que a bola com o vissotto ja está marcada, bem como as bolas de meio. Não podemos mais levar o campeonato com a barriga, nos arrastando com bolas raras e lentas nas pontas, tal qual as bolas raramente e mal levantadas para os ponteiros e facilmente bloqueadas…muito menos depender pura e simplesmente das bolas levantadas para vissotto e das bolas de meio com o lucao, que estao cada vez mais se tornando um problema pois obviamente bruno só atua em sua grande maioria com esses dois. A lentidão do bruno deveria ser compensada com sua precisão, e isso nao ocorre. O que segura bruno como titular, como mais uma vez dito, é seu entrosamento com o lucao, e vice-versa. E quero só ver se bernardo deixará o brasil sem o sidão como titular, e veremos como isso irá afetar o bruno ja que obviamente, claramente, o bruno nao tem nenhum entrosamento com ele, e tem mtas dificuldades, assim como tem com as bolas levantadas para o giba, murilo, e em menor escala o dante, que se vira com a sua altura para fazer milagre com as bolas do bruno, que quando nao levantada nas costas do ponteiro, sao levantadas colodas À rede. O jogo da seleção, ganhando OU PERDENDO, nao me agrada com o bruno como titular, ficamos mto suscetiveis a bloqueios, e nem mesmo o saque, proporcionando contra-ataques e o bom passe que temos tido vem ajudando a seleção. Marlon precisa ser o levantador titular, para o bem da seleção, mas confesso que acho isso muito dificil. e levando a coisa pro lado pessoal, por mais que fosse uma pessoa de boa indole, como acredito ser o bernardo, para mim seria quase impossivel nao favorecer meu filho, e nao tender a colocá-lo como titular, nao digo isso com nenhuma maldade, apenas acho que é a tendencia mesmo, basta ver que o Marlon precisou de uma mera doença no estomago para sair de sua posição titular, enquanto o bruno pode jogar mal o que for, esta sempre jogando. De qualquer maneira acredito que o bernardo aos poucos vai perceber que o bruno é insustentavel nessa situação, apesar deste ter uma garra incrivel, e um espirito de campeao invejavel, e justiça seja feita, nesse aspecto, o bruno ainda vence, talvez por estar mais rodado na seleção que o marlon.

  • Daniel acho que BRUNO e MARLON se completam na selecao, ainda mais que sempre tem a inversao do 5X1 os dois sempre estão em quadra. O que eu não gosto no BRUNO e´o fato de ele insistir na jogada quando o jogador erra: ele repete a bola para o mesmo jogador varias vezes, aí é toco atrás de toco, e o jogador acba sobrecarregado, além do que o bloqueio adversário já tá careca de saber dessa insistencia dele e marca pesado em cima. Ele já fez essa de repetir com o VISSOTO, THEO, GIBA e MURILO, até com os meios de rede ele já fez isso, e´claro que com menos frequencia. Fica muito marcado, se alguem errou, paciencia, faz outra jogada, o que não dá e´ficar insistindo no mesmo jogador. Nesse ponto prefiro o MARLON que mostra mais maturidade nesses momentos.
    ENFIM acho que o importante é os dois jogarem sempre com inversoes do 5×1: BRUNO e MARLON, porém acho que o BRUNO deve ser menos insistente nas jogadas para nao se tornar PREVISIVEL para o bloqueio adversario.
    Agora tbem acho que so postos devem ser WALACE E THEO que estao rendendo mais q o VISSOTO.

  • Mauricio

    Complicado…mas tem que jogar quem ele sentir que está rendendo mais naquele dia. Se ele consegue realmente diferenciar o filho do atleta, ninguém pode afirmar. Pessoalmente, acho o Marlon melhor que o Bruninho, mais rápido e resposável, porém vai do treinador saber escalar sua equipe.

  • Luciano

    Bom, queremos o melhor para o Brasil, só que espero que a decisão seja feita não tarde demais, porque agora são as finais, e não há mais tempo para ajustes. Mais na minha opinião seria: Marlon, Théo, Sidão, Rodrigão, Dante, Murilo e Serginho.

  • Afonso (RJ)

    Acho que todos nós somos muito mais irracionais que gostaríamos de admitiradmitir. Prova está que compramos utilitário caçamba 4×4 de 3 toneladas para ir ao trabalho e buscar criança na escola, entre outros disparates. Com isso quero argumentar, que por mais forte que seja o caráter da pessoa, por mais racional que se julgue, não dá para fugir totalmente da nossa natural essência instintiva. Outra prova está nas fobias, medos exagerados e irracionais.

    Agora, vamos ao ponto: por mais que eu acredite na honestidade e profissionalismo do Bernardinho, por mais que eu acredite que ele procure se basear exclusivamente em critérios técnicos e táticos, não posso deixar de pensar que bem lá no fundo, o fato do Bruninho ser seu filho não influencie no seu julgamento. Mesmo que de forma inconsciente e que ele não adimita nem para si próprio. Acho até que se ele conseguisse separar completamente o filho do jogador, estaria faltando algo de sua essência humana.

    Sempre confiei no Bernardinho, e sou seu fã de carteirinha, e confio no seu julgamento de quem realmente está melhor. Só que se não for o Bruninho, deve demorar um pouco mais. Só espero que essa demora não nos custe caro.

    PS: Daniel, um post urgente sobre o Pan Americano feminino, que está “pegando fogo”!!!!

  • Afonso (RJ)

    Desculpem os erros do comentário anterior: a duplicação do admitir na primeira linha, e mais adiante a grafia errada “adimitir”.

  • Ivan Coelho_Volei

    Concordo, com seus ponto Daniel, mas concordo tbm com o @Graça, na seleção eles se completam sim! A minha dúvida maior é quem serão os Meio de Rede. Pois, todos os 3 são excepcionais, porém nessa Liga Mundial, especificamente, Lucão e Rodrigão estão devendo no BLOCK. E o Sidão foi perfeito nesse fundamento. Minha pergunta é quem sairia pra entrada do Sidão?

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo