O calendário dos amistosos Brasil x Japão



A CBV confirmou as datas e locais dos quatro amistosos entre Brasil e Japão, no feminino, entre 10 e 18 deste mês.

Dois deles, nos dias 13 e 14, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, serão abertos ao público. Os amistosos acontecerão às 19h e às 11h, respectivamente. Ambos serão transmitidos pelo SporTV. Os ingressos para essas partidas poderão ser adquiridos a partir das 9h, do dia 10 de junho, na bilheteria do ginásio do Taquaral. O ingresso será trocado por 1kg de alimento e um agasalho. Cada pessoa poderá retirar no máximo quatro bilhetes.

Já nos dias 10 e 18, eles acontecerão sem TV e torcida. O primeiro será no Centro de Treinamento da entidade, em Saquarema. O segundo acontecerá no Maracanãzinho, no dia 18, às 18h30.



  • Rafael

    ansioso para ver a Macris colocando velocidade no nosso jogo!
    essa menina vai desbancar umas das selecionáveis: Dani – Fabíola, to sentindo..hehehhe
    brincadeiras a parte torço para uma mudança no padrão do nosso jogo já manjado pelos demais times e a Macris pode ser o caminho

    • Tomara.
      Tomara também que a Mari finalmente tenha sua chance de mostrar por que foi convocada.

    • Fernando

      Dúvido muito, não viaja.

      A Macris tem talento sim, tem disposição, é jovem e promissora. Terá tudo para ter sucesso em sua carreira.

      Mas na seleção dúvido que ela tenha oportunidade nas Olímpiadas, pois, o Zé é conservador e não arriscará o já certo feijão com arroz (Dani e Fabíola), se ele deixar Fabíola de fora novamente, será um grande fardo que ele carregará.

      Acredito em Macris para 2020.

      • Rafael

        Acho que você não entendeu quando eu disse que eu torço pela Macris e em nenhum momento já estava cravando seu nome nas Olimpíadas do RJ.
        Todos nós sabemos que o ZR é conservador, mas continuarei torcendo até o último minuto da convocação do ano que vem…
        boa sorte a todas!!!

      • Edu

        A Fabíola fez isso conscientemente e abriu a porta, melhor escancarou, para uma nova levantadora para o ciclo olímpico ao pedir dispensa da temporada inteira de 2015.Dando uma razão prática para o ZRG não convoca-lá para o ciclo olímpico.Talvez tenha pesado um pouco a razão da Fabizona e a Sheilla ,que jogaram menos partidas e viajaram menos milhagens a serviço do time, serem agraciadas com um licença de seleção de 3 meses.A Fabizona ,acho que para espairecer um pouco a cabeça e assimilar a redução salarial obrigatória do Sesi , na medida, fica se quiser, e a vinda da Jaqueline em condições pessoais tão favoráveis.Pediu para ir a Saquarema ajudar no treinamento mas dispensando participar das partidas oficiais nesse estágio dito de descanso.Atitude no minimo incomum se submeter a um regime de concentração elevada ,distante da família e lazer, e não optar por participar do melhor:a disputa da partida.Acho que ela quer é ferias de lidar pessoalmente com o Talmo com quem tem uma relação conflituosa,segundo o BV. Portanto as portas estão abertas para a Ana Tiemi e a Macris agarrar a oportunidade da segunda levantadora.Aposto mais na Macris nessa decisão.

  • Zé Roberto Bundaroes

    Não entedi o Zé tira a Rosamaria pra ela servi a sub 23,
    Sendo que essa catogotia só foi criada pra jogadoras ,que saíram da juvenil e não se firmaram na principal, sinceramente sem Tandara ,e ele aposta em Ivina,Monique e Barbara pelo amor de deus se elasnão vão joga então pra que convoca, só pra atleta fica se desgastando no treino e corre o risco de uma lesão, não adianta falar aquela Balela de que e pra ganha esperincia se as jogadoras que podem da experiencia(Sheilla)não esta lá.

    • Fernando

      Ele tirou a Rosamaria, para não fazer frente à Joycinha. Pois tudo indica que ela deverá ser a titular no Grand Prix…a IVNA não fará frente a Joycinha pode ter certeza, as duas atacam forte, porém, a Joycinha ataca mais alto e varia bem mais as jogadas do que os balões da IVNA.

      Ainda temos a Monique que tem um jogo semelhante ao da Sheilla. Em tese brigam pela 2ª vaga a Monique e Joycinha. (Barbara, IVNA e Rosamaria são só figurantes). E ano que vem ainda vem a Tandara atrasada para competir.

      Acho que pro Rio 2016, teremos ponteiras Jaqueline e Garay/Gabi, Natália será reserva e nem jogará fato.
      Levantadoras: Dani Lins e Fabíola.
      Opostas: Sheilla e Tandara ou Joycinha.
      Centrais: Thaisa, Fabiana, Juciely ou Adenízia.
      Líbero: Camila Brait e Sassá/Léia.

      O resto é tudo figurante nessa lista de 100 jogadoras.

      • Edu

        A Ivna também anda numa fase pessoal psicologicamente conturbada.Provavelmente perdeu lugar no Molico com a vinda da Lize e anda dando declarações mais afeitas a uma missionária.Não recebeu 5 % da pressão da Fabíola de três anos de time e a levantadora assimilou tudo de maneira ética e educada.Até mesmo sua dispensa do Molico em razão das próprias pressões externa.Ivna coloca uma foto do ZRG a observando e legenda “Jeremias 33:3 3 Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes”.Para bom entendor meia palavra e pingo.

        • Fernando

          A Ivna dispensa comentários, os muitos choros e tremedeiras dentro de quadro, já demonstram a fragilidade psicológica dela, isso que nem chegamos na parte técnica. No conjunto todo não rola.

      • Billy

        Prá mim a ADENÍZIA deveria cair fora de vez e dar lugar prá MARA(mais alta mais forte e melhor) Só cego não vê isso(mas como o boboca do ZRG continua no comando da seleção),prevejo que essa panaca da Adenízia ainda continuará presente entre as convocadas.É prá acabar…Bem que ela poderia ter uma contusão séria e deixar a ¨sua medíocre carreira¨de vez.Nunca consegui admirar e nem gostar dessa jogadora(péssima na minha opinião…)a única coisa que se salva nela ainda,é o seu bloqueio…mas que já esta começando a capengar também.Enfim…um horror de jogadora.

        • Lucas

          Adenízia é a terceira melhor central do Brasil! Ataca muito bem, bloqueia demais, inflama o jogo e dificilmente se desconcentra! Mara é mais alta, mas, ainda tem que comer bastante feijão. O ataque dela é meio fraco ainda. Enquanto isso a Adenízia tem o recorde de pontos de bloqueio feitos feitos em uma superliga, tanto no feminino quanto masculino. 123 FUCKING PONTOS! Tem ponteira e oposta que na liga inteira não ataca isso tudo. Tu deve ser torcedor do Rio pra ter esse ódio da Adê. Não gostar do clube é uma coisa, mas, não dá pra tirar o mérito da grande atleta que a Adenízia!

  • leo

    entrem no meu blog theworldvoleibol.blogspot.com

  • Jsg

    Espero que realmente o Zé Roberto Guimarães use estes amistosos para testar jogadoras como : Mari PB, Suelle, Rosamaria, Joycinha, Macris, Mara Leão. Pelo que o Zé falou as jogadoras do Rexona AdeS e Fernanda Garay não jogarão nesse inicio de testes. Os Eua estão testando novas jogadoras. É impressionante vê nos amistosos Eua x China a quantidade de jogadoras altas, jovens e de grande potencial de ataque. No 1* jogo vitória dos Eua com grande atuação de Karsta Lowe jovem recem-saída da universidade. No 2* vitória da China com grandes atuações da fenomenal Zhu Ting(ponta, 20 anos, e 1,95) e Yuan(central, 18 anos e 1,99). O Japao vem com o time titular que acabara de conquistar o torneio de Montreux. Vai ser excelente tests. A Seleçao niponica tem uma defesa e passe espetaculares. Veremos Como nossas atacantes irao atuar. Precisarao de potenciA e inteligencia. Meu time titular seria : Camila Brait; Macris; Mara/Letícia Hage; Suelle/Mari PB; Rosamaria.

    • Fernando

      A China é a seleção mais promissora de todas, pelo que vi é a seleção mais alta do momento, a Zhu Ting já é uma realidade consolidada e o time cada ano vem renovando uma jogadora nova em uma posição. Acredito que pra 2016, elas viram com time forte e consolidado.

    • Edu

      O mistão da Turquia ganhou o Torneio de Montreux diante do Japão por 3X2.

  • Jsg

    *japao foi vice campeao no torneio de Montreux.

  • Soares

    Esse é o ano de testes. Por isso apostaria em testar Rosamaria de ponteira e Barbara de oposta. Minha formaçao titular Para esses primeiros amistosos seria:
    Camila Brait; Macris; Mara/Leticia Hage; Rosamaria/Suelle; Joycinha.
    Jaque ficaria no Banco Para ajudar com sua experiences. Mais nao me admiraria se o zé escalar Dani e Jaque Como titulares. Enfim.

  • Fernando

    O Brasil vai ter trabalhar muito com o passe na mão para acionar as centrais Thaisa e Fabiana e a bola China da Juciely, além de impor muita velocidade e levantamentos precisos. Pqe nosso time é mais baixo e está muito marcado!

    No mundial de Clube já percebemos que as promessas Gabi e Natália não são nada perto dos bloqueios bem montados, praticamente sumiram e foram bloqueadas inúmeras vezes.

    O que teremos em nossa vantagem é a velocidade, se o passe for ruim, seremos presas fáceis para China e EUA.

    de passe só temos a Jaqueline, o passe da Garay está horrível e o ataque está igual a Mari/PP4. Natália é mediana no passe, porém, é instável no ataque, erra mais do que acerta. Gabi é mediana no passe e excelente contra times baixos, contra bloqueios altos ela só coleciona tocos.

    Espero que elas ganhem bagagem esse ano e trabalhem nos pontos fracos.

  • Zé Roberto Bundaroes

    Prefiro Juciely ou Carol, pra mim a Fe Garay só não pediu dispensa por que a ela viu que a Natalia ta jogando muita bola.dizem que ela não joga bem contra equipes de alto bloqueio,na verdade ela jogar sim o jogo contra Rússia no montroux ela marcou 24 pontos a mesma pontuação contra o krasnoda no mundial ta bom ou que mais o que falta a ela é sequência na seleção coisa que ela consegue graças as lesões.

    • Fernando

      Eu acho que o problema da Natália, não é falta de oportunidade. Desde 2010 ( no seu auge)ela vem sendo convocada , e depois venho o declínio com as cirurgias, mesmo assim o ZRG a convocou. Em 90% dos jogos ficou sentada ou carregando água e toalha das outras jogadoras (situação deprimente). Nos outros 10% que jogou, só errou passe, ataques, bloqueios e por aí vai.

      No Campinas sob o comando do ZRG, ela conseguiu regredir em todos os fundamentos. Agora sob o comando do Bernardinho, demonstrou uma melhora incrível no passe, voltou a saltar e pontuar no ataque, em tese vem evoluindo.

      O próximo passo é utilizá-la agora em 2015 para demonstrar a que ela venho, e prepará-la para 2016, é fundamental que Natália seja titular agora, por que deixar a Garay e Jaqueline de titulares nestes campeonatos inexpressivos é forçar a barra. Se não quem irá perder será a seleção, e a própria atleta que vem sendo utilizado como presépio humano e ganhando medalhas por tabela de graça nas costas de outras jogadoras.

      • Edu

        Para uma jogadora que foi considerada na sua fase a melhor sub 21 do mundo Natália esta muito aquém.Era uma rival direta da Kosheleva nos torneios da categoria e considerada até uma jogadora superior que a russa.O mundial de clubes colocou em evidencia o estagio tecnico de ambas no voleibol mundial feminino.Mas tem ainda muito a contribuir com a seleção brasileira.No momento dificilmente a vejo entre as titulares.A Fê tem menos potencia e mais baixa, oito centímetros, mas e bem mais rápida e dinâmica.

        • Fernando

          Pois é, inevitavelmente e obviamente a Natália tem vaga cativa e vitalícia na seleção. Espero e muito que ela contribua com a seleção e jogue pelo menos no mesmo nível que jogou nessa superliga, me dá uma angústia e desespero só de lembrar da Semi-final do Mundial ano passado, que não tinha ninguém para sair do banco e fazer a diferença. Imagina isso numa Olimpíada.

          O que me assusta na Natália é que ela em campeonatos internacionais quer dar uma de “KIM” jogadora completa e de várias jogadas, porém acaba errando acima do permitido para uma jogadora de alto nível.

          A respeito da Garay, concordo com você, ela é bem mais dinâmica e rápida, tá sempre tentando ajudar o time.

          • Edu

            O que faltou na semi do ano passado do mundial foi um toque de ousadia do ZRG. Perdido por um, perdido por mil.Também fiquei surpreso ele olhar o banco desanimado e se conformar que os EUA estavam engolnido a seleção brasileira no jogo de transição de velocidade e marcando as centrais no esquema de jogo revelado a exaustão por meses.Por que ele não trouxe unidades do time que enfrentou uma meia seleção estadunidense na fase classificatória e venceu de forma convincente.As consideradas reservas já estavam no tom para o jogo de velocidade e poderiam pelo menos fazer um pouco mais de calor contra o time titular estadunidense.Não aquela cara de descontentamento e conformismo emanado por ZRG pela Larson não estar tão seriamente lesionada quanto se esperava.Fora, o que se revelou mais tarde, ele novamente começou a criar novamente um clima de estranhamento com algumas jogadoras. E insistiu em não buscar nenhuma variação tática durante toda a extensão do Grand Prix onde as titulares eram praticamente intocáveis(conseguiram grandes resultados) e a Sheilla jogando bem abaixo da média e mantida na rotação titular e a Dani fazendo um mundial bem regular – no quesito mediano, aceitável.mas longe do destacável.

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo