A briga por posições na Superliga masculina



Com a sexta rodada do returno quase completa (falta apenas Sada/Cruzeiro x Ziober/Maringá, hoje), a Superliga masculina começa a definir claramente os grupos que brigam por posições para os playoffs.

O primeiro “grupo” é formado apenas pelo Sada, líder com 44 pontos, seis a mais do que o segundo colocado. Quase impossível acontecer uma reviravolta, ainda mais com os rivais colaborando.

Ontem, por exemplo, o Funvic/Taubaté, vice-líder e responsável por bater os cruzeirenses na semifinal da Copa Brasil, perdeu um ponto ao vencer o Voleisul/Paquetá apenas no tie-break. E só não perdeu a posiçã na classificação o graças ao Canoas. Os gaúchos comprovaram a boa fase e venceram o Brasil Kirin por 3 a 1. Os campineiros estacionaram em terceiro com 36 pontos, fazendo o segundo grupo da classificação ganhar um terceiro integrante. O Sesi, ao vencer o São Bernardo por 3 a 0, atingiu 34 pontos, em quarto lugar. A disputa deste trio pela vice-liderança vai ser um torneio à parte no restante do returno.

Em quinto lugar, com 31 pontos, o Minas ainda flerta com uma posição melhor. Ontem bateu o São José por 3 a 1. No papel, tem um elenco menos qualificado do que o trio acima. Ganhar ao menos uma posição já seria lucro.

O terceiro grupo é o da briga pelas últimas vagas nos playoffs. O Canoas demonstra claramente estar em crescimento e agora está em sexto, com 25 pontos. São cinco vitórias seguidas, nenhuma precisando do tie-break. Na sequência aparecem Maringá (23) e Montes Claros (22). Atualmente seriam os oito classicados para os playoffs.  Mas o Voleisul, com 19, ainda pode sonhar uma uma vaguinha.

UFJF (14), São José (9) e São Bernardo (5) já podem pensar na temporada 2015/2016.



MaisRecentes

Vaivém: Renan acerta volta para a Itália



Continue Lendo

Vaivém: Argentina marca golaço ao acertar com Marcelo Mendez



Continue Lendo

Vaivém: Kim, Boskovic e Larson no mesmo time



Continue Lendo