6.600



Foi o público da partida Brasília 1 x 3 Unilever, ontem, no Distrito Federal.

Marca bem maior do que vários jogos de clubes grandes do futebol brasileiro em partidas pelos campeonato estaduais.

Parabéns aos torcedores do Brasília pela marca.

PS – O número não é o recorde desta edição. O Maranhão/Cemar teve um jogo com 7 mil pessoas, como relembraram dois atentos leitores do blog.

 



  • Eduardo Bernardo

    Olá, Daniel, boa tarde. O público da partida que você citou não foi o recorde dessa Suerliga, não. Houve público maior em Maranhão x Unilever, em 21/01/2014, partida que foi vista no ginásio por 7200 pessoas, segundo a súmula da CBV: http://www.cbv.com.br/v1/superliga/estatisticas/p2103F.pdf

    Note que pelo menos em outras duas oportunidades a torcida do Maranhão igualou ou superou os 5000 torcedores. Dia 22/10/2013, no confronto entre o time local contra o Brasília, foram exatamente 5000 espectadores (http://www.cbv.com.br/v1/superliga/estatisticas/p215F.pdf); já em 10/01/2014, na partida contra Osasco, havia 6200 pessoas no ginásio (http://www.cbv.com.br/v1/superliga/estatisticas/p293F.pdf).

    Enfim, o time pode não ser bom de bola, mas é inegável que é bom de público.

    Abraços,
    Edu

    • Carlos

      E infelizmente o Maranhão não teve um único jogo disputado no Castelinho televisionado, não acho que seja problema de logística da Globo porque os jogos da equipe de basquete do estado sempre são transmitidos.

  • Franco Batista

    Daniel, você errou, meu caro. 6.600 não é o recorde da Superliga, pois Maranhão, no jogo contra o Molico, colocou mais de 7 mil pessoas no ginásio. Basta conferir notícias e súmula da CBV

    • Daniel Bortoletto

      verdade. vou corrigir

  • wms

    Pena que o Brasília não soube honrar esse comparecimento todo. Elisâgela estava inspirada, mas seus 24 pontos (ou 25, não sei) foram devidamente compensados pelos 27 erros do time. Mais uma vez um time dos médios-quem-sabe-um-dia-grandes perdeu pra sí mesmo, jogando contra um Rio que saiu no lucro depois da atuação nada convincente. Após o apagão do terceiro set, penso que o justo mesmo era uma derrota nesse estilo. O mesmo Brasília viu, na última sexta e no mesmo Nilson Nelson, o Praia Clube entrar em colapso no terceiro set. Contudo o Praia fez diferente no quarto set e liquidou as coisas, postura que o Brasília não soube ter ontem.
    Pelas notícias da rodada, parece que será um mal negócio pra Pinheiros, Brasília ou Praia, pegar o Sesi nas quartas de final: Melhor um Rio sem convicção do que um Sesi na ascendente.

  • Carlos

    Nesse jogo eu vi pela segunda vez nessa temporada uma jogadora da Unilever cair nas lágrimas após a partida, acho que nem todas tem preparo psicológico para lidar com o assédio moral.

  • Osmar Cordeiro

    Uma força a mais pro Brasília , se souber aproveitar a estrutura do ginásio e trazer a torcida pode transformar num caldeirão . O Maranhão foi bravo mesmo e a torcida está de parabéns , trouxe o maior público até agora da Superliga seja masculina e feminina e uma pena que Sportv não tenha transmitido nenhuma partida e espero que o time continue para a próxima temporada . O Uniara e Barueri trouxeram bons públicos tbem comparados com os tradicionais . Já na superliga masculina os dez maiores públicos é do Moda Maringá , mesmo com o time oscilando e ficando na oitava posição o público não deixou de apoiar a superliga inteira com a incrível média de 4,240 , o maior foi 4,700 contra o Canoas e o menor 2,950 contra o Juiz de Fora .

MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo