Mass Effect Legendary Edition é a experiência definitiva que o mercado esperava



Versão remasterizada da trilogia clássica, Mass Effect Legendary Edition chegou entre nós no último dia 14 de maio, para PC (via Origin, aplicativo EA Desktop e Steam), Xbox One e PlayStation 4 com retrocompatibilidade otimizada para Xbox Series X|S e PlayStation 5. 

Para muitos novatos no mundo dos games, a relevância de Mass Effect não é devidamente reconhecida. Agora, embora haja ressalva quanto ao público brasileiro (falaremos disso posteriormente), isso é possível, pois a EA trouxe a trilogia ao mercado, somada a cerca de 40 DLCs, e a tornou uma experiência definitiva da série.  

Antes de resenhar acerca da jogatina do blog Press Start, vale sublinhar dicas trazidas pela própria equipe de desenvolvimento. Confira:

Mass Effect Legendary Edition é lançado com bug estranho no Xbox | Jogos |  Tecnoblog

Dicas para iniciantes:

– Mass Effect oferece uma combinação única de ação e interpretação de papéis. Se você reservar um tempo para conversar com seus companheiros de tripulação, você descobrirá que construir esses relacionamentos e desenvolver a personalidade de Shepard pode impactar nas suas oportunidades de jogo.

– Se você está tendo problemas com um cenário de combate, considere quais companheiros de esquadrão você está trazendo com Shepard. Certifique-se de que todos estejam devidamente nivelados e com o melhor equipamento. Não se esqueça de sua capacidade de direcionar as ações de seus companheiros de equipe.

– No primeiro Mass Effect, as armas usam um sistema de resfriamento e a coleta de munição não é necessária. Mass Effect 2 introduz um botão de recarregar e requer que os jogadores encontrem e usem clipes térmicos. O gerenciamento do resfriamento da arma não é mais levado em consideração.

Dicas para jogadores antigos:

– Se você estiver procurando por um conteúdo de DLC específico, entenda que, agora, muitos desses conteúdos estão integrados à experiência de maneira mais orgânica, em vez de se tornarem disponíveis imediatamente após a compra, como originalmente.

– Em Mass Effect, as armas agora podem ser usadas em todas as classes sem nenhuma penalidade, embora o treinamento especializado para essas armas ainda seja específico da classe.

– A escala Galactic Readiness foi reequilibrada e agora é exclusivamente influenciada pelo conteúdo que você completa em toda a trilogia. Se você pular direto para Mass Effect 3, precisará completar quase todo o conteúdo disponível se quiser um final que salve mais vidas.

Mass Effect Legendary Edition detalha o ajuste de jogabilidade,  rebalanceamento e muito mais - PS Verso

EXPERIÊNCIA DEFINITIVA E REVITALIZADA 

Primeiramente, vamos comentar sobre um fator que tem sido circulado há um tempo e que você, possivelmente, já sabe e se irritou (com razão): não dublagem e nem sequer legendas em português. Um total de zero localização.

Pois bem, dito isso, esteja ciente de que se o investimento tiver como esteio o quesito gráfico, use tranquilo o seu cartão: as melhorias gráficas são robustas e fazem jus ao retorno de Mass Effect ao mercado. A modelagem está refinada, a iluminação precisa e as sombras com qualidade significativa, além de texturas com maior resolução e efeitos que “limpam” a tela do jogador, cuja disponibilidade em 60 fps e com 4K de resolução (do PS4 Pro e Xbox One X para cima) é um chamariz e tanto.

Dá para dizer que o jogo ganhou em qualidade de vida, e, ademais, otimiza a nossa, já que o tempo encurtado de loading dos cenários foi reduzido drasticamente (elevadores deixaram de ser entediantes).

A jornada repaginada da BioWare também agrada com o auxílio de mira no primeiro jogo (lançado no aparente distante 2007), com a dinâmica aprimorada nos combates, inclusive nos ataques corpo a corpo, e mecânicas de movimentação em geral. Em suma, a jogabilidade recebeu um capricho para crítico severo nenhum pôr defeito.

Outro ponto que eu comemorei bastante, e que já foi motivo de diversas piadas anteriormente, tem a ver com a física melhorada do veículo Mako – vale destacar que é possível, mas não indicado (vai por mim), alterar as configurações e pilotar com o controle original.

O inédito modo fotografia, cada vez mais utilizado entre os jogadores, é a cereja do bolo na exploração do estimado RPG de ficção científica, cuja essência narrativa, em que escolhas moldam o roteiro, permanece como o principal atrativo do game. Não dá para sublinhar o quão único é a linha narrativa da trilogia original de Mass Effect, em que é necessário ter paciência para acompanhar os ricos e densos diálogos e saber que você pode se frustrar ao se apegar a alguns personagens (o que não é um estorvo, que fique claro).

VALE O PREÇO?

Em tempo: o preço de Mass Effect Legendary Edition se encontra na faixa de R$ 300 nos consoles e no PC. Se levarmos em conta que são três jogos longos, que vão gerar para lá de 100 horas de jogatina, é um preço justo para os atuais padrões nacionais.

O que complica e afasta muitos, de fato, é a não presença de PT-BR – brasileiros já fizeram até petições virtuais, mas nada ainda de resposta da EA. Se a preocupação é o divertimento em si, seja para quem teve um contato anterior ou para quem é novato, Mass Effect Legendary Edition é a inspeção definitiva dessa galáxia tão marcante pela jogabilidade fluida e complexidade das relações interpessoais.



MaisRecentes

Falta pouco! Veja o calendário da E3 2021



Continue Lendo

Felipe ‘YoDa’ traz Pedro Qualy e Krawk em novo marco do livestreaming de música na Twitch



Continue Lendo

O crescimento dos naming rights nos eSports



Continue Lendo