LANCE! analisa como chega o Keyd Stars para semifinal do CBLoL contra a INTZ



No próximo sábado acontecem as semifinais do Campeonato Brasileiro de League of Legends e a primeira partida é entre Keyd Stars e INTZ, no sábado, às 13h. Recentes rivais, o histórico dos confrontos não é nada positivo para a Keyd, mas a equipe liderada por Murilo ‘Takeshi’, conta com a experiência de Revolta e Yang, ex-jogadores dos Intrépidos, e as habilidades de esA e Ziriguidun para o confronto decisivo.

Badalada como a principal favorita à conquistar o título do CBLoL antes do início da competição, a Keyd Stars sofreu na fase classificatória. A nova equipe de Gabriel “Revolta” e Felipe “Yang” esteve abaixo do esperado. A vaga na semifinal só apareceu na última rodada. Com apenas três vitórias na fase de classificação, a Keyd Stars sofreu inúmeras críticas após seguidas atuações ruins. Classificada apenas na quarta colocação, a Keyd Stars enfrentará na semifinal a INTZ, time com a melhor campanha e badalada justamente pela capacidade da comissão técnica capitaneada por Peter Dun.

Confrontos contra a INTZ:
 
Vitórias: 4
 
Derrotas: 6
 
Empate: 2

Line-Up:

GABRIEL “REVOLTA” HENUD: 

Desde 2015, é impossível falar em LoL competitivo no Brasil e não ter Revolta como sua figura central. Rápido como e fatal em suas emboscadas, principalmente com o seu famoso Lee Sin, Revolta é um caçador imprevisível e de liderança cada vez mais apurada. Após vencer quatro etapas do CBLoL, o caçador estrela da Segunda Temporada do Legends Rising volta para sua terceira passagem pela Keyd Stars após revolucionar o cenário em dois anos de INTZ. kha’zix e Elise foram seus principais picks nesta temporada do CBLoL 2017.

FELIPE “YANG” CA YEG ZHAO:

É difícil receber a alcunha de “revelação” e sobreviver o suficiente para conquistar títulos, e Yang é um caso emblemático. Apontado como destaque em 2014, ele demorou a emplacar e se viu longe dos holofotes até 2015. A entrada de Revolta na INTZ o transformou em um dos topos mais temidos do Brasil, seja com seu Rumble e Equalizadores fantásticos ou seu Gnar atordoando cinco jogadores em uma final de CBLoL. Conhecido por jogar com campeões mais carregadores do que de utilidade, Yang é atualmente um dos topos a serem batidos, e já tem experiência de sobra para não se intimidar com a pressão do palco, da torcida e dos jogadores adversários. Renekton e Shen foram seus principais picks até agora na temporada de 2017.

MURILO “TAKESHI” ALVES:

Mestre na rota do meio, eterno capitão Murilão, veterano do cenário brasileiro. Takeshi tem quatro vice-campeonatos de CBLoL (CBLoL 2013 e 2014, Primeira Etapa 2015 e 2016) e ainda luta pelo título brasileiro e para poder representar o Brasil lá fora. Rival de Kami desde o início dos tempos, não só tem um estilo agressivo e ágil na rota do meio como ainda puxa para si as responsabilidades do time fora de jogo, conversando e motivando os companheiros. No CbLol 2017, Ryze e Cassiopéia foram seus principais campeões.

ANDRÉ “ESA” PAVEZI:

Após um começo explosivo em 2014, esA tomou suspensão de um ano do cenário competitivo pela prática de elojob. Persistente, o atirador retornou motivado para se redimir do passado, e provou que seu período afastado não afetou o seu nível de jogo. Conhecido por dominar campeões de estilos de jogo diferentes, como Tristana, Vayne e Lucian, esA atualmente briga pelo posto de “melhor atirador brasileiro”, tendo sido considerado o melhor jogador da Primeira Etapa de 2016. esA tem utilizado bastante Varus e Ashe no CBLoL 2017.

PEDRO “ZIRIGUIDUN” VILARINHO:

Ziriguidun disputou o CBLoL 2013 pela ActioN, e ajudou a KaBuM a chegar ao Mundial 2014 como técnico – no período em que cumpria suspensão por elojob. Conhecido por ser um suporte de ofício e extremamente habilidoso com campeões tanques (como Alistar), de vagueio (Bardo) e mesmo passivos (Janna), Zirigui tem tudo para se consolidar como um dos principais suportes do Brasil. Zyra e Karma foram seus principais picks nesta temporada

THIAGO “Djokovic”MAIA:

Coach (Técnico) Vice-campeão com a CNB na última etapa da temporada de 2016, Djoko é conhecido por suas ótimas táticas e seu dedo de ouro nos picks e bans. A saída do treinador dos Blumers rumo ao Keyd foi bastante tumultuada e pegou de surpresa os jogadores de sua ex-equipe.

História:

A história da Keyd é uma de pioneirismo e grandes investimentos. Na temporada 2013, contratou a equipe campeã brasileira de 2012 e fez história ao vencer os coreanos da Incredible Miracle na IEM 2013 em São Paulo; em 2014, fez a mudança radical que abalou o cenário brasileiro, montando um time dos sonhos e trazendo os coreanos Winged e SuNo, além de brTT (da rival paiN) e takeshi (da também rival CNB). Mas, assim como a Keyd de 2013 decepcionou nos torneios oficiais, a de 2014 foi surpreendida pela KaBuM na Regional Brasileira e não teve um final feliz. Jogadores foram e vieram, e a equipe começa a temporada 2015 com dois novos coreanos: DayDream e Emperor, ambos ex-CJ Entus Blaze, uma das equipes mais tradicionais da Coreia. Em 2016, a equipe chegou até a final do primeiro split do CBLoL e foi derrotada justamente pelo seu próximo adversário desta temporada da competição, a INTZ. Em 2017 o badalado time do Keyd entrou na competição como um dos favoritos, mas só conseguiu a classificação para os playoffs na última rodada e com a última vaga.

Histórico em torneios oficiais:


2016

2º lugar CBLoL – 1ª Etapa
4º lugar CBLoL – 2ª Etapa


2015

2º lugar CBLoL – 1ª Etapa
3º lugar CBLoL – 2ª Etapa
3º lugar CBLoL – Pós-Temporada


2014

1º lugar CBLoL – Liga Brasileira
4º lugar CBLoL – Regional Brasileira


2013

5-8º lugar Campeonato Brasileiro
5-8º lugar Desafio Internacional (BGS)




MaisRecentes

Análise Press Start – Terra-Média: Sombras da Guerra



Continue Lendo

Bethesda divulga trailer de lançamento de Wolfenstein II: The New Colossus



Continue Lendo

Expansão Corridas Metamorfose já está disponível para GTA Online



Continue Lendo