Jogamos o Early Access de Might & Magic Showdown; Confira o que achamos!



Might & Magic Showdown ainda está em desenvolvimento, mas a Ubisoft já disponibilizou um Early Access para os clientes da Steam. Nós do Press Start fomos agraciados com uma cópia e vamos contar o que achamos de game.

Uma mistura de elementos

Might & Magic Showdown é um daqueles games que nos faz quebrar a cabeça para enquadrá-lo em uma categoria. São alguns estilos que se fundem em um gameplay único no mercado e bastante divertido.

O foco principal é o multiplayer e seu sistema de progressão, o que nos dá a clara sensação de estarmos jogando um MOBA, só que na verdade os confrontos acontecem no 1×1. Cada um dos jogadores tem controle de um herói, que possuem habilidades especiais que alteram a estratégia dos duelos. Além deste personagem principal, seu exército é constituído de servos de suporte que são programados pelos próprios jogadores usando um sistema de táticas parecido com o que temos em Dragon Age: Origins.

E para fechar esse pacote adicione à mistura um elemento que, sem dúvidas, é o mais interessante e único de Might & Magic Showdown. É possível customizar completamente o visual dos personagens com o sistema de pintura, que te permite usar bases predispostas ou usar toda a sua criatividade para dar vida às miniaturas. Vamos avaliar mais detalhadamente cada uma dessas características.

Combate

Might & Magic Showdown se difere do restante dos games de seu segmento no mercado, e isso se dá devido ao estilo de duelo que encontramos no jogo. As batalhas acontecem em torno de heróis e seus servos, e duram em média três a quatro minutos.

Na versão Early Access da Steam, tivemos a oportunidade de usar sete heróis e 13 criaturas da série Might & Magic. Personagens clássicos da franquia, como o Ciclope e o Titã estão na lista. São 31 anos de conteúdo a ser explorado, portanto não vão faltar ideias e novos caminhos a serem trilhados pelos produtores.

O combate em si é simples de se aprender, mas leva tempo para se masterizar. Há os ‘tanks’ e os ‘DPS’, e as táticas são claras quanto aos seus efeitos. O problema volta a ser na interface. A barrinha de cooldown das habilidades dos heróis fica na parte de baixo da tela, te distraindo do que acontece no campo de batalha.

Essas habilidades dos heróis devem ser escolhidas antes do combate, e você deve decidir qual selecionar de acordo com o seu estilo de jogo. Veyer, o herói padrão, por exemplo, possui tanto um golpe corpo-a-corpo quanto um feitiço de longo alcance.

Além do herói, é possível customizar o comportamento das criaturas que eles levam ao campo de batalha, mas que não são diretamente controladas pelo jogador. A interface desta vez ajuda, apesar de o sistema ser um tanto complicado. Você deve escolher um alvo e as condições de ataque a ele. Com isso feito, uma combinação de habilidades forma uma ‘chain’ que causa mais dano dependendo de seu tamanho, o que impacta também no tempo de duração dela.

Além da parte multiplayer, ainda há também uma campanha, que serve mais como uma forma de tutorial antes de você se aventurar no mundo online. São 30 cenários bastante severos que vão te dar uma base melhor de como se portar no campo de batalha.

Tanto na campanha quanto no multiplayer, cada vitória te recompensa com moedas que podem ser usadas para comprar novas unidades na Miniature Shop. A interface da loja não é das melhores, e é bem cansativo e confuso ter que olhar cada uma das peças para achar a que você procura. Algo que esperamos que melhore na versão final.

Desperte o Picasso em você!

Além de todo o lado estratégico, Might & Magic Showdown apresenta um sistema único de personalização dos personagens. Apesar de ser algo totalmente opcional, é absolutamente divertido. E descobrimos que mesmo o nosso estagiário, que mal consegue pintar dentro das linhas, consegue fazer um excelente trabalho.

A variedade de opções é bem grande e deixa a sensação de realmente estarmos criando um personagem único. Você pode usar um pincel, para um ‘approach’ mais simples, ou realmente mergulhar na customização, mexendo com a iluminação e sombreado das unidades.

CONCLUSÃO

O conteúdo oferecido pelo Early Access de Might & Magic Showdown nos deixa certo de que o game é único no mercado. Resta saber se a versão final vai saber utilizar essa base para construir um game sólido e que se mantenha divertido ao longo do tempo, com conteúdo novo e novidades no gameplay.

PONTOS POSITIVOS:

  • Combate dinâmico e estratégico
  • Altíssima customização

PONTO NEGATIVO

  • Interface é confusa em certos pontos

NOTA: 8/10

Gostaríamos de agradecer à Ubisoft, que nos cedeu uma chave para o Early Access de Might & Magic Showdown na Steam.

 

 



MaisRecentes

Em noite de gala, Team One se destaca e Felipe ‘brTT’ é eleito o craque da galera no prêmio CBLoL



Continue Lendo

Toma-lhe GOTY! Os cinco candidatos ao prêmio de Melhor Jogo de 2017



Continue Lendo

Análise Press Start – Assassin’s Creed Origins



Continue Lendo