Em clima de final, BRK bate NoX e avança no Brasileirão Rainbow Six



A rodada deste domingo do Brasileirão Rainbow Six teve clima de final até o último minuto. No primeiro jogo do dia, a BRK E-Sports venceu a NoX Gaming por 2 a 0 e se classificou para os playoffs. Na outra partida, no tradicional clássico PAINTZ, foi a vez de a já classificada paiN Gaming vencer o INTZ eSports, por 2 a 0, mantendo-se tranquila na ponta e garantindo posto de líder do Grupo A do Campeonato Brasileiro de Rainbow Six Siege.

Com seis pontos, a BRK avançou aos playoffs na segunda posição. Com três pontos, a NoX, que tinha chances de se classificar, acabou eliminada da competição. O INTZ ficou na lanterna, apesar de o clássico com a paiN – que terminou com sete pontos, na ponta da tabela – ter sido emocionante e duro durante toda a disputa.

No próximo domingo (6), serão definidos os times que irão enfrentar a paiN e a BRK nas semifinais do campeonato. Black Dragons e Merciless Gaming serão protagonistas do duelo decisivo pelo segundo posto do Grupo B. Na sequência, a Team Fontt, já classificada, pegará a Operation Kino.

BRK E-Sports x NoX Gaming

Clima tenso e classificação para os playoffs marcaram a vitória da BRK, em duelos emocionantes do começo ao fim.  André “Nesk” Oliveira, Júlio “Júlio” Giacomelli, Lucas “Yuuk” Rodrigues, Leo “Zigueira” Duarte e Leone “One” Kayque foram os escolhidos da BRK para a decisão. Já a NoX Gaming, que fez campanha parecida com a da adversária até esta rodada, contou com Vitor “Hugzord” Meneses, Thiago “xS3xycake” Reis, Luiz “Lipezord” Filipe, “Henrique “sSeiiya” Sanchez, Jaime “Cyb3r” Pereira.

No mapa Banco, o primeiro da tarde, a BRK venceu por 5 a 0, diminuindo a confiança do adversário. Embalado, o time continuou dominando o rival no mapa Litoral. Mas desta vez o duelo foi mais equilibrado e terminou 5 a 3.

A BRK agora está entre as quatro classificadas para os playoffs. E, para isso, a equipe teve de inovar as suas táticas. Isso porque o time vem de bons resultados recentes, inclusive o vice-campeonato na divisão LATAM da Rainbow Six Pro League, que fizeram com que o jogo da BRK ficasse “previsível” para os adversários.

– A gente conseguiu ir para a semifinal na temporada passada também, o que já foi muito legal. E a gente lutou para avançar e inovar mais uma vez. Foi difícil da última vez, porque no mundial ninguém acreditava na gente, mas o que saiu de negativo disso é que as nossas táticas ficaram muito óbvias e começamos, no início do Brasileirão, a perder para muitos times que não são tão fortes. Mas a disputa foi justa”, afirmou Leo “Zigueira” Duarte, capitão da BRK, que, em seguida, mostrou respeito à NoX e os consolou pela derrota. “Sobre a NoX, durante os intervalos entre os mapas, eu encontrei com o sSeiiya e disse que eu acredito muito neles, eles são trabalhadores. Treinam mapas incomuns como Litoral, coisa de quem estuda e se dedica ao jogo. Eu respeito isso, sei do trabalho deles. Respeito muito isso. Sei que perder nessa ocasião é muito chato, por isso eu disse que acredito neles – comentou.

Henrique “sSeiiya” Sanches elogiou o desempenho da NoX no BR6, mas para ele o time poderia ter ido mais longe na competição. E esse aprendizado será importante para o futuro da equipe no cenário. E não descartou até mudanças.

– É muito bom chegar até esta fase, mas eu esperava ir mais longe. Eu me dediquei muito, então era isso o que eu desejava. Conseguimos chegar até está etapa, que nos serviu de aprendizado. Nós agora iremos avaliar a nossa atuação coletiva e individual e entrar num consenso quanto à escolha de cada um sobre seguir na equipe ou sair. Depositamos toda a nossa confiança nessa disputa, jogamos dois mapas não muito corriqueiros nas partidas – Fronteira e Litoral, que estudamos muito. Mesmo assim, a BRK é muito forte e tem uma análise rápida jogo a jogo, o que os fez desvendar as nossas táticas e nos vencerem – afirmou

paiN Gaming x INTZ eSports

O segundo confronto do dia foi o clássico PAINTZ. A paiN já estava classificada para os playoffs desde o último domingo (23), mas garantiu a liderança do grupo ao vencer por 2 a 0. A vencedora do clássico jogou com João “yoona” Gabriel, Wagner “wag” Alfaro, Guilherme “Revo1Tz” Constancio, David “SpawNsss” Couto e Vinicius “Noted” Mancinni. Já os Intrépidos foram com Adenauer “Silence” Alvarenga, Douglas ”Ninja” Meireles, Gabriel “Fk” Bailer, Gabriel “gCR” Correa, Daniel “Lend4” Ferreira.

No mapa Chalé, o jogo foi dominado pela paiN, que fez 5 a 1. A disputa seguinte, no mapa Casa de Campo, foi equilibrada, mas a paiN venceu de novo, desta vez por 5 a 3. Esta foi a terceira vitória em três jogos da equipe no Brasileirão Rainbow Six.

João “yoona” Gabriel, da paiN, diz estar focado quase exclusivamente no BR6. E projeta que agora é se preparar para os playoffs da competição: “A gente tem treinado bastante. Estamos bem felizes com os resultados. Em outros campeonatos não conseguimos anotar tantas vitórias com o mesmo desempenho, mas estamos muito confiantes no título do Brasileirão Rainbow Six 2017”.

Gabriel “Fk” Bailer, do INTZ, assume que a equipe teve um desempenho aquém das demais. Mas atribui a má fase à formação recente da equipe, com jogadores com pouca experiência em eventos presenciais:

Esse é um time novo, que teve seus integrantes numa mesma casa juntos pela primeira vez. Todos nós migramos de outros jogos, com exceção do Silence. Nós teremos agora um tempo para pôr a cabeça no lugar. Para nós, é sempre legal participar de um clássico PAINTZ, mesmo tendo perdido. Deixa a galera agitada com o duelo. Nós já sabíamos que não estávamos mais classificados para a próxima fase, mas mesmo assim nos esforçamos para uma boa disputa –




MaisRecentes

Análise Press Start – The Evil Within 2



Continue Lendo

Análise Press Start – Terra-Média: Sombras da Guerra



Continue Lendo

Bethesda divulga trailer de lançamento de Wolfenstein II: The New Colossus



Continue Lendo