Em Budapeste, Eslovênia vence o primeiro Campeonato Mundial de Escape Rooms



No último sábado, Budapeste recebeu o primeiro campeonato mundial de Escape Rooms. A competição teve seletivas em 25 países e mais de 9.000 inscritos. Na grande final, apenas dois times participaram e a Eslovênia fez história ao derrotar a Ucrânia, na primeira edição do Red Bull Mind Gamers.

As duas equipes só descobriram que estavam na final durante uma transmissão ao vivo de TV, com os resultados das semifinais mantidos em segredo total. Assim, eslovenos e ucranianos tiveram 90 minutos para decifrar segredos em salas cheias de enigmas e que testavam sua capacidade de resolução de problemas envolvendo criatividade, lógica, pensamento visual e estratégia.

– Realmente não há limites para a imaginação humana. Não há limite para até onde podemos levá-los. Não há sala de fuga impossível-  afirmou Jara Koren, capitão da equipe campeã

A Eslovênia conquistou a liderança ao dominar os quatro primeiros desafios, que incluíram guiar suavemente uma bola através de uma mesa flutuante e criar uma série de cabos iluminados com misteriosos cilindros. Um dos desafios que a equipe não conseguiu decifrar foi um quebra-cabeça dentro de um túnel de seis metros de comprimento.

– Nós realmente não esperávamos estar na final. Foi incrível estar aqui e ser finalistas. Há grande popularidade neste esporte. Acho que é o futuro. Este é apenas um pequeno começo de um grande futuro -, conta Petro Fomin, da equipe ucraniana.

As duas equipes finalistas não poderiam ter sido mais diferentes entre si. O quarteto esloveno só se reuniu no processo de qualificação, enquanto a equipe ucraniana era formada por amigos que já estavam habituados a participar de eventos de quebra-cabeça juntos.

A competição foi elaborada por estudiosos do MIT Game Lab e a Technical University de Vienna e a sala do campeonato foi desenvolvida pela empresa Fox in a Box, por uma equipe liderada pelo Dr. Scott Nicholson, considerado um “guru” nesse meio.

– Este foi o começo de algo grande e, espero, ajudar outras pessoas a perceber que podem mudar o mundo por meio de jogos – ressaltou Dr. Scott Nicholson.

O Red Bull Mind Gamers teve participantes de países como Áustria, Azerbaijão, Estônia, França, Alemanha, Hungria, Itália, Lituânia, Omã, Noruega, Romênia, Rússia, Singapura, Coreia do Sul, Eslovênia, Espanha, Suécia, Suiça, Turquia, Ucrânia, Estados Unidos e Reino Unido. As semifinais foram disputadas nos dias 23 e 24 de março, de onde saíram dois times finalistas. Eles se encontraram na grande final do dia 25, em Budapeste, com transmissão ao vivo pela Red Bull TV.



MaisRecentes

Em noite de gala, Team One se destaca e Felipe ‘brTT’ é eleito o craque da galera no prêmio CBLoL



Continue Lendo

Toma-lhe GOTY! Os cinco candidatos ao prêmio de Melhor Jogo de 2017



Continue Lendo

Análise Press Start – Assassin’s Creed Origins



Continue Lendo