Análise Press Start – The Elder Scrolls Online: Tamrial Unlimited



Passadas as principais novidades da E3, voltamos a publicar uma análise aqui no Press Start. Nesta semana, o jogo avaliado é a versão para consoles de The Elder Scrolls Online: Tamrial Unlimited.

Há mais de um ano, The Elder Scrolls Online foi lançado para PC, plataforma mais do que acostumada a receber jogos de MMO. Enfrentando um ceticismo compreensível, o game finalmente desembarcou nos consoles, e, apesar do ‘pé atrás’, tem tudo para quebrar esse estigma, e abrir as portas para futuros lançamentos do gênero.

Mas como fazer essa transição do teclado e mouse para os controles? Fácil. Com comandos simples, The Elder Scrolls Online dá a liberdade e conforto de um jogo singleplayer para quem não está acostumado com o funcionamento dos MMO’s. Com magias e habilidades atreladas aos botões principais, ataque e bloqueio nos gatilhos superiores, e a possibilidade de se alterar a visão do personagem entre primeira e terceira pessoas, o combate em TESO é muito fluido e tático.

As novidades da versão para os consoles são bastante atraentes. Além de possuir todo o conteúdo já lançado para PC, Tamriel Unlimited não requer pagamento de mensalidade. Para quem jogou no computador e quer experimentar o jogo no PS4 ou no Xbox One, há um sistema de migração de personagem. Mesmo que isso não signifique que você poderá fazer cross-play, é uma grande vantagem para quem não quer começar do zero outra vez.

Aprofundando mais o papo sobre o conteúdo presente em TESO, é importante ressaltar a quantidade de horas que você poderá passar com game. São três facções, cada uma com sua própria história, várias classes para serem masterizadas, além do PVP, dos desafios e recompensas das dungeons e dos níveis veteranos. Uma novidade na versão para consoles é o Champion System, que é um sistema alternativo de evolução do personagem, disponível depois do level 50, e permite ao jogador uma maximização das habilidades de seu char.

Outra inclusão à versão dos consoles é o Justice System. Para quem está jogando The Witcher 3, é mais do que comum furtar itens de baús e sacolas dos npc’s. E isso também é possível em TESO. Por se tratar de uma atitude errada, é bom que esteja preparado para as consequências de seus atos, já que, se for visto roubando, os guardas serão implacáveis em sua caça.

Ainda falando sobre mudanças da versão de PC para dos consoles, a comunicação foi totalmente alterada. Ao invés do tradicional chat por texto, a Bethesda resolveu que toda conversa será feita por voz em TESO: TU. Isso, como tudo na vida, tem seus lados positivos, mas também os negativos. Em termos estratégicos, o voice chat é muito melhor, já que você não precisa parar o combate em uma masmorra, por exemplo, para se comunicar com seus amigos. A parte ruim disto é que, dependendo da qualidade do microfone, o áudio pode chegar deturpado até você.

Essa falta de comunicação por texto não foi bem recebida, principalmente em um aspecto de TESO: por não haver uma casa de leilões, todas as negociações são restritas às guilds, que enfrentam problemas para recrutar novos membros, assim dificultando todo o processo de compra e venda de itens. Talvez a Bethesda, percebendo este problema, pense em uma futura atualização, que adicione uma maneira mais eficaz de movimentar o ‘mercado’.

Talvez a principal diferença entre as versões de PC e console seja a qualidade visual de TESO no PS4 e no Xbox One. Infelizmente o esforço da Bethesda em trazer o game para outras plataforma deixa a desejar um pouco nesta área. Mesmo máquinas com configurações não tão altas assim superam facilmente a geração atual de videogames. Pelo menos o áudio não apresenta muita diferença. A trilha sonora é muito bem feita, e as falas dos personagens seguem a mesma linha.

 
CONCLUSÃO:

The Elder Scrolls Online: Tamriel Unlimited tem tudo para superar as expectativas nos consoles. Apesar dos gráficos inferiores e da falta de comunicação via texto, os donos de PS4 e Xbox One não vão ficar desapontados com o game.


PONTOS POSITIVOS:

– Conteúdo massivo
– Controles simples e fluidos
– Novo sistema de upgrade do personagem

PONTOS NEGATIVOS:

– Gráficos não são dignos de next-gen
– Chat pode ser frustrante

 
NOTA: 8/10

*Gostaríamos de agradecer à Bethesda, que nos cedeu uma cópia de The Elder Scrolls Online: Tamriel Unlimited para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Análise Press Start – Marvel vs. Capcom: Infinite



Continue Lendo

Análise Press Start – Destiny 2



Continue Lendo

Análise Press Start – PES 2018



Continue Lendo