Análise Press Start – Star Wars Battlefront



Na Análise Press Start de hoje, recebemos um auxílio considerável da Força, e encaramos o lado negro dela, tudo para contar em detalhes o que achamos de Star Wars Battlefront.

Online você deve jogar!

Star Wars Battlefront faz a audaciosa aposta de simplesmente não possuir um modo campanha. O foco do game é no multiplayer, e a EA e a DICE são campeãs nesse quesito.

Ao todo, são nove modos de jogo dentro do multiplayer de Star Wars Battlefront. Alguns bem espelhados nos games Battlefield, como Batalha e Supremacia, e outros com a cara do universo de George Lucas, como o Esquadrão de Combate, que é focado no uso de naves.

Além das batalhas online, existe a possibilidade de se aventurar sozinho (ou com amigos), nas missões offline de Battlefront. É uma forma divertida de se masterizar os comandos enquanto se conquista alguns troféus.

A força é poderosa e baseada em Battlefield

Em todos os modos do multiplayer, os jogadores são direcionados para um dos lados da Força. Cada um possui personagens e equipamentos característicos, lembrando o sistema de Battlefield Hardline.

Como dissemos acima, alguns modos de jogo são baseados nos presentes em jogos da franquia Battlefield. Isso é até um pouco óbvio, não só por serem feitos pela mesma produtora, mas simplesmente pelo o que os jogadores esperam de um FPS online.

O que Battlefront se diferencia de Battlefield é a acessibilidade. Enquanto o segundo é um jogo bem mais restrito e difícil, o primeiro é bem mais simples e permite que até mesmo os gamers mais casuais e os fãs de Star Wars possam aproveitar ao máximo a experiência.

Um plano só é bom nas mãos de quem pode executá-lo

Talvez a ideia de um game das proporções de Star Wars Battlefront não tivesse dado certo nas mão de outros que não a EA e a DICE.

Isso se deve ao fato de ambas serem referência no mercado de games. Fato que se aplica em vários níveis, como jogabilidade, imersão e gráficos de ponta.

Aliás, os gráficos de Battlefront são impecáveis. Cada mapa é realmente uma beleza de se ver. Nas primeiras partidas, nos vimos morrendo várias vezes por parar para admirar o trabalho realizado no game.

E o que dizer da parte sonora de Battlefront? A sensação é de realmente estar numa guerra com lasers sendo disparados ao seu redor, e o inconfundível som dos sabres de luz nos combates entre heróis completa o pacote.

Numa galáxia muito, muito distante, mas em português

O fã brasileiro de Star Wars tem mais um motivo para se interessar pelo game. Battlefront chega totalmente localizado, com áudio e legendas em português.

Se Battlefield Hardline recebeu duras críticas pela escolha de Roger Moreira para dublar o personagem principal, o mesmo não vai ocorrer com Battlefront. As falas são sempre bem reproduzidas e adequadas a cada personagem.

CONCLUSÃO:

Star Wars Battlefront não é o FPS para quem joga Call of Duty ou Battlefield, e sim um game mais focado nos fãs da franquia recentemente adquirida pela Disney. Mas com cenários lindos, personagens marcantes e jogabilidade bem acessível, tem o potencial para agradar até aos gamers mais hardcore. Comprá-lo você deve, jovem padawan!

PONTOS POSITIVOS:

  • Gráficos de ponta
  • Modos de jogo divertidos
  • Áudio sensacional

PONTO NEGATIVO:

  • Ausência do modo campanha

NOTA: 9/10

*Gostaríamos de agradecer à EA, que nos cedeu uma cópia de Star Wars Battlefront para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Bethesda divulga trailer de lançamento de Wolfenstein II: The New Colossus



Continue Lendo

Expansão Corridas Metamorfose já está disponível para GTA Online



Continue Lendo

Atualização de temporada já está disponível em F1 2017



Continue Lendo