Análise Press Start – Ride 2



A Análise Press Start de hoje será no máximo da velocidade. Está procurando um jogo de corrida? Então vem com a gente para saber o que achamos de Ride 2.

Diversão em grande estilo

Quando estamos avaliando um jogo de corrida, alguns fatores devem ser levados em consideração: realismo, controle, diversão… Em um mundo cada vez mais moderno, as produtoras buscam sempre focar mais nos gráficos e na simulação do que realmente em fazer com que o jogador se divirta jogando.

Mas, ainda bem, Ride 2 não entra nessa categoria. O game conseguiu atingir aquele ponto ideal de equilíbrio entre estes dois mundos, dando uma sensação altamente realista de se pilotar uma motocicleta trazendo todo o lado da diversão da atividade.

O nível de customização que Ride 2 oferece é sensacional: são mais de 200 motocicletas diferentes, com mais de 1200 peças para deixar a sua exatamente do jeito que você quiser. Cada uma dessas partes são feitas baseadas em modelos que realmente existem.

E além da estética, ainda é possível melhorar a performance das motos, e sem complicar tudo, com informações desconhecidas para a maioria.

A jogabilidade é absolutamente realista. Fazer uma curva mais fechada com uma moto maior requer uma habilidade e movimentação totalmente diferentes de uma bike mais esportiva. O sistema de físicas de Ride 2 definitivamente é um dos melhores que já encontramos em jogos de corrida. Tudo funciona como deve ser.

A parte multiplayer é onde Ride 2 fica mais divertido. Jogar contra seus amigos ou pessoas de todo o mundo com as mais de 200 motos e diversas pistas, sempre pilotando no limite da velocidade parece ser o real objetivo da produção do game.

Apesar de estamos elogiando tudo até o momento, Ride 2 não é para qualquer pessoa. A curva de aprendizagem é muito íngreme, tornando a experiência do jogador muitas vezes desagradável. Desbloquear novas motos não é tão simples. Os preços são muito altos e os ganhos são baixos. E uma vez que o nível das competições evolui muito rápido, não demora para que nos sintamos muito abaixo dos outros competidores, causando uma grande frustração.

CONCLUSÃO

Ride 2 é um game feito mais para os fãs de motovelocidade. A jogabilidade é altamente precisa e a curva de aprendizagem é íngreme demais. Para quem gosta realmente do estilo, o jogo é prato cheio, com mais de 200 motocicletas, e um nível de customização absurdamente profundo.

PONTOS POSITIVOS:

  • Mais de 200 motos
  • Customização profunda
  • Realismo

PONTOS NEGATIVOS:

  • Difícil de progredir
  • Pode ser frustrante

NOTA: 8/10

Gostaríamos de agradecer à Square Enix, que nos cedeu uma cópia de Ride 2 para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

e-Sports: Flamengo fecha com importante parceiro



Continue Lendo

GOTY: Zelda é eleito o melhor jogo de 2017. Confira todos os vencedores



Continue Lendo

Análise Press Start – LEGO Marvel Super Heroes 2



Continue Lendo