Análise Press Start – Ride 2



A Análise Press Start de hoje será no máximo da velocidade. Está procurando um jogo de corrida? Então vem com a gente para saber o que achamos de Ride 2.

Diversão em grande estilo

Quando estamos avaliando um jogo de corrida, alguns fatores devem ser levados em consideração: realismo, controle, diversão… Em um mundo cada vez mais moderno, as produtoras buscam sempre focar mais nos gráficos e na simulação do que realmente em fazer com que o jogador se divirta jogando.

Mas, ainda bem, Ride 2 não entra nessa categoria. O game conseguiu atingir aquele ponto ideal de equilíbrio entre estes dois mundos, dando uma sensação altamente realista de se pilotar uma motocicleta trazendo todo o lado da diversão da atividade.

O nível de customização que Ride 2 oferece é sensacional: são mais de 200 motocicletas diferentes, com mais de 1200 peças para deixar a sua exatamente do jeito que você quiser. Cada uma dessas partes são feitas baseadas em modelos que realmente existem.

E além da estética, ainda é possível melhorar a performance das motos, e sem complicar tudo, com informações desconhecidas para a maioria.

A jogabilidade é absolutamente realista. Fazer uma curva mais fechada com uma moto maior requer uma habilidade e movimentação totalmente diferentes de uma bike mais esportiva. O sistema de físicas de Ride 2 definitivamente é um dos melhores que já encontramos em jogos de corrida. Tudo funciona como deve ser.

A parte multiplayer é onde Ride 2 fica mais divertido. Jogar contra seus amigos ou pessoas de todo o mundo com as mais de 200 motos e diversas pistas, sempre pilotando no limite da velocidade parece ser o real objetivo da produção do game.

Apesar de estamos elogiando tudo até o momento, Ride 2 não é para qualquer pessoa. A curva de aprendizagem é muito íngreme, tornando a experiência do jogador muitas vezes desagradável. Desbloquear novas motos não é tão simples. Os preços são muito altos e os ganhos são baixos. E uma vez que o nível das competições evolui muito rápido, não demora para que nos sintamos muito abaixo dos outros competidores, causando uma grande frustração.

CONCLUSÃO

Ride 2 é um game feito mais para os fãs de motovelocidade. A jogabilidade é altamente precisa e a curva de aprendizagem é íngreme demais. Para quem gosta realmente do estilo, o jogo é prato cheio, com mais de 200 motocicletas, e um nível de customização absurdamente profundo.

PONTOS POSITIVOS:

  • Mais de 200 motos
  • Customização profunda
  • Realismo

PONTOS NEGATIVOS:

  • Difícil de progredir
  • Pode ser frustrante

NOTA: 8/10

Gostaríamos de agradecer à Square Enix, que nos cedeu uma cópia de Ride 2 para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

SEGA anuncia uma crescente coleção de jogos clássicos para mobile



Continue Lendo

Confira os vencedores da segunda semana do LANCE! de Craque



Continue Lendo

Ubisoft revela na E3 novo jogo de ação e aventura, o Starlink: Battle For Atlas. Conheça!



Continue Lendo