Análise Press Start – Rainbow Six Siege



Na Análise Press Start de hoje, colocaremos sob nosso microscópio um dos games mais aguardados deste fim de 2015. Veja o que achamos de Rainbow Six Siege.

Uma homenagem a Tom Clancy

Desde o PlayStation 1, o nome Tom Clancy é famoso entre os gamers. O escritor e historiador americano deixou sua marca com vários jogos, mas os de maior destaque, sem dúvida, são os das franquias Splinter Cell e Rainbow Six.

Clancy é considerado pai do gênero ‘techno-thriller’, e Rainbow Six Siege é um belo representante da categoria. Misturando muita ação e estratégia, o game pode ser considerado um tributo ao já falecido artista.

Realismo acima de tudo!

Rainbow Six Siege é mais um game que aposta numa fórmula um tanto diferente dos mais populares Call of Duty e Battlefield. Depois de Star Wars Battlefront, o lançamento da Ubisoft visa um gameplay mais tático e cadenciado.

As partidas se resumem ao duelo entre policiais e bandidos. Alternando entre os papeis nos rounds, os jogadores devem defender sua posição dentro de um local, ou invadi-lo com sucesso, resgatando reféns ou desarmando bombas.

Diferente de CoD e Battlefield, em seus principais modos de jogo, Raibow Six Siege te faz pensar cautelosamente cada passo, já que a morte é única por round, ou seja, você deve esperar o início do próximo para voltar à ação.

Operadores diferentes geram experiências variadas

Em Raibow Six Siege existem diversos tipos de operadores. São personagens com características e habilidades próprias, que alteram a maneira com a qual você desenvolve seu papel em uma partida.

No que a Ubisoft chama de Cerco, saber lidar com as habilidade de cada soldado é fundamental para alcançar a vitória. O operador chamado Mute, por exemplo, possui um artefato capaz de interromper as comunicações dos adversários em uma determinada área do mapa.

E por falar em mapas, são 10 no total, recriando as mais diversas situações. Os cenários vão desde uma casa no subúrbio a um consulado e até mesmo um avião.

Nada de campanha por aqui!

A Ubisoft repete a aposta feita pela EA em Star Wars Battlefront e não traz um modo campanha para Rainbow Six Siege.

Os modos de jogo presentes em Raibow Six Siege são três: Multiplayer, Caça-Terrorista e Cenários, cada um com suas particularidades. Vamos a eles:

Multiplayer3 diferentes modos de jogo online TDM (team death match):

• REFÉM: Os atacantes precisam localizar e extrair os reféns de uma edificação, enquanto os defensores precisam usar barricadas e armadilhas para deter os atacantes.

• PROTEGER ÁREA: Os atacantes precisam localizar um cômodo que guarda um recipiente de risco biológico e proteger o local em 10 segundos.

• BOMBA: Os atacantes localizam uma ou duas bombas e usam um desativador para desarmá-la(s).

Caça-Terrorista: O modo de jogo Caça-Terrorista pode ser jogado individualmente ou em equipe com até 4 companheiros adicionais.

O jogador se encontra em cenários hostis contra uma nova ameaça no mundo de Rainbow Six: os Máscaras Brancas.

O jogo combina diversas variáveis como modo, mapa, horário, locais objetivos e uma das várias fortificações estabelecidas para criar operações exclusivas.

Cenários: Embarque em uma série de sessões individuais para se familiarizar com o conteúdo e os mecanismos de Rainbow Six Siege (Jogabilidade, Agentes, Destruição…).


Você pode jogar cada sessão de treinamento na dificuldade Normal, Difícil ou Realista.

Os objetivos secundários foram criados para ficarem progressivamente mais difíceis conforme você desbloqueia cada cenário subsequente.

Gráficos na média e o som é fundamental!

Dentro de Raibow Six Siege, a presença de um fone é praticamente fundamental. Seja para se comunicar com seus aliados, ou para ter uma noção melhor dos barulhos do ambiente, o acessório ajuda bastante.

E a Ubisoft trabalhou pesado na hora de recriar os mais variados tipos de som no game. Os passos dos inimigos, ou uma barricada sendo destruída por eles são bem reconhecíveis e são a base para seu próximo movimento na partida.

E vale o destaque para o fato do jogo estar totalmente em português, mostrando que a Ubisoft mais uma vez se preocupa com o mercado brasileiro

Graficamente Rainbow Six Siege não é nenhum primor. Principalmente quando falamos de um game exclusivo da nova geração, não vemos nada muito diferenciado.

CONCLUSÃO:

Rainbow Six Siege é um game que oferece uma mudança no ritmo do gênero FPS. Para quem quer um descanso do caos e correria dos Battlefields da vida, é uma excelente opção. Apesar da ausência de um modo campanha, a parte multiplayer manda muito bem!

PONTOS POSITIVOS:

  • Realismo no gameplay
  • Parte sonora incrível
  • Totalmente em português

PONTOS NEGATIVOS:

  • Não tem modo campanha
  • Uso do microfone é praticamente indispensável

NOTA: 9/10

 

 



MaisRecentes

SEGA anuncia uma crescente coleção de jogos clássicos para mobile



Continue Lendo

Confira os vencedores da segunda semana do LANCE! de Craque



Continue Lendo

Ubisoft revela na E3 novo jogo de ação e aventura, o Starlink: Battle For Atlas. Conheça!



Continue Lendo