Análise Press Start – Project Cars 2



A Análise Press Start de hoje vai ser em alta octanagem! Um dos games de corrida mais hypados do ano passa pelo nosso microscópio e você fica sabendo se vale a pena gastar seu suado dinheiro nele. Confira o que achamos de Project Cars 2.

Project Cars 2 é o exemplo perfeito, e raro, de uma sequência que supera seu antecessor. Jogos, filmes, séries, livros e tantas outras coisas na vida acabam perdendo qualidade com continuações, mas, o game da Bandai/Namco não é integrante desse grupo.

Isso porque ele melhora de maneira bastante significativa o que vimos no primeiro game da franquia, lançado lá atrás, em 2015. Começando pela incrível sensação que temos ao dirigir os veículos de Project Cars 2. Eu nunca pilotei de verdade, mas, ver o carro sair um pouco de traseira, e conseguir corrigir a tração bem a tempo de evitar um deslize descontrolado é algo fantástico. Isso não quer dizer que os pneus vão ficar magicamente grudados no asfalto, portanto, é bom tomar cuidado nas curvas.

Outra melhoria foi na Carreira. Apesar de similar ao que tivemos no primeiro game, é possível ver alguns ajustes importantes. Há mais liberdade na hora de escolher equipes e eventos, e isso é ainda mais importante já que temos mais opções dos dois no jogo. É muito bacana ver sua evolução desde campeonatos menores até as competições que botam qualquer piloto com frio na barriga. E se você tem uma veia mais online, saiba que agora é possível disputar campeonatos com pessoas de todo o mundo.

Mas, se tem algo que merece o destaque maior no quesito evolução, é o clima dinâmico de Project Cars 2. O primeiro game já fazia bonito, mas o que vemos no segundo é algo fora de série. É simplesmente hipnotizante ver as poças de água se formando em tempo real enquanto a chuva cai, e, sendo arrastadas por pneus e evaporando quando o sol aparece.

Mas não para por aí. Project Cars supera seu irmão mais velho também no quesito conteúdo. São mais de 180 carros e 60 pistas. Vale destacar a inclusão de algumas das principais montadoras no game, como Ferrari, Lamborghini e Porsche. Muito mais do que apenas encher o jogo com muitos veículos, cada um deles tem um feeling diferente.

E o que dizer da parte sonora? Project Cars 2 reproduz fielmente todos os barulhos que você espera ouvir de um carro. E quando eu digo todos, são TODOS. Isso passa por coisas mais perceptíveis, como uma troca de marcha, mas chega ao ponto de ser possível diferenciar a passada do limpador de para-brisas com os vidros secos e molhados. É realmente impressionante o nível de detalhes.

CONCLUSÃO

Project Cars 2 é uma prova de que reclamar com os desenvolvedores funciona. O Slightly Mad Studios realmente conseguiu atender a todos os pedidos da comunidade em relação ao primeiro game. É claro que ainda existem pequenos problemas, como quedas de frame, ou uma IA inconsistente, mas nada que possa retirar muitos pontos do jogo.

PONTOS POSITIVOS

– Controle dos carros absolutamente preciso
– Clima dinâmico
– Som do jogo é surreal

PONTOS NEGATIVOS

– Quedas de framerate
– Inteligência artificial poderia ser melhor

NOTA: 9/10

Gostaríamos de agradecer à Bandai/Namco, que nos cedeu uma cópia de Project Cars 2, para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Hideo Kojima, principal atração da BGS 2017, revela seu game favorito



Continue Lendo

Sem game over! O que vi do primeiro dia da BGS 2017



Continue Lendo

Assista ao trailer de lançamento de The Evil Within 2



Continue Lendo