Análise Press Start – Plants vs Zombies Garden Warfare 2



Na Análise Press Start de hoje, vamos avaliar um dos melhores jogos de tiro do mercado. Battlefield? Não! Call of Duty? Também não! Veja o que achamos de Plants vs Zombies Garden Warfare 2.

Já era bom, agora melhorou!

Quando a PopCap resolveu arriscar na transição de uma franquia de sucesso em smartphones e tablets para o mundo dos consoles e PC’s, muita gente ficou com o pé atrás, mas logo se surpreendeu com a qualidade a diversão proporcionadas por Plants Vs Zombies: Garden Warfare.

Pouco mais de dois anos após o primeiro game, chega sua sequência, exclusiva para a nova geração dos consoles e PC’s, com grandes novidades e adições, que conseguem melhorar o que já era bom.

Gramado da Batalha, multiplayer para até 24 pessoas, cooperativo para até 4 jogadores, 14 classes, com mais de 100 personagens, 12 novos mapas… São tantas novidades que nem parece ser um jogo apenas.

Em termos de jogabilidade, a PopCap resolveu se valer da máxima ‘em time que está ganhando não se mexe’ e manteve os controles iguais aos do primeiro game.

Multiplayer mais robusto e competitivo

Quando o primeiro game da série Garden Warfare foi lançado, lá em 2014, tínhamos a opção de jogar com oito classes de combatentes: quatro de zumbis, quatro de plantas.

Já em PvZ GW2, seis novas classes foram adicionadas, três para cada lado, trazendo mais variedade às batalhas caóticas entre as plantas e zumbis. No time dos mortos-vivos, Capitão Barbamorta, Zumbinho (Robô-Z) e Supermioloz são as novidades. Já no lado das plantas, os novos integrantes se chamam Rosa, Coronel Milho e Citrinador.

O que mais nos chamou a atenção foi a capacidade da PopCap em, mesmo trazendo novos personagens, com habilidades particulares, manter o equilíbrio nas partidas. Não há uma clara vantagem em escolher um zumbi ou uma plante em específico.

No total, são seis modos multiplayer, e quatro cooperativos. Embarque nas batalhas online ou se junte a seus amigos em tela dividida. Vale ressaltar que existem 12 mapas completamente novos, cada um com seus estilos e segredos.

Agora também tem uma campanha!

Uma das novidades de Plants vs Zombies Garden Warfare 2 é a presença de um modo singleplayer. O mais legal é poder vivenciar os dois lados da moeda, com uma campanha para zumbis e outra para as plantas.

Durante as missões, é possível aproveitar o tempo para se familiarizar tanto com os mapas quantos com os personagens. Boa dica para quem está sentindo dificuldade nas partidas online.

O problema fica na duração da campanha, que é muito curta, e para a repetitividade das missões. O modo singleplayer não muito profundo, mas já é um primeiro passo para futuras versões de Plants vs Zombies.

Um colírio para os olhos

Plants vs Zombies Garden Warfare 2 é a prova de que sempre podemos tirar um pouquinho mais de coisas antigas. Mesmo usando o mesmo motor gráfico do game anterior, o resultado é absolutamente incrível.

Cada um dos mais de 100 personagens e 12 novos mapas são caprichados, com detalhes muito bem trabalhados, com texturas dignas de cinema.

Durante o tempo em que testamos Plants vs Zombies Garden Warfare 2, não encontramos nenhum problema de performance devido às animações espetaculares do tiros e poderes de plantas e zumbis.

Outros pontos que merecem destaque

Assim como no primeiro game, o sistema de figurinhas volta em Plants vs Zombies Garden Warfare 2. Usando as moedas conquistadas dentro do próprio jogo, você vai adquirindo novos equipamentos e acessórios.

Vale uma salva de palmas para a PopCap e a EA, que deram uma baita moral para o Brasil, localizando o game totalmente em português. É muito bom ver piadas e os nomes engraçados dos personagens na nossa língua.

CONCLUSÃO:

Plants vs Zombies Garden Warfare 2 pegou tudo de bom de seu antecessor, adicionou personagens, mapas e modos de jogo, misturou tudo e criou um caos entre plantas e zumbis que com certeza merece um lugar na sua estante de jogos.

PONTOS POSITIVOS:

  • Novos personagens e mapas
  • Gráficos impecáveis
  • Totalmente em português

PONTO NEGATIVO:

  • Modo campanha bem curto

NOTA: 9/10

Gostaríamos de agradecer à EA, que nos cedeu uma cópia de Plants vs Zombies Garden Warfare 2 para PS4, plataforma usada nesta análise.

 

 



MaisRecentes

Análise Press Start – Marvel vs. Capcom: Infinite



Continue Lendo

Análise Press Start – Destiny 2



Continue Lendo

Análise Press Start – PES 2018



Continue Lendo