Análise Press Start – PES 2018



A Análise Press Start de hoje dá início a uma das disputas mais acirradas que o mundo já viu: Qual é o melhor jogo de futebol que existe? Vamos começar a escolher o vencedor avaliando Pro Evolution Soccer 2018

Essa disputa anual entre PES e Fifa parece que não esteve tanto em evidência nos últimos meses. Nenhuma das duas franquias anunciou mudanças revolucionárias em seus jogos, mas os fãs sempre começam uma nova temporada com a expectativa lá no alto.

É claro que nós sempre buscamos o melhor jogo possível, mas, é preciso parar para avaliar que o que nós temos atualmente já é um material de absoluta qualidade, apesar de alguns pequenos, e outros maiores problemas que cada um tem. A franquia Pro Evolution Soccer é conhecida por sua maestria gráfica, enquanto Fifa se destaca pela jogabilidade. Mas quais são as credenciais da Konami para a versão 2018 de seu game?

Mantendo a sólida base construída na versão anterior, PES 2018 busca se aproximar ainda mais da realidade. O game tem uma notada redução na velocidade, o que proporciona uma partida mais cadenciada, com mais espaços para para dribles precisos e em espaços reduzidos.

Um dos principais responsáveis por essa mudança é o Real Touch+. O sistema á base de toda a jogabilidade de PES 2018, fazendo com que os jogadores tenham mais variedade na movimentação e em lances de jogo, como domínio de bola, por exemplo, que pode ser feito com diversas partes do corpo. Isso contribui demais para a fluidez do jogo, já que deixa as jogadas mais dinâmicas.

Outra melhoria em PES 2018 está em sua parte gráfica. Levando em conta que o visual de Pro Evolution Soccer já era bom, a mudança não é tão facilmente notada, mas, fica mais evidente se você souber onde procurar. A Konami abusou na hora de retratar as maiores estrelas do futebol, e agora detalhes como penteado, tatuagens e até cicatrizes se destacam. Mas o que mais chamou nossa atenção foi a maneira realista e quase humana com a qual os atletas reagem em campo. As expressões faciais estão incríveis, transparecendo felicidade ou raiva, por exemplo, com muita clareza.

E se os gráficos estão espetaculares, PES 2018 ainda sofre com os problemas de narração que seu antecessor tinha. Os comentários e falas de Milton Leite e Mauro Beting seguem sem o timing correto na inserção, e em alguns momentos, os dois simplesmente ficam em silêncio. Pelo menos a dupla consegue ser divertida.

E por falar na versão brasileira, é de se aplaudir o esforço e o respeito da Konami com a gente. Campeonato Brasileiro licenciado, vários estádios, agora com a inclusão de São Januário, e vários times da Série com elenco completo. São eles: Flamengo, Fluminense, Vasco, Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Cruzeiro.

Esse segue sendo um grande problema em PES. Grandes times do Brasil não possuem seus jogadores licenciados, e alguns gigantes da Europa nem mesmo são representados com seus nomes e uniformes oficiais.

CONCLUSÃO

PES 2018 dá um passo à frente em relação a seu antecessor, com gráficos e jogabilidades refinadas e mais realistas. O game peca na narração brasileira e no problema com licenças, mas tem a capacidade de agradar seu fãs e conquistar novos para a franquia.

PONTOS POSITIVOS:

  • Gráficos realistas
  • Jogabilidade refinada
  • Suporte ao Brasil

PONTOS NEGATIVOS:

  • Narração brasileira continua com problemas
  • Problemas com licenças

NOTA: 9/10

Gostaríamos de agradecer à Konami, que nos cedeu uma cópia de PES 2018 para PS4, plataforma usada nesta análise.



MaisRecentes

Campeonato Brasileiro de League of Legends ganha novo formato em 2018



Continue Lendo

Análise Press Start – Star Wars Battlefront II



Continue Lendo

Brasileiro vence campeonato internacional 1×1 de League of Legends



Continue Lendo